Alunos da UNIP relatam suas experiências no Instituto Tecnológico de Monterrey

Os alunos Amanda Botéque Luz, do curso de Psicologia do campus Sorocaba; Caroline Moro, do curso de Arquitetura do campus Anchieta; Cristina de Oliveira do Nascimento, do curso de Letras do campus Alphaville; Diego Rodrigues Lucas, do curso de Fisioterapia do campus Alphaville; Felipe Leite Barbosa, do curso de Engenharia Mecânica do campus Limeira; Isabella Garcia do Nascimento, do curso de Ciências Biológicas do campus Araçatuba; Isabhela Pulz Muniz, do curso de Arquitetura do campus Marquês; Ivan Carlos de Freitas Rodrigues, do curso de Ciências Biológicas do campus Campinas; Jaqueline Pereira de Oliveira, do curso de Engenharia Civil do campus Indianópolis; Jonas Destro Domingues, do curso de Engenharia Civil do campus Campinas; Larissa Avanzine, do curso de Arquitetura do campus Limeira; Leidiane Lima Pereira, do curso de Direito do campus Anchieta; Mariana Delbone Perez, do curso de Engenharia Civil do campus Indianópolis; Marina Finotelli, do curso de Engenharia de Produção Mecânica do campus Anchieta; Marcella Masiviero Gonçalves, do curso de Pedagogia do campus Alphaville; Mateus Braz Calheira, do curso de Publicidade e Propaganda do campus Tatuapé; Paula Beatriz Viana, do curso de Psicologia do campus São José do Rio Preto; Railton Pereira de Souza, do curso de Engenharia Civil do campus Campinas e Rebeca da Silveira Menezes, do curso de Direito do campus Manaus, foram contemplados com bolsas de estudos pelo Programa de Bolsas Ibero-americanas Santander Universidades 2015 e aceitos pelo Instituto Tecnológico e de Estudos Superiores de Monterrey – ITESM, para realizarem disciplinas dos respectivos cursos.

Segundo o acadêmico Felipe Leite, “o intercâmbio no ITESM me possibilitou conhecer pessoas do mundo inteiro, diversas culturas e principalmente a cultura mexicana. Os mexicanos são muito amáveis e prestativos. Quanto à língua, as aulas de Espanhol e Destreza me ajudou muito a melhorar no idioma. No instituto, posso praticar muitos esportes, como natação, KravMagá e aulas de violão, o que é muito bom. Nas aulas técnicas de Engenharia tenho visto coisas novas e interessantes. Este tempo aqui no México tem se transformado em uma das minhas maiores experiências”, declarou. Já a aluna Isabhela relata que sua vivência está ótima e que os dias são cheios de novidades. “Já conhecemos Teotihuacán, Peña de Bernal e o centro de Querétaro. O próximo local será Las Grutas de Tolantongo. Nós, brasileiros, estamos unidos como uma família, isto é muito bom. Tudo aqui é bonito e diferente, as pessoas são muito alegres e hospitaleiras. As aulas são sensacionais e os professores didáticos.

Jaqueline também conta sobre a nova rotina. “O Centro Tecnológico de Monterrey tem um estilo único, mágico e encantador. A infraestrutura é perfeita. Os mexicanos são pessoas sensacionais e muito receptivas. A qualidade do ensino é esplêndida, somos incentivados a realizar pesquisas. Visitei Teotihuacán, um lugar luminoso e repleto de energia boa.”

A discente Larissa diz que já conseguiu se acostumar com as comidas e os horários, que são muito diferentes. “ A faculdade é excelente e a cidade é linda. Se comunicar dentro e fora da universidade tem sido muito tranquilo, graças às aulas de espanhol oferecidas pelo TEC, a ajuda dos professores e da família que está me hospedando. Fiz amizade com franceses, coreanos, americanos, mexicanos e brasileiros. Tenho me divertido bem e conhecido lugares espetaculares, como o Centro Histórico, Tequisquiapan, Penha de Bernal, Pirâmides de Teotihuacán. Estou ansiosa para os passeios que ainda virão.”

Marina conta: “Há dois meses no México, já participei de diversos eventos promovidos pelo ITESM, como o acampamento de liderança, staff no fórum de inovação em negócios, participação na StartUp Week de San Luis Potosí, oficina de inovação para trazer soluções em recursos humanos para a empresa Conti Tech (do grupo Continental) e curso de oratória com a Toastmasters International, no qual recebi reconhecimento de melhor aproveitamento, além de estar empenhada no projeto de inovação em canais de vendas da empresa Cummins. Me esforcei muito para alcançar esse objetivo e estou feliz pela oportunidade concedida pela UNIP e o Banco Santander, pois, em conjunto com a minha formação, sei que esta experiência agregará bastante ao meu perfil profissional e terei grande potencial para fazer diferença no Brasil, no México e no mundo.”

A graduação-sanduíche é uma modalidade de parte do curso superior. O universitário realiza um período da faculdade fora do país de origem por meio de intercâmbio. A oportunidade, além de aprofundar o conhecimento na área acadêmica, também possibilita ao estudante uma experiência internacional, vivendo em contato com outras culturas, praticando diariamente outro idioma.

Alunos da UNIP relatam suas experiências no Instituto Tecnológico de Monterrey

Alunos da UNIP relatam suas experiências no Instituto Tecnológico de Monterrey