Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu em Engenharia de Produção

Teses Defendidas - 2018

Título: Minimização de desutilidades de transporte de passageiros: uma metodologia para medir qualidade e desempenho
Autor(a): Helcio Raymundo
Orientador(a): João Gilberto Mendes dos Reis
Data: 19/06/2018
Resumo: O transporte de passageiros é parte da Mobilidade Urbana em um mundo no qual vivem atualmente cerca de 7,5 bilhões de pessoas, das quais 2,6 bilhões de passageiros utilizam diariamente os modos de transporte público e privado. Assim, para uma melhor Mobilidade Urbana, é necessário um Transporte de Passageiros melhor, ou seja, com mais qualidade e melhor desempenho para as partes interessadas (principalmente passageiros e sociedade). No entanto, mesmo se o Transporte de Passageiros melhorasse, ele sempre estaria submetido a um nível mínimo de desutilidades ou a uma desutilidade residual. As desutilidades são aqui interpretadas como desvantagens no uso do Transporte de Passageiros que impõem aos passageiros e à sociedade desperdício de tempo, gastos, insegurança, desconforto e impactos negativos nas comunidades, presentes em todos os deslocamentos. Esta é a razão pela qual o principal objetivo desta tese é o de desenvolver uma metodologia, considerando as desutilidades intrínsecas do Transporte de Passageiros, que ajude a criar condições para uma melhor Mobilidade Urbana. Para tanto, foi realizado um estudo das desutilidades do Transporte de Passageiros no âmbito da história, economia e aspectos urbanos e ambientais. Este estudo, como revisão da literatura, fornece o necessário conhecimento para permitir especulações sobre o estado da arte do Transporte de Passageiros e as tendências de suas desutilidades. Os métodos para medir a qualidade e o desempenho do Transporte de Passageiros e suas lacunas e os métodos de avaliação da Mobilidade Urbana ou Mobilidade Urbana Sustentável também foram estudados. Para o primeiro grupo, inferiu-se que os métodos atuais são inadequados para fins de mensuração e avaliação de qualidade/desempenho por desutilidades. Por outro lado, as contribuições do segundo grupo foram identificadas. A seguir, três artigos são discutidos com o objetivo, respectivamente, de: (i) mostrar a importância da mensuração da qualidade do Transporte de Passageiros por suas desutilidades; (ii) avaliar os níveis de desutilidade nos modos de Transporte de Passageiros e classificá-los aplicando o método Analytic Hierarchy Process, e (iii) estabelecer uma metodologia para medir a qualidade e o desempenho do Transporte de Passageiros na perspectiva de suas desutilidades por meio de um método quantitativo testado em um estudo de caso. O último artigo consolida a metodologia de medição da qualidade e desempenho do Transporte de Passageiros por suas desutilidades. Um estudo de caso, referente ao deslocamento do Aeroporto de Narita para a Estação Central de Tóquio (Japão), considerando todos os meios de transporte disponíveis, é comum aos três artigos e é usado para testar a metodologia proposta. Os resultados revelam que o transporte público normalmente pode ser lento, barato, seguro, com níveis variados de desconforto e poucos impactos negativos nas comunidades, enquanto o transporte privado pode ser rápido e caro, exceto andar a pé e de bicicleta, e que todos são inseguros e com impactos negativos variados nas comunidades. Também é revelado que o automóvel produz o mais alto nível de desutilidade, seguido por ônibus, táxi, motocicleta, trens, caminhada, bicicleta e trens expressos. A partir das conclusões, constata-se que a qualidade e o desempenho do Transporte de Passageiros sempre se limitam a uma desutilidade residual, o que, consequentemente, impõe restrições à Mobilidade Urbana e que os níveis de desutilidades variam ao longo do tempo, condicionados em parte por fatores controláveis que, se bem gerenciados, podem contribuir para melhorias.

