Alunos da UNIP vivem experiência incrível no México

A UNIP enviou 11 alunos para o México neste semestre. Desse total, seis estão em Querétaro, onde outros alunos já estiveram no primeiro semestre deste ano. Os outros cinco estão em Monterrey pela primeira vez, incluindo dois acadêmicos do campus Araçatuba. Em mensagem especial aos colegas brasileiros, afirmam que estão vivendo “uma experiência incrível, graças à parceria da UNIP com o Banco Santander”.

 

Marcelo de Toro de Oliveira, estudante de Publicidade e Propaganda, foi contemplado pelo Programa de Bolsas Ibero-Americano Santander Universidades para estudar um semestre no Instituto Tecnológico de Monterrey, campus Querétaro/México, a mesma instituição para onde foi o aluno do curso de Farmácia, Luís Henrique Camargo Costa. “Quando cheguei ao instituto, conhecido como Tec Monterrey, tive certeza de que tudo que havíamos passado até ali iria valer a pena”, ressaltou o intercambista araçatubense.

 

Morando com uma família mexicana, Marcelo está tendo a oportunidade de aprender o espanhol em pouco tempo e conhecer Querétaro mais de perto, uma cidade turística, histórica, mas igualmente moderna, com museus, igrejas, jardins botânicos e muitos templos. “Um lugar onde você respira cultura a todo o momento, uma experiência que vai me proporcionar oportunidade de crescimento e até de descoberta pessoal, algo inesperado em minha vida”, afirmou.

 

No Tec Monterrey são 171 estudantes intercambistas, convivendo com pessoas de todo o mundo, fazendo amizade e compartilhando cultura e conhecimento. Marcelo tem aulas de Desenho Gráfico e Digital, Desenhos de Campanhas Persuasivas, além da língua espanhola. Divide seu tempo trabalhando na campanha de uma empresa real, a “Mujeres em Positivo”, um  centro de apoio para mulheres que estão desorientadas, que são violentadas, dependentes do alcoolismo e necessitam de ajuda, apoio, algo que as fortaleça e assim possam ingressar ao mercado de trabalho.

 

Sempre disposto a conhecer novos lugares, aproveita as viagens e excursões promovidas pela universidade para que os estudantes conheçam lugares históricos e importantes do México. Ele esteve em Teotihuacan, um sítio arqueológico declarado Patrimônio da Humanidade pela UNESCO, onde são encontrados templos, palácios e as grandes pirâmides Astecas, “um lugar verdadeiramente mágico”.

 

Luís Henrique concorda que a universidade mexicana tem uma “cultura internacional”, ao apoiar a ida de seus alunos a diversas universidades, como a UNIP, e também receber muitos alunos de vários países. Uma convivência que o estudante brasileiro considera altamente saudável do ponto de vista cultural “por conhecer pessoas de todas as partes do mundo e compartilhar experiências pessoais e pedagógicas”.

 

Cursando quatro disciplinas (Genômica Funcional, Diagnóstico Molecular, Espanhol Intermediário e Voleibol) ele está sentindo diferenças na maneira como as aulas são ministradas, pois exigem maior participação dos alunos e os professores cobram tarefas diariamente. “Serei eternamente grato a UNIP e ao Santander por apoiarem essas iniciativas de mobilidade internacional, estou muito feliz aqui no México e tenho certeza de que vou levar essa experiência para sempre”, concluiu Luís Henrique.

Alunos da UNIP vivem experiência incrível no México

Alunos da UNIP vivem experiência incrível no México

Alunos da UNIP vivem experiência incrível no México

Alunos da UNIP vivem experiência incrível no México

Alunos da UNIP vivem experiência incrível no México

Alunos da UNIP vivem experiência incrível no México

Alunos da UNIP vivem experiência incrível no México

Alunos da UNIP vivem experiência incrível no México