Café Cultural discute o sistema educacional

O campus Araçatuba mantém, desde o ano passado, o Projeto Café Cultural, por meio do qual empresários, acadêmicos e pessoas interessadas na discussão de questões importantes se reúnem com especialistas em determinadas áreas da comunicação humana.

Na edição de agosto, a convidada foi a coordenadora do Ministério da Educação e Cultura (MEC), Suely Fadul Villibor Flory. O debate contou com a presença da secretária municipal de Educação, Cleuza Castilho; da coordenadora da unidade, Mariângela Braguim Antônio, e do diretor Hélio Negri.

Livre-docente em Letras pela Universidade Estadual Paulista (Unesp) e coordenadora do Programa de Pós-Graduação em Comunicação da Universidade de Marília, Suely acredita que profissionalizar é a palavra de ordem do sistema educacional. “A educação não pode perder o seu sentido universal, as suas características de um processo de mudança social, mas deve caminhar para um novo sentido organizacional que permita colocar no mercado profissionais com capacidade transformadora”.

Embora os temas comportassem outras discussões, o grupo – ainda formado por estudantes e diretores das escolas da rede municipal – chegou à conclusão de que as políticas educacionais implementadas pelos setores governamentais têm surtido efeitos positivos e devem, a médio e a longo prazos, traduzir-se em algum tipo de melhoria na qualidade de ensino.

Ao final do encontro, a secretária Cleuza Castilho elogiou a iniciativa da UNIP em reunir dirigentes da rede pública municipal. “É importante que o município receba essa atenção da universidade e coloque à disposição do profissional da educação todo o seu lastro de experiências pedagógicas, permitindo que essa aproximação com a comunidade na qual está inserida resulte em políticas e parcerias cada vez mais produtivas”, afirmou.