Palavras-chave: Mobilidade Urbana; Transporte de Passageiros; Modos de Transporte; Desutilidade; Sustentabilidade; Qualidade; Desempenho.
Área de Concentração: Gestão de Sistemas de Operação
Linha de Pesquisa: Redes de Empresas e Planejamento da Produção
Projeto: Gestão e Qualidade nas Redes de Suprimentos
Grupo de Pesquisa da UNIP cadastrado no CNPq: RESUP - Grupo de Pesquisa em Redes de Suprimentos


Título: Um analisador de tráfego de redes de computadores baseado em Lógica Paraconsisente Anotada Evidencial Et
Autor(a): Avelino Palma Pimenta Junior
Orientador(a): Jair Minoro Abe
Data: 26/11/2018
Resumo: As redes de computadores, cada vez mais, têm se tornado um meio importante de difusão de informações para as corporações, instituições de ensino e usuários comuns. A facilidade, rapidez e baixo custo no acesso a conteúdos têm feito com que cada vez mais usuários se conectem à rede mundial de computadores. Porém, essa demanda por recursos pode gerar também um aumento significativo de problemas na operação da infraestrutura da rede que, por suas características de distribuição e descentralização, acaba envolvendo todos os que nela se encontram conectados. Ainda que as redes de computadores possam utilizar diferentes equipamentos e arquiteturas, os elementos para análise do desempenho praticamente são os mesmos. Porém, a natureza estocástica de cada um deles dificulta uma análise determinística de eventuais problemas que possam ocorrer. Dessa forma, não é possível utilizar métricas predefinidas para a análise de seu comportamento, sendo necessário efetuar uma parametrização dos valores de operação da rede de forma personalizada de acordo com seu desenho atual. Esses valores podem ser obtidos a partir da opinião de especialistas na área, como também podem ser aprendidos a partir da operação da própria rede. Com base na determinação dos valores considerados normais na operação de uma rede de computadores, eventuais desvios podem ser detectados, entre eles, a ocorrência dos chamados malwares, que podem facilmente ser disseminados nesse ambiente. Esta tese tem como objetivo estabelecer os atributos de funcionamento para cada rede particular de computadores e, a partir da opinião de especialistas e da operação da própria rede, detectar e discutir situações potencialmente anômalas em seu funcionamento e buscar os chamados malwares de forma sistêmica e não intrusiva com o uso da Lógica Et.

Palavras-chave: Lógica Et; Redes de Computadores; Reconhecimento de Padrões; Tomada de Decisão.
Área de Concentração: Gestão de Sistemas de Operação
Linha de Pesquisa: Métodos Quantitativos em Engenharia de Produção
Projeto: Inteligência Computacional e Redes Neurais Artificiais Paraconsistentes
Grupo de Pesquisa da UNIP cadastrado no CNPq: Lógica Paraconsistente e Inteligência Artificial


Título: As dimensões competitivas em arranjos produtivos locais: estudo de casos em clusters paranaenses
Autor(a): Elizangela Maria Menegassi de Lima
Orientador(a): José Benedito Sacomano
Data: 10/12/2018
Resumo: Os clusters contribuem para o desenvolvimento regional, favorecendo o aumento do ganho de eficiência coletiva entre os atores e o crescimento do desempenho econômico e da vantagem competitiva. O objetivo deste estudo é pesquisar a eficiência das operações produtivas como ‘dimensões competitivas’ dos clusters do Paraná - Brasil, visando oferecer contribuições à sua eficácia. Como objetivos específicos, buscou-se avaliar uma série de questões: os relacionamentos em redes de empresas, visando aos ganhos coletivos e às vantagens competitivas no cluster leiteiro; estudar e verificar o nível de maturidade do cluster moveleiro, utilizando-se o modelo de competitividade de clusters de Zacarelli; comparar os fatores relacionados ao estágio de desenvolvimento e o nível de competitividade do cluster moveleiro; analisar as ‘dimensões competitivas’, como recursos humanos, inovação, sistemas de informação e dimensão da qualidade no cluster moveleiro; examinar a eficiência das dimensões políticas de suporte e eficiência coletiva no cluster moveleiro; verificar as dimensões competitivas de gestão de pessoas, planejamento, controle da produção e qualidade de redes de suprimentos no cluster moda infantil e, por fim, descrever a caracterização dos clusters nos Estados Unidos. Para efetivação desta proposta, optou-se por um estudo de caso com abordagem descritiva e exploratória com procedimentos qualitativos e quantitativos, usando levantamento do tipo survey em três clusters. Como instrumentos de coleta de dados, foram utilizados questionários com questões fechadas aos fabricantes pertencentes ao cluster e entrevistas semiestruturadas junto às entidades e instituições de apoio responsáveis pelos setores pesquisados. Os resultados obtidos foram tabulados e processados utilizando-se a estatística descritiva, sintetizando as informações referentes à qualidade percebida pelas empresas do cluster, o que permitiu uma visão global da variação das dimensões competitivas. Os dados foram organizados por meio de gráficos e de medidas descritivas, a fim de se produzir uma impressão mais instantânea e legível do fenômeno em estudo. Outra ferramenta utilizada para análise e tratamento dos dados foi a Lógica Paraconsistente. Foi possível concluir que as aglomerações contribuem de forma expressiva no crescimento do desenvolvimento econômico local e regional e, por consequência, no investimento e na inserção de novas tecnologias, na inovação da qualidade do relacionamento e eficiência coletiva, no sistema de informação, na gestão de pessoas, na qualidade do produto nas redes de suprimentos, bem como nas políticas de apoio. Todos esses avanços contribuíram para um melhor desenvolvimento no sistema operacional da rede, possibilitando, desta forma, uma maior competitividade no mercado.

Palavras-chave:Clusters; Dimensões Competitivas; Desenvolvimento Regional; Competitividade; Cooperação; Eficiência Coletiva.
Área de Concentração: Gestão de Sistemas de Operação
Linha de Pesquisa: Redes de Empresas e Planejamento da Produção
Projeto: O Caráter Evolucionário das Técnicas do PCP e as Novas Formas de Organização do Trabalho
Grupo de Pesquisa da UNIP cadastrado no CNPq:


Título: A inovação e o conhecimento como elementos estratégicos nas organizações
Autor(a): Marcos de Oliveira Morais
Orientador(a): Pedro Luiz de Oliveira Costa Neto
Data: 11/12/2018
Resumo: Esta tese estudou os efeitos da gestão organizacional, bem como suas abordagens gerenciais relacionados à gestão do conhecimento e à inovação. Manter as empresas em condições competitivas tem sido o desafio para todos os envolvidos nos processos produtivos, nos quais integrar as diversas tecnologias e o capital humano em busca de uma maior qualidade e produtividade permite que a organização possa se manter atuante no mercado no qual se insere e desenvolver novas possibilidades de participação. No presente trabalho, são apresentados artigos que incluíram revisão de literatura e estudos de caso como metodologias, tendo sido abordados aspectos gerenciais de empresas metalúrgicas, nas quais a gestão do conhecimento e a inovação fazem parte da organização. Tornou-se evidente durante as pesquisas que não havia um processo de mensuração da qualidade da inovação desenvolvida nas organizações, lacuna que levou à percepção da necessidade de elaborar um índice para essa mensuração, possibilitando realizar dessa forma possíveis intervenções durante o processo de inovação, uma vez que este processo passa a ser passível de avaliação objetiva. Foram analisados fatores relevantes, tais como: eficiência, eficácia, capital humano, qualidade, tecnologia, adaptabilidade, geração de valor, ambiente, confiabilidade e utilização para a construção dessa medida, possibilitando propor e calcular um índice IQ (Innovation Quality) para a qualidade da inovação. Para tanto, este estudo sugere a implementação do índice desenvolvido juntamente com aspectos da qualidade de serviços e qualidade de produtos, na busca pela melhoria contínua dos processos produtivos existentes nas organizações, interagindo e integrando o capital intelectual e as novas tecnologias existentes, assim como as que virão a existir, proporcionando o desenvolvimento organizacional.
Palavras-chave: Qualidade da Inovação; Abordagens Gerenciais; Desenvolvimento Organizacional; Gestão do Conhecimento.
Área de Concentração: Gestão de Sistemas de Operação
Linha de Pesquisa: Redes de Empresas e Planejamento da Produção
Projeto: Empreendedorismo de Inovação: Estudo e Desenvolvimento de Conhecimento, Competências, Processos e Técnicas
Grupo de Pesquisa da UNIP cadastrado no CNPq: Qualidade e Produtividade


Título: Análise da cadeia de suprimentos da soja no Estado de Mato Grosso
Autor(a): Rodrigo Carlo Toloi
Orientador(a): João Gilberto Mendes dos Reis
Data: 12/12/2018
Resumo: O Estado de Mato Grosso é o maior produtor de soja no Brasil. No entanto, a competitividade do Estado é diminuída ao longo da cadeia de suprimentos entre a fazenda e os portos de carga. O objetivo da pesquisa é analisar a cadeia de suprimentos da soja brasileira, usando o Estado de Mato Grosso, com o foco em três pilares: a tomada de decisões, o relacionamento dos players e a logística. A metodologia utiliza dados obtidos junto de produtores, empresas e organizações governamentais. A análise é realizada por meio de um conjunto de métodos e modelos estatísticos, tais como Análise de Redes Sociais (SNA), Método de Análise Hierárquica (AHP), Pesquisa Operacional e Análise de Regressão Multilinear. Resultados preliminares possibilitaram conhecer e analisar melhor o mercado da soja em diferentes escalas e evidenciou-se na rede da cadeia produtiva da soja a presença das empresas transnacionais e a forte participação de um concentrado grupo de países importadores de soja mato-grossense. Além desses aspectos, a produção de soja contribui positivamente no aumento da emissão de gases de efeito estufa CO2, no acréscimo do valor do Produto Interno Bruto (PIB) e na elevação do Indicador de Desenvolvimento Rural (IDR); foi observada a existência de um déficit logístico, em que não só o Mato Grosso, mas o Brasil, carece de estruturas logísticas eficientes como áreas de armazenagem, infraestrutura viária e disponibilidade de modais de transporte de grande capacidade como transporte ferroviário e hidroviário. Por fim, embora a competitividade da rede de suprimento da soja de Mato Grosso esteja sendo mitigada por fatores logísticos, ainda é observado um forte crescimento na produção e exportação da commodity.
Palavras-chave: Soja; Redes de relacionamento; Agronegócio; Logística.

Área de Concentração: Gestão de Sistemas de Operação
Linha de Pesquisa: Redes de Empresas e Planejamento da Produção
Projeto: Logística nas Cadeias Agroindustriais
Grupo de Pesquisa da UNIP cadastrado no CNPq: RESUP – Grupo de Pesquisa em Redes de Suprimentos


Título: Integração entre os sistemas Balanced Scorecard e Enterprise Resource Planning na Indústria Atual e na Indústria 4.0
Autor(a): Celso Affonso Couto
Orientador(a): Oduvaldo Vendrametto
Data: 18/12/2018
Resumo: A complexidade do setor industrial ganhou impulso na mudança de sistemas de produção empurrada para puxada já na década de 1970. A inserção da automação, digitalização, entre outras, quebrou estruturas hierárquicas rígidas, impostas pela produção em massa, fundamentada principalmente em Taylor e Ford. A contínua redução de pessoal, a exigência de maior produtividade e as novas demandas de mercado geraram conflitos internos que afetaram a gestão e as tomadas de decisões. Com os avanços da tecnologia da informação, desenvolveram-se poderosas ferramentas de gestão conhecidas como Enterprise Resource Planning (ERP), na década de 1970, e o Balanced Scorecard (BSC), na década de 1990. Porém, a eficácia dessas ferramentas, utilizadas à solução de conflitos, gestão e tomada de decisões, depende da integração e sinergia entre elas. Propõe-se mostrar a importância da integração desses sistemas para as organizações; verificar a existência de sinergias e integração entre eles; identificar os benefícios, dificuldades e problemas que o ERP apresenta para atender ao BSC, e as consequências para as organizações no contexto em que estão inseridos. Trata-se de uma pesquisa quali-quantitativa, baseada em revisão de literatura, pesquisa de campo, estudo de casos múltiplos e aplicação do método Analytic Hierarchy Process (AHP). Foi possível mostrar que o ERP e BSC integrados constituem um modelo de gestão eficaz para a indústria atual e para a próxima revolução industrial (Indústria 4.0).

Palavras-chave: Indústria 4.0; Estratégia; Gestão de Operações; Tecnologia; AHP.
Área de Concentração: Gestão de Sistemas de Operação
Linha de Pesquisa: Redes de Empresas e Planejamento da Produção
Projeto: Estratégias para Melhoria de Competitividade
Grupo de Pesquisa da UNIP cadastrado no CNPq: