Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu em Engenharia de Produção

Dissertações Defendidas - 2008

Título: Estudo da Sustentabilidade Ambiental do Cultivo Comercial do Bambu Gigante: Produção de Colmos e Brotos
Autor (a): Rodrigo Luiz Guarnetti
Orientador (a): Biagio Fernando Giannetti
Data da defesa: 12/02/2008
Resumo: O estudo de aspectos relacionados à sustentabilidade ambiental do cultivo do bambu gigante (Dendrocalamus giganteus) em escala comercial no Brasil, tanto voltado à produção de colmos* como de brotos, foi possível empregando a contabilidade ambiental em emergia. O recurso mais significativo em uso de emergia no cultivo sem irrigação é a mão-de-obra (35% em emergia). A água de irrigação é o recurso mais significativo (30% em emergia) utilizado nos cultivos irrigados. Se a localidade do sistema ou a qualidade da água de irrigação for alterada, o valor do Indicador de Sustentabilidade muda significativamente. O diagrama ternário possibilitou visualizar de forma clara os diferentes valores do Indicador de Sustentabilidade do cultivo do broto de bambu e de alimentos concorrentes. Foram comparados os cultivos de alimentos que possuem aspectos nutricionais semelhantes ao broto de bambu: repolho, feijão-verde, batata e tomate. O cultivo do broto de bambu apresenta maior sustentabilidade ambiental entre os cultivos de alimentos pesquisados. Quando comparado com a produção de madeira de Pinus, o cultivo do bambu voltado à produção de colmos é mais sustentável quando consideradas as parcelas renováveis da mão-de-obra e energia elétrica. Sem essa consideração, o cultivo de Pinus tem maior sustentabilidade.

Palavras-chave: Bambu. Sustentabilidade. Emergia. Diagrama Ternário.
Área de Concentração: Gestão de Sistemas de Operação
Linha de Pesquisa: Produção Mais Limpa e Ecologia Industrial
Grupo de Pesquisa da UNIP cadastrado no CNPq: Físico-química teórica e aplicada


Título: Avaliação Qualitativa de Riscos em Projetos de Novos Produtos Industriais
Autor (a): Janaína Broca Kliewer
Orientador (a): Antônio Roberto Pereira Leite de Albuquerque
Data da defesa: 01/08/2008
Resumo: A presente investigação propõe um método para avaliação dos riscos associados às falhas potenciais dos componentes críticos de novos projetos de produtos e apresenta um estudo de caso do produto caminhão, como exemplo de aplicação. Foi feita a avaliação de 57 componentes críticos e seus 107 respectivos modos de falhas potenciais em um projeto específico. Por meio da quantificação da criticidade dos seus modos de falhas potenciais, é possível subsidiar o processo de tomada de decisão ao longo do desenvolvimento de novos produtos, buscando tratar ou reagir aos riscos e incertezas do projeto. A Lógica Paraconsistente é associada à técnica de Análise dos Modos de Falha e seus Efeitos (FMEA) visando tratar as opiniões inconsistentes e incertas dos especialistas e mitigar a subjetividade da FMEA. Esta mescla de uma teoria (LPA) e uma técnica (FMEA) permite sugerir  um número indicador do risco, que representa a importância de cada modo de falha na percepção do consumidor. Com isso, é possível direcionar a definição de planos de ação e contribuir para o sucesso do produto.

Palavras-chave: Avaliação de Riscos. Gerenciamento de Riscos. Lógica Paraconsistente. Falhas de Novos Produtos. FMEA.
Área de Concentração: Gestão de Sistemas de Operação
Linha de Pesquisa: Modelos e Ferramentas para Gestão da Informação
Grupo de Pesquisa da UNIP cadastrado no CNPq:


Título: Estudo da Sustentabilidade Ambiental na Obtenção de Fibras e Mantas de Sisal e Curauá
Autor (a): Ângela Maria Neis
Orientador (a): Silvia Helena Bonilla
Data da defesa: 12/08/2008
Resumo: O objetivo deste trabalho é utilizar a contabilidade ambiental em emergia para fazer uma avaliação da sustentabilidade ambiental de fibras vegetais. O estudo enfoca o sistema de obtenção de fibras de sisal e de curauá e de mantas agulhadas, pois, nos últimos anos, houve uma forte tendência de utilização desses materiais como matéria-prima de diversos produtos em substituição aos materiais não-renováveis. No caso do sisal, o processo de obtenção de fibras é caracterizado como agricultura familiar, tomando-se como base a produção em pequenas propriedades (até 10 hectares), localizadas em Valente/BA. Para o curauá, o processo de obtenção de fibras é caracterizado como agricultura industrial com a produção em grande propriedade (240 hectares), localizada em Santarém/PA.
Este trabalho avalia os sistemas de produção por meio de indicadores de desempenho em emergia sendo que os indicadores empregados foram a transformidade (Tr), a porcentagem de recursos renováveis (%R), o índice de rendimento em emergia (EYR), o índice de investimento de emergia (EIR), o indicador de sustentabilidade (ESI), o indicador de carga ambiental (ELR), o indicador de intercâmbio de emergia (EER). Além desses indicadores, foi calculada também a área suporte indireta que é a área requerida para providenciar recursos naturais suficientes com o objetivo de reduzir o valor do indicador de carga ambiental. Os indicadores em emergia foram comparados para analisar qual sistema é mais sustentável. As conclusões foram: (a) o sistema do curauá emprega 20 vezes mais emergia por hectare que o sistema do sisal; (b) o consumo total de recursos renováveis no sistema do sisal é 2,5 vezes menor que no do curauá; (c) o sistema do sisal é mais eficiente em conversão de emergia em comparação com o curauá, sendo que a transformidade da fibra de curauá é 3,9 vezes maior que a do sisal; (d) o sistema do sisal apresenta melhor rendimento em emergia que o curauá, apesar de ambos serem baixos; (e) o indicador de carga ambiental mostra que a carga ambiental do sistema do sisal é cerca de 9 vezes menor em comparação com o curauá; (f) o indicador de sustentabilidade ambiental para o sistema do sisal é 9 vezes maior do que para o curauá, logo o sistema do sisal é sustentável por maior tempo; (g) em relação à área suporte, por cada hectare de plantação de sisal, ela equivale a quase 2 vezes mais e para o sistema do curauá, por cada hectare de plantação, pouco mais que 37 vezes mais (1,58 ha e 37,5 ha para o sisal e curauá respectivamente); (h) o indicador EER mostra que o Brasil perde ao vender sisal, tipo exportação, para a China (principal comprador), ou seja, ela recebe 3,2 vezes mais emergia do que paga pelo produto, mostrando que a compensação do trabalho da natureza e dos demais recursos empregados no sistema não está acontecendo e, no mercado interno, o comprador da fibra bruta, também recebe mais emergia do que paga pelo produto. Os resultados obtidos permitem concluir que o sistema do sisal apresenta condições mais favoráveis sob o aspecto da sustentabilidade ambiental. No entanto, vale ressaltar que os dois sistemas trazem benefícios sociais e econômicos às regiões onde estão inseridos.

Palavras-chave: Sisal. Curauá. Sustentabilidade. Emergia. Indicadores Ambientais.
Área de Concentração: Gestão de Sistemas de Operação
Linha de Pesquisa: Produção Mais Limpa e Ecologia Industrial
Grupo de Pesquisa da UNIP cadastrado no CNPq:


Título: Qualidade no Setor de Serviços dos Institutos de Beleza
Autor (a): Namara Napolitano
Orientador (a): Pedro Luiz de Oliveira Costa Neto
Data da defesa: 25/08/2008
Resumo: Este trabalho busca analisar um tipo específico de serviço pouco tratado na literatura, os Serviços de Beleza, dos quais são discutidos aspectos referentes à qualidade, considerada importante fator de sucesso para os empreendimentos do setor. A pesquisa foi realizada no subsetor dos Institutos de Beleza, que congrega certamente a mais difundida das atividades do ramo e envolve um grande número de colaboradores, verificando as abordagens, a tipologia e dimensões da qualidade, além da discussão de sua inserção como forma de varejo. A investigação utilizou a metodologia de estudo de casos múltiplos, tendo sido aplicados dois tipos de questionário aos institutos que constituíram a amostra: um aberto, dirigido aos responsáveis, para avaliar a visão quanto aos aspectos de qualidade do negócio, e outro fechado, dirigido aos clientes, para captar a avaliação da qualidade dos serviços oferecidos. Os resultados do primeiro questionário apontam para a existência de um generalizado desconhecimento dos preceitos e técnicas da qualidade, embora haja, de forma difusa, uma preocupação com esse aspecto, contemplando a satisfação dos clientes e o desejo de aprimoramento. Os resultados do segundo questionário indicam uma satisfação bastante grande quanto à qualidade dos serviços oferecidos, tendo os principais aspectos a esse respeito sido abordados no presente trabalho.

Palavras-chave: Serviços de Beleza. Qualidade de Serviços. Satisfação dos Clientes. Melhoria Contínua. Auto-Estima.
Área de Concentração: Gestão de Sistemas de Operação
Linha de Pesquisa: Redes de Empresas e Planejamento da Produção
Grupo de Pesquisa da UNIP cadastrado no CNPq: Qualidade e Produtividade


Título: A Qualidade na Indústria Têxtil, da Tecelagem ao Vestuário: Estudo de Casos Múltiplos em Pequenas e Médias Empresas no Estado de São Paulo
Autor (a): Nilzeth Neres Gusmão
Orientador (a): Pedro Luiz de Oliveira Costa Neto
Data da defesa: 25/08/2008
Resumo: Esta dissertação teve por objetivo verificar a importância da aplicação dos princípios da qualidade na cadeia têxtil nas empresas de tecelagem, beneficiamento e confecção, a fim de melhor compreender um fenômeno ocorrido no setor: a busca por melhor qualidade como reação da cadeia têxtil perante a abertura de mercado ocorrida em 1990. Por essa razão, a cadeia têxtil brasileira teve de reposicionar-se e buscar a diferenciação em seu produto como forma de sobrevivência.  Considerando também a abertura para o mercado de exportações, houve necessidade de adaptações e utilização dos conceitos da qualidade e produtividade no sistema de produção das indústrias têxteis, sob pena de não serem competitivas. O presente trabalho consta de uma pesquisa realizada entre pequenas e médias empresas da cadeia têxtil no Estado de São Paulo, visando avaliar o estado do conhecimento e utilização dos conceitos e ferramentas para a melhoria da qualidade e produtividade das empresas do setor. Os resultados apontam para um despreparo razoavelmente grande dessas empresas quanto a esse aporte conceitual, indistintamente dos três  subsetores estudados. Isso corresponde, em grande parte, à expectativa existente previamente, mas alguns aspectos positivos foram verificados, como  a consolidação das parcerias com os fornecedores de matéria-prima e a preocupação com inovações, inclusive recorrendo ao expediente do benchmarking.  Percebe-se também a preocupação, embora de forma difusa e não criteriosamente orientada, quanto à necessidade da busca pela qualidade visando à satisfação dos clientes.

Palavras-chave: Cadeia Têxtil Pequenas e Médias Empresas. Qualidade. Produtividade. Produção.
Área de Concentração: Gestão de Sistemas de Operação
Linha de Pesquisa: Redes de Empresas e Planejamento da Produção
Grupo de Pesquisa da UNIP cadastrado no CNPq: Qualidade e Produtividade


Título: Produção de Moda Masculina - o Contexto na Cadeia Têxtil e Mercado
Autor (a): Fábio Romito
Orientador (a): José Benedito Sacomano
Data da defesa: 26/08/2008
Resumo: Em razão da crescente importância do mercado de vestuário na economia do Brasil, do aumento de importância do segmento de vestuário masculino e do escasso material acadêmico relacionado ao tema, este trabalho buscou contextualizar e relatar as principais características da moda masculina no segmento da cadeia têxtil. Assim, procurou-se definir moda masculina e localizá-la no atual mercado, descrevendo os processos produtivos, as empresas e suas características e pontos importantes para o cenário atual da moda masculina no Brasil – tais como sua importância para o universo da moda brasileira, a sua representatividade nesse universo, sua segmentação nos dias de hoje, os produtos, as influências que as mudanças da moda exercem sobre os diversos produtos de vestuário masculino. Além disso, verificar como são e como trabalham as empresas que fabricam esses produtos, buscando, dentro do universo da moda, contextualizar a moda masculina, seu valor relativo, explicitando suas diferenças em relação ao universo da moda feminina. Para tanto, realizou-se uma pesquisa exploratória, de natureza qualitativa, por meio do estudo de múltiplos casos –  três casos distintos: duas empresas fabricantes de camisas e uma empresa de roupa social masculina. A análise do referencial teórico permitiu identificar diversas particularidades das empresas de moda masculina, como as diferenças básicas entre vestuário masculino e feminino, a influência das tendências de moda no vestuário masculino, os tipos de materiais utilizados na produção dos artigos, os relacionamentos das empresas na cadeia têxtil e as características dos processos produtivos. O estudo de casos relatados ilustrou o referencial teórico, bem como permitiu importantes constatações relacionadas à complexidade das empresas de moda masculina, a importância do sistema de planejamento e controle de produção nessas empresas, os distintos sistemas de trabalho, mostrando o quanto a produção de roupa masculina está ligada à forma de comercialização dos produtos, entre outras conclusões.

Palavras-chave: Vestuário. Moda Masculina. Cadeia Têxtil.
Área de Concentração: Gestão de Sistemas de Operação
Linha de Pesquisa: Redes de Empresas e Planejamento da Produção
Grupo de Pesquisa da UNIP cadastrado no CNPq: O caráter evolucionário do planejamento e controle da produção e as novas formas de organização do trabalho


Título: A Estratégia de Manufatura do Setor de Malharia Retilínea pela Análise do Processo Produtivo
Autor(a): Fábio Sevegnani
Orientador(a): José Benedito Sacomano
Data da defesa: 30/09/2008
Resumo: O presente trabalho estuda a estratégia de manufatura do setor de malharia retilínea, inserido dentro da indústria têxtil brasileira, pela análise do processo produtivo das malharias do cluster do circuito das malhas. São focalizados as máquinas e equipamentos utilizados nas malharias retilíneas e sua influência na estratégia de manufatura de cada empresa, fundamentado no conceito dos Paradigmas Estratégicos de Gestão da Manufatura (PEGEMs). Explora-se o processo produtivo da malharia retilínea e estuda-se a tecnologia como uma estratégia de manufatura que influencia diretamente os paradigmas do processo produtivo, bem como as estratégias competitivas. Analisa-se o cluster sob a óptica da competitividade tecnológica e comercial, bem como a produtividade e sustentabilidade do complexo industrial local.
O presente trabalho tem como objetivo secundário apresentar um estudo sobre o que é a malharia retilínea, localizando-a dentro da indústria têxtil, bem como expor a(s) estratégia(s) de manufatura aplicada a este setor no Cluster do Circuito das Malhas, contribuindo para o aumento da literatura em língua portuguesa acerca da malharia retilínea.

Palavras-chave: Indústria Têxtil. Malharia Retilínea. Máquinas Têxteis.
Área de Concentração: Gestão de Sistemas de Operação
Linha de Pesquisa: Redes de Empresas e Planejamento da Produção
Grupo de Pesquisa da UNIP cadastrado no CNPq: O caráter evolucionário do planejamento e controle da produção e as novas formas de organização do trabalho


Título: O Planejamento e Controle de Produção e a Qualidade na Indústria de Produtos Médicos: um Estudo de Caso
Autor(a): Osvaldo D’Angelo Perretti
Orientador(a): José Benedito Sacomano
Data da defesa: 17/11/2008
Resumo: Esta pesquisa estuda os fatores relevantes na implementação de processos e técnicas de gestão, associados ao PCP (Planejamento e Controle de Produção) e à Qualidade, configurando mudanças em todos os subsistemas envolvidos no setor produtivo.
Por meio da aplicação de um paradigma produtivo, orientado às estratégias do negócio, é possível atender às demandas com parâmetros assertivos e bastante eficientes, no alcance das metas.
A aplicação desses paradigmas, associados ao sistema de Gestão da Qualidade, possibilita, por meio das suas ferramentas, as melhores práticas nos processos, trazendo orientação a cada etapa, como força motriz para a sinergia entre os componentes da estrutura organizacional. 
Uma das grandes dificuldades das organizações está na resistência em acompanhar a evolução dos processos, adequá-los ao mercado competitivo e às contingências impostas pela globalização.
Nesta dissertação, apresento a análise de uma empresa de produtos médicos, de pequeno porte, com características de gestão familiar que implementou, ao longo dos últimos três anos, o sistema de Gestão da Qualidade e orientou os subsistemas para atender a um mercado com maiores níveis de qualidade e custos reduzidos.
A gestão do PCP acompanhou esta evolução, como gerenciador de processos, adequando-se à evolução tecnológica, destacando-se a necessidade do planejamento eficiente. Esse foi feito a partir da manufatura enxuta, por meio dos princípios e técnicas aplicados na filosofia Just In Time, apresentando resultados promissores e subsidiando a gestão estratégica da produção.

Palavras-chave: Planejamento e Controle de Produção. Paradigmas Produtivos. Just in Time. Qualidade no PCP.
Área de Concentração: Gestão de Sistemas de Operação
Linha de Pesquisa: Redes de Empresas e Planejamento da Produção
Grupo de Pesquisa da UNIP cadastrado no CNPq: O caráter evolucionário do planejamento e controle da produção e as novas formas de organização do trabalho


Título: Análise da Qualidade no Segmento do Business to Customer: Um Estudo Exploratório
Autor(a): João Gilberto Mendes dos Reis
Orientador(a): Pedro Luiz de Oliveira Costa Neto
Data da defesa: 24/11/2008
Resumo: A mudança dos mercados ao longo dos anos tem acompanhado a evolução da própria humanidade. Das relações de escambo, aos mercados extremamente competitivos e de situação globalizada, o mundo dos negócios tem mudado de acordo com o modo como as pessoas pensam e agem em relação a produtos e serviços. Neste contexto, a mais recente alteração dos cenários das operações de varejo foi o uso da tecnologia no processo de vendas e distribuição. A internet revolucionou a forma como as pessoas se comunicam e adquirem bens e serviços. Assim, o comércio eletrônico, mais especificamente na relação empresa-consumidor, o chamado B2C (Business to Consumer), tem atuado de maneira contundente nesta alteração de paradigma, ou seja, das compras no local físico, para o local virtual. Cotações on-line, facilidade de pagamento, preço e rapidez de entrega estão se tornando verdadeiros fatores ganhadores de pedidos para as empresas que competem neste segmento. Com o foco na qualidade de serviços do e-commerce, a pesquisa estuda os fatores relacionados à qualidade de serviços e quais destes são fatores ganhadores de pedidos. Para isso, foram arrolados os principais aspectos relacionados à qualidade do serviço no B2C e foi elaborada uma pesquisa junto a empresas deste segmento de varejo e junto a usuários do sistema para conhecer melhor essa problemática. Para alcançar esse objetivo, foram aplicados questionários estruturados em cinco empresas do setor e a 120 usuários do comércio eletrônico. Os resultados indicam que aspectos da qualidade como confiabilidade, segurança e credibilidade são os fatores ganhadores de pedidos na visão dos consumidores. Portanto, essas dimensões da qualidade devem receber maior atenção das empresas que, embora tenham demonstrado qualidade em suas operações, podem ganhar maior competitividade focando os aspectos da qualidade do serviço de comércio eletrônico mais importantes estabelecidos pelos clientes.

Palavras-chave: Cadeias de Suprimentos. Business to Customer. Dimensões da Qualidade. Qualidade em Serviços. Fatores Ganhadores de Pedidos.
Área de Concentração: Gestão de Sistemas de Operação
Linha de Pesquisa: Redes de Empresas e Planejamento da Produção
Grupo de Pesquisa da UNIP cadastrado no CNPq: Qualidade e Produtividade


Título: Proposta de um Método de Estimativa para Projetos de Manutenção de Software Baseado em Pontos por Caso de Uso
Autor(a): Wilson Vendramel
Orientador(a): Mauro de Mesquita Spínola
Data da defesa: 02/12/2008
Resumo: Ao longo do ciclo de vida de um produto de software, os requisitos originalmente definidos sofrem mudanças para atender às exigências do negócio. As mudanças podem envolver melhorias, adaptações ou correções de componentes do sistema. É importante ter um método de apoio ao processo de manutenção, capaz de realizar uma estimativa de esforço baseada no tamanho da manutenção requerida dentro do custo e prazo acordados. O objetivo desta pesquisa é adaptar e desenvolver um método de estimativas aplicável em projetos de manutenção, utilizando como fundamento a técnica de Pontos por Caso de Uso (PCU). A metodologia empregada na investigação compreende a pesquisa bibliográfica e a pesquisa-ação. Os resultados obtidos por meio dos ciclos da pesquisa-ação são analisados para a avaliação e refinamento do método proposto.
Palavras-chave: Manutenção de Software. Requisito. Estimativa. Pontos por Caso de Uso. Projeto de Manutenção.

Área de Concentração: Gestão de Sistemas de Operação
Linha de Pesquisa: Modelos e Ferramentas para Gestão da Informação
Grupo de Pesquisa da UNIP cadastrado no CNPq: Produção em software


Título: Integração Complexa entre Empresa Contratante e Operador Logístico: Critérios para a Contratação
Autor(a): Geraldo Cardoso de Oliveira Neto
Orientador(a): Oduvaldo Vendrametto
Data da defesa: 09/12/2008
Resumo: A evolução dos sistemas de gestão das empresas vem sendo alargado em função de necessidades da própria dinâmica do mundo moderno. Relacionamento entre países, mobilidade para pessoas e materiais, comunicação em tempo real, tecnologias de produção e controle, oferta de produtos maior que a demanda, abertura de mercados e acirrada competição promovem permanentes alterações nas estruturas e gestão para que a empresa possa se manter diante da concorrência. Nesse panorama turbulento é fundamental que as mudanças se dêem de forma segura para trazer os benefícios que as motivaram. Entretanto, é surpreendente a quantidade de conflitos que ocorrem com tais mudanças. As consequências trazidas por implementações equivocadas podem significar abalos irrecuperáveis como desgaste de imagem, elevação de custos, perda de clientes e impossibilidade de retorno das condições anteriores às da mudança. Este trabalho explora exatamente essa situação vivida por seis grandes empresas multinacionais e nacionais, algumas com estrutura relativamente tradicional e outras com estrutura moderna em que o departamento de materiais e logística decidiu contratar um operador logístico na cadeia de fornecimento em substituição a um serviço executado pela própria companhia. O fato em si ganha importância extraordinária diante da divulgação que 70% do relacionamento entre a empresa contratante e o operador logístico é conflituoso. Com essas informações pretende-se facilitar o processo de decisão na contratação de um operador logístico na cadeia de fornecimento por meio de um modelo genérico de critérios e subcritérios para reduzir as incertezas no relacionamento complexo.

Palavras-chave: Operador Logístico. Indicadores de Desempenho. Aliança Estratégica. Logística. Critérios para Contratação.     
Área de Concentração: Gestão de Sistemas de Operação
Linha de Pesquisa: Redes de Empresas e Planejamento da Produção
Grupo de Pesquisa da UNIP cadastrado no CNPq:


Título: Prevenção de Defeitos em Software: uma Visão Colaborativa de Dois Métodos em Pequenas Empresas de Software
Autor(a): Jose Augusto Pinheiro Christino
Orientador(a): Ivanir Costa
Data da defesa: 10/12/2008
Resumo: Um dos maiores desafios no desenvolvimento de software reside em minimizar o número de defeitos inseridos durante a construção de um produto de software, pois a ocorrência de defeitos é o que mais contribui para o aumento nos custos, por causa do tempo gasto em retrabalho. Conceitos de qualidade de software e de prevenção de defeitos em software são apresentados, mostrando as vantagens da prática de não inseri-los em vez de removê-los. Uma visão classificatória das técnicas existentes no cenário atual é exibida com destaque para duas destas: a Classificação Ortogonal de Defeitos e os Microprocessos. Cada uma destas técnicas utiliza um método específico, apresentado e analisado para ampliar a visão dos meios pelos quais se pode evitar a ocorrência de defeitos no produto de software. Para promover a melhora da qualidade e a redução dos custos associados a esse produto, este trabalho emprega a pesquisa-ação na aplicação colaborativa destas duas técnicas como forma de prevenção de defeitos em pequenas empresas de desenvolvimento de software, visando a um caminho seguro rumo aos modelos de qualidade já consagrados. Os resultados da pesquisa-ação demonstram que, em média, o percentual de defeitos encontrados e removidos é 26,17% menor quando aplicadas essas duas técnicas de Prevenção de Defeitos em Software.

Palavras-chave: Prevenção. Defeitos. Qualidade. Custo. Software.
Área de Concentração: Gestão de Sistemas de Operação
Linha de Pesquisa: Modelos e Ferramentas para Gestão da Informação
Grupo de Pesquisa da UNIP cadastrado no CNPq: Produção em software


Título: O Comportamento do Consumidor como Estratégia para o Projeto de Produto de Moda
Autor(a): Emerson Otsuka
Orientador(a): José Benedito Sacomano
Data da defesa: 15/12/2008
Resumo: O presente trabalho faz um levantamento bibliográfico para explicar como o comportamento do consumidor influencia o projeto de produto de moda.
A indústria do vestuário compreende desde produtos que podem ser considerados commodities (ou tendendo a), fabricados em grande escala e com ampla distribuição, bem como produtos de moda, que apresentam uma ampla variedade e diferenciação, com reduzidos volumes de produção por artigo, ciclos de vida bastante curtos e uma extensa multiplicidade de tipos e de relações de trabalho nos processos produtivos.
Foi desenvolvida uma metodologia especial com vistas às peculiaridades do segmento, muito sensível às frequentes alterações mercadológicas e sociais da moda e à concorrência acirrada que o caracteriza.
As empresas de produtos de moda possuem um período de grande demanda que resulta dos lançamentos de coleções que devem estar nas lojas para compor um mix de produtos para o visual desejado pelo mercado e está em constante mutação. Tais características demandam uma atualização constante das indústrias de manufatura de vestuário de moda para estabelecer uma relação de desejo entre os consumidores das marcas.

Palavras-chave: Tendência. Consumo. Cadeia Têxtil.
Área de Concentração: Gestão de Sistemas de Operação
Linha de Pesquisa: Redes de Empresas e Planejamento da Produção
Grupo de Pesquisa da UNIP cadastrado no CNPq:


Título: Estamparia Têxtil: uma Estratégia na Diferenciação do Produto da Manufatura do Vestuário de Moda
Autor(a): Marco Antonio Di Lorenzi Andreoni
Orientador(a): José Paulo Alves Fusco
Data da defesa: 15/12/2008
Resumo: O presente trabalho integra o Projeto Tecnologia e Sistemas de Gestão de Manufatura inserido no Grupo de Pesquisa REDEPRO, Rede de Empresas e Cadeia de Fornecimentos do Programa de Pós-Graduação em Engenharia de Produção da Universidade Paulista – UNIP.
Aborda um dos elos da cadeia têxtil, o beneficiamento/ acabamento, mais especificamente, uma das atividades de acabamento: a estamparia, e sua estreita relação com a Manufatura do Vestuário de Moda (MVM), como estratégia competitiva.
Aprofundar estudos sobre as implicações da estamparia na MVM é relevante, pois se trata de um setor pouco visível, mas que se destaca ao promover diferenciação no produto final da indústria de confecção de moda, principalmente para segmentos de moda feminina, beachwear, surfwear e sportswear. De acordo com esse aspecto de diferenciação, a estamparia deve ser abordada como uma das estratégias da MVM.
Assim essa pesquisa parte da hipótese de que a estamparia promove diferenciação no produto da manufatura de vestuário de moda e é estratégia para as empresas de confecção. O objetivo deste trabalho é desenvolver estudos sobre essa área específica da cadeia têxtil, pois os conhecimentos envolvidos nas relações entre  a estamparia e a MVM devem ser documentados e aprofundados, já que o material bibliográfico é escasso.

Palavras-chave: Estamparia. Diferenciação. Manufatura. Moda.
Área de Concentração: Gestão de Sistemas de Operação
Linha de Pesquisa: Redes de Empresas e Planejamento da Produção
Grupo de Pesquisa da UNIP cadastrado no CNPq: Redes de empresas e cadeias produtivas - Redepro


Título: A Gestão da Cadeia de Suprimentos e o Outsourcing como Estratégia da Manufatura do Vestuário de Moda
Autor(a): Romy Tutia
Orientador(a): José Benedito Sacomano
Data da defesa: 15/12/2008
Resumo: O presente trabalho visa estudar a Gestão da Cadeia de Suprimentos e do Outsourcing e os aspectos relacionados ao processo de desenvolvimento de um produto de moda. Relata a dinâmica dos relacionamentos existentes na cadeia produtiva têxtil e de confecção, tais como a grandeza de sua representatividade, suas características de segmentação e heterogeneidade e a importância do setor diante da economia nacional e global.
A Gestão da Cadeia de Suprimentos (GCS) tem apresentado soluções para as empresas interessadas na obtenção de vantagens competitivas, abordando como as empresas devem definir suas estratégias competitivas e funcionais por meio de um novo posicionamento com seus fornecedores e clientes.
Em todo o mundo, importantes setores buscaram, na última década, novas estratégias para aprimorar suas capacitações com redução de custos e aumento da flexibilidade com iniciativas em Outsourcing. Esse movimento deve-se à forte competição e à crescente demanda por qualidade e inovações nos mercados globais. Fornecedores e parceiros de negócios se organizam e fortalecem cada vez mais seus relacionamentos ao longo da cadeia de suprimentos procurando concentrar recursos em suas competências essenciais.
A metodologia utilizada neste trabalho foi o Estudo de Casos em três empresas de moda que utilizam processos de desenvolvimento de produtos semelhantes, porém diferenciam-se quanto à Gestão de Outsourcing entre fornecedores nacionais e internacionais. No fim foram sinalizados aspectos que indicam vantagens competitivas às empresas em relação aos conceitos estudados.

Palavras-chave: Moda. Manufatura. Estratégia. Suprimentos. Oustsourcing.
Área de Concentração: Gestão de Sistemas de Operação
Linha de Pesquisa: Redes de Empresas e Planejamento da Produção
Grupo de Pesquisa da UNIP cadastrado no CNPq:


Título: Análise de Conformidade de Governança de Tecnologia da Informação
Autor(a): Miguel de Souza Vilaça Neto
Orientador(a): Antônio Roberto Pereira Leite de Albuquerque
Data da defesa: 30/12/2008
Resumo: O presente estudo descreve um método de avaliação de conformidade de Governança de Tecnologia da Informação por meio de avaliação de questionários, baseando-se na comparação da opinião de lideranças com os especialistas de quatro áreas distintas de uma empresa do ramo de cosméticos. Para montagem das alternativas do questionário utilizou-se o framework COBIT (Control Objectives for Information and related Technology) e no refinamento e análise dos resultados aplicou-se a Lógica Paraconsistente Anotada para tratar as opiniões inconsistentes dos especialistas e mitigar a subjetividade em questão. Esta mescla de uma teoria de análise e avaliação por especialistas permite sugerir um indicador que representa o nível de conformidade da empresa em relação à escala de maturidade do COBIT. Com isso, é possível prever inconformidades com a Governança de TI.

Palavras-chave: Governança de TI. Lógica Paraconsistente. COBIT.
Área de Concentração: Gestão de Sistemas de Operação
Linha de Pesquisa: Modelos e Ferramentas para Gestão da Informação
Grupo de Pesquisa da UNIP cadastrado no CNPq: