Mestrado em Comunicação

Dissertações Defendidas - 2013

Título: O consumo de informações e cultura em uma era regida pela mobilidade
Autor (a): Rodrigo Parron Santos
Orientador (a): Antonio Adami
Data da defesa: 15/02/2013
Resumo: Esta pesquisa teve por finalidade analisar o comportamento do consumidor de informações em uma era de rápido desenvolvimento tecnológico na área de telecomunicações. A investigação apoiou-se em teorias de Pross, Baitello Jr., Negroponte, Wolton, Jenkins, dentre outros, objetivando uma análise dos formatos utilizados atualmente para o consumo de informações e cultura, por meio de dispositivos móveis que acessam a internet, como smartphones, laptops e tablets. Tal cenário possibilita o surgimento de novos hábitos por parte das pessoas, pois processos comunicacionais podem apresentar alterações naturais em um ambiente com grande circulação de informações e ausência de vínculos sociais afetivos, a partir da troca do corpo pelas imagens, por meio da substituição da comunicação presencial (corpo) pela comunicação à distância (imagens).

Palavras-chave: Informação; Comunicação; Vínculos Sociais; Mobilidade; Internet; Corpo; Imagens.
Área de Concentração: Comunicação e Cultura Midiática
Linha de Pesquisa: Configuração de Linguagens e Produtos Audiovisuais na Cultura Midiática
Grupo de Pesquisa da UNIP cadastrado no CNPq: Mídia, cultura e memória


Título: Democracia na cibercultura: a incomunicação na internet entre deputados e cidadãos no Estado do Piauí
Autor (a): Deusiney Robson de Araújo Farias
Orientador (a): Carla Reis Longhi
Data da defesa: 28/02/2013
Resumo: O trabalho tem por objetivo investigar a comunicação na internet entre governantes e governados, tendo como referência os deputados e cidadãos do Estado do Piauí. Esta pesquisa teórico-empírica se desenvolve, especialmente, em três fases: a pesquisa bibliográfica, baseada em investigações sobre democracia, sociedade, cultura, cibercultura e pós-modernidade; a investigação dos sites de deputados do Piauí, em especial os blogs e microblogs, que, teoricamente, permitem uma interação em tempo real entre governantes e governados, e a realização de entrevistas com deputados e cidadãos daquele Estado. À medida que a pesquisa se aprofunda no âmbito da comunicação entre governantes e governados, descobre-se uma presença muito maior da incomunicação do que da própria comunicação, entendida como estabelecimento de vínculos, segundo Norval Baitello Junior (2005a; 2005b). A dissertação objetivou investigar as formas possíveis de democracia; compreender a importância da internet na política democrática; avaliar o entendimento de democracia por parte de governantes e governados, bem como, saber se estes sujeitos consideram a internet como elemento de fortalecimento da política contemporânea. Propõe, incitada, pelas ideias de Ernesto Laclau (2011), que a democracia, na contemporaneidade, seja um significante vazio. Assim como essas, outras propostas, que servem para a análise da comunicação entre deputados e cidadãos, como por exemplo, o campo político, a classe política, bem como a formação das elites políticas, surgiram no decorrer da pesquisa.

Palavras-chave: Democracia; Cibercultura; Comunicação; Incomunicação; Piauí.
Área de Concentração: Comunicação e Cultura Midiática
Linha de Pesquisa: Contribuições da Mídia para a Interação entre Grupos Sociais
Grupo de Pesquisa da UNIP cadastrado no CNPq: Mídia, cultura e política: identidades, representações e configurações do público e do privado no discurso midiático


Título: Pra que rimar amor e dor? Análise das representações da violência de gênero na revista “Marie Claire” (2002-2011)
Autor(a): Danieli Aparecida Campos
Orientador(a): Bárbara Heller
Data da defesa: 11/3/2013
Resumo: Neste trabalho procuramos analisar as representações da violência contra a mulher reportadas na revista “Marie Claire”, focalizando a construção do gênero feminino, os tipos de violência abordados e os gêneros do discurso como construção de sentidos. Para o levantamento dos conceitos e tipos de violência contra a mulher, recorremos à Secretaria de Política para as Mulheres (SPM), do Governo Federal, e, como metodologia para a análise do discurso, aos pressupostos teóricos do autor russo Mikhail Bakhtin, especialmente aos conceitos de textos plurivocais e dialogismo formulados pelo autor.

Palavras-chave: Violência de Gênero; Revista “Marie Claire”; Análise do Discurso.
Área de concentração: Comunicação e Cultura Midiática
Linha de pesquisa: Contribuições da Mídia para a Interação entre Grupos Sociais
Grupo de Pesquisa da UNIP cadastrado no CNPq: Mídia, cultura e política: identidades, representações e configurações do público e do privado no discurso midiático


Título: Tecnoutopias: as imbricações homem/máquina na cibercultura
Autor (a): Anderson Luis da Silva
Orientador (a): Malena Segura Contrera
Data da defesa: 12/03/2013
Resumo: Este estudo analisa as decorrências das relações humanas de cunho comunicacional após a intensa imbricação tecnológica ocorrida entre os séculos XIX e XXI. O século XXI é o ponto culminante da condição de conexão permanente imposta pelo uso massivo de dispositivos computacionais conectados à internet.
Buscou-se estabelecer uma linha de raciocínio que indicasse as determinações históricas e as implicações contemporâneas do processo de imbricação tecnológica homem-máquina, e os impactos nas relações interpessoais de cunho comunicativo.
O termo tecnoutopias, empregado como título, representa a condição de ‘civilização ideal’ anunciada pela emergência tecnológica, acentuada com a popularização da informática e, posteriormente, com as redes computacionais.
Tais elementos tecnológicos moldaram e moldam a sociedade, colocando-a a seu serviço na medida em que se apresentam como elementos essenciais à própria sociabilidade. O que nasce anunciado como potencializador das relações interpessoais revela-se, portanto, mediador destas interações, deste modo formatando-as.
Objetivou-se evidenciar as determinações e decorrências que a existência cibernética, característica da sociedade contemporânea, tende a produzir. Para isso, ocupamo-nos em investigar teoricamente os processos históricos de cunho comunicacional e relacional mediados pelos aparatos tecnológicos, no contexto da Cibercultura.
Propõem-se inicialmente a reflexão quanto aos desdobramentos históricos que impulsionaram e determinaram a condição contemporânea de imbricação tecnológica nas relações sociais, e a reflexão acerca das acepções e formulações sobre o conceito de comunicação. Buscou-se, especificamente, identificar na teoria as diferenças nos processos comunicativos e informativos, em especial os mediados pelas estruturas tecnológicas. Do mesmo modo, pretendeu-se elencar e demonstrar o caráter sistêmico das definições e acepções teóricas propostas por modelos que descrevem os processos comunicacionais, analogamente constituídos por estruturas computáveis, ou seja, centrados na eficiência informacional.
O estudo das teorias que constituem as ciências das redes aqui apresentado desejou situar adequadamente o caráter mediador das conexões, que antagoniza com os conceitos de vínculo empregado em processos comunicacionais. Descreveu-se, desse modo, o papel determinante dos elementos não humanos na mediação informacional propiciada pelos arranjos computacionais, que paradoxalmente se autodenominam “comunicacionais”.
Por fim, o estudo envereda pelas possibilidades de essa imbricação maquínica propiciar a modificação orgânica, conduzindo a sociedade a um contexto pós-humanístico, seja a partir da destituição do potencial humano pelas máquinas, ou a voluntária transformação de humanos em autômatos. Em ambos os casos, o cenário que se apresentou nos pareceu delicado, pois resvala nos ideais de dominação e limpeza étnica, como as proposições apresentadas acerca dos dispostos eugênicos.
Este estudo é estritamente teórico-conceitual, amparado em pesquisas provenientes de áreas convergentes, como Comunicação, Cibercultura, Cognição e Sociologia, sendo os seguintes principais autores aqui utilizados: Norval Baitello Junior, Richard Barbrook, Jean Baudrillard, Zygmunt Bauman, Malena Segura Contrera, Francisco Rüdiger e Neil Postman.

Palavras-chave: Cibercultura; Cibernética; Comunicação; Pós-humanismo.
Área de Concentração: Comunicação e Cultura Midiática
Linha de Pesquisa: Contribuições da Mídia para a Interação entre Grupos Sociais
Grupo de Pesquisa da UNIP cadastrado no CNPq: Mídia e estudos do imaginário


Título: Imaginário midiático na ficção científica: pós-humano no seriado televisivo  ‘Star Trek - New Generation’
Autor (a): Francisco Alexandre Regina
Orientador (a): Jorge Miklos
Data da defesa: 13/03/2013
Resumo: Esta dissertação aborda o imaginário midiático na ficção científica, em particular, a temática do pós-humano presente em alguns episódios do seriado televisivo ‘Star Trek – New Generation’. O objetivo principal é mapear a articulação entre o imaginário social tecnológico e o pós-humano representado na ficção científica. O problema que suscitou a pesquisa foi responder quais os valores do imaginário social tecnológico estão presentes no seriado televisivo ‘Star Trek – New Generation’, e em que medida esses valores expressam as angústias do pós-humano.
As suposições iniciais apontaram a presença da imaginação nas relações entre homens e máquinas, formando um conjunto de representações sociais compartilhadas chamado de pós-humano. Essas representações são fruto da aflição do ser humano acerca da sua condição existencial. A resposta cultural promove um imaginário social pós-humano, um híbrido homem-máquina, que tenta no plano da fantasia superar as limitações do humano. Essa imagem está presente em vários produtos da indústria cultural, entre elas, o seriado televisivo ‘Star Trek – New Generation’.
O corpus de análise foi o personagem Data do referido seriado, um androide que convive com humanos e que, se por um lado entra em contato com as limitações dos humanos, por outro, busca tornar-se um “humano demasiadamente humano”.
A pesquisa teve um caráter investigativo bibliográfico e utilizou como referencial teórico estudos realizados no âmbito do imaginário tecnológico-midiático propostos por teóricos como Juremir Machado e Erick Felinto; estudos sobre ficção científica desenvolvidos por Raul Fiker e Iser Wolfgang, e reflexões acerca do pós-humano realizadas por Donna Haraway e Fátima Regis.

Palavras-chave: Imaginário Midiático; Ficção Científica; Pós-humano; ‘Star Trek’.
Área de Concentração: Comunicação e Cultura Midiática
Linha de Pesquisa: Contribuições da Mídia para a Interação entre Grupos Sociais
Grupo de Pesquisa da UNIP cadastrado no CNPq: Mídia e estudos do imaginário


Título: Perspectivas do idoso para internet e perspectivas da internet para o idoso. Ambientes de comunicação, de consumo, de cultura midiática e exclusão digital
Autor (a): Alessandra Martins Franco Tutunic
Orientador (a): Milton Pelegrini
Data da defesa: 14/03/2013
Resumo: Este trabalho aborda a temática Comunicação e Cultura a partir dos estudos da Semiótica da Cultura e da Comunicação, sob o ponto de vista de autores que construíram uma teoria crítica da comunicação e seus meios. Tem como objeto de estudo as políticas públicas voltadas para o idoso no que tange  aos aspectos relacionados a este tema. Nesta análise, busca-se entender Comunicação e Cultura a partir dos conceitos propostos por Ivan Bystrina e Vilém Flusser, fazendo um contraponto com as disposições legais brasileiras constituintes das Políticas Públicas (PPs) para a pessoa idosa, especialmente no que se refere ao uso das Tecnologias da Informação e Comunicação (TICs) como meio de comunicação, também entendidas como Inclusão Digital. Percebe-se, portanto que as PPs tratam o assunto com certa restrição, reforçando a cultura midiática, o consumismo e o uso do computador como “obrigação” social.

Palavras-chave: Comunicação e Cultura; Políticas Públicas; Idoso; Inclusão Digital.
Área de Concentração: Comunicação e Cultura Midiática
Linha de Pesquisa: Contribuições da Mídia para a Interação entre Grupos Sociais
Grupo de Pesquisa da UNIP cadastrado no CNPq: Mediações telemáticas em grupos sociais


Título: Revista ‘Realidade’: representações na mídia impressa brasileira em 1966/1967 - tempos de transformações políticas e socioculturais
Autor (a): Talita Franco de Godoy
Orientador (a): Carla Reis Longhi
Data da defesa: 18/03/2013
Resumo: Este estudo tem por corpus a revista ‘Realidade’, produto editorial impresso, lançado pela Editora Abril, no mês de abril de 1966. Verificou-se, como questão central, se ela trouxe contribuições à sociedade brasileira para as mudanças socioculturais que aconteceram naquela época. Buscou-se compreender como era a sociedade, por meio da análise do discurso em algumas reportagens selecionadas, assim como pelas cartas dos leitores. Analisou-se, também, os aspectos jornalísticos da revista, traçando o seu perfil como produto editorial. As edições nº 07, 08, 10 e 11 forneceram a maior parte do material citado no estudo dentro das 12 edições analisadas. Constituiu-se o embasamento teórico em consulta a autores como Faro; Vilas Boas; Ferrari; Sodré; Medina; Foucault; Martim-Barbero; Ventura; Mota; Marão e Ribeiro, entre outros.
Palavras-chave: Comportamento; Discurso; Sociedade; Reportagem; Revista Realidade.
Área de Concentração: Comunicação e Cultura Midiática
Linha de Pesquisa: Contribuições da Mídia para a Interação entre Grupos Sociais
Grupo de Pesquisa da UNIP cadastrado no CNPq: Mídia, cultura e política: identidades, representações e configurações do público e do privado no discurso midiático


Título: ‘Portal Canção Nova’: vínculos comunicativos na cibercultura
Autor (a): Glaucya Stela Candido Tavares
Orientador (a): Malena Segura Contrera
Data da defesa: 20/03/2013
Resumo: A pesquisa trata das relações comunicativas constituídas no ‘Portal Canção Nova’. Reflete acerca do fenômeno da cibercultura na sociedade atual e de alguns de seus desdobramentos referentes à possibilidade de criação de vínculos sociais por meio da internet, e, mais especificamente, por meio de um portal religioso.
O estudo tem como questões centrais: é possível estabelecer vínculos no ambiente da cibercultura? Caso seja possível, qual a natureza e o que favorece esses vínculos no ‘Portal Canção Nova’? Como se constitui a criação e a manutenção dos vínculos religiosos nas práticas de filiação às comunidades virtuais?
O objetivo central foi investigar como se dá o estabelecimento de vínculos comunicativos, sua criação e manutenção na cibercultura, nas práticas de filiação às comunidades virtuais religiosas, especificamente, na comunidade do ‘Portal Canção Nova’. 
Trata-se de uma pesquisa qualitativa/descritiva que se baseou em estratégias de análises documental e de conteúdo. O referencial teórico do trabalho utilizou como alicerces conceituais de “vínculos comunicativos” as obras de Norval Baitello Júnior, Malena Segura Contrera, José Eugênio de Menezes e Boris Cyrulnik. No âmbito das ciências da comunicação, a investigação buscou fundamento em Edgar Morin, Harry Pross, Vilém Flusser, Bóris Cyrulnilk e Norval Baitello. O pensamento de Rubem Alves, Mircea Eliade, Zygmunt Bauman, Eugênio Trivinho e Jorge Miklos compõem do mesmo modo o quadro de referência para a investigação.

Palavras-chave: Cibercultura; Portal Canção Nova; Vínculos Comunicativos; Religião; Imaginário Religioso.
Área de Concentração: Comunicação e Cultura Midiática
Linha de Pesquisa: Contribuições da Mídia para a Interação entre Grupos Sociais
Grupo de Pesquisa da UNIP cadastrado no CNPq: Mídia e estudos do imaginário


Título: A Comunidade Yuba: vínculos interpessoais e os mediados pela internet
Autor (a): André Luis Nakamura
Orientador (a): Milton Pelegrini
Data da defesa: 21/03/2013
Resumo: A presente dissertação tem como objetivo apontar a vinculação por meio da comunicação comunitária, como reprodutora de tradições culturais em um grupo fechado e recém-incluído digitalmente. Buscou-se olhar a comunidade em momentos distintos em seu curso: um imediatamente após a instalação do acesso a internet e outro um ano e seis meses depois da inclusão digital. A proposta foi buscar indícios que pudessem apontar a interferência, ou não, que o acesso à rede de computadores causaria em um grupo social fechado e organizado em uma ideologia que se reproduz nos hábitos de seus membros por mais de duas gerações, e que até então não tem recebido a influência direta – não tenha se utilizado deste meio – da comunicação por meio da rede mundial de computadores. A fim de observar um ambiente no qual os valores ideológicos se reproduzem há décadas, formando a base para os vínculos e desvínculos de seus integrantes, foi-se a campo para conviver como membro temporário, em duas instâncias, na Comunidade Yuba. Esta tem peculiaridades que lhe conferem um status de grupo social fechado, e segue o mesmo modelo social há 77 anos. Por estar iniciando seu contato com a rede mundial de computadores a três meses da primeira visita do pesquisador, ofereceu possibilidade de análise em duas instâncias. O problema de pesquisa objetiva a busca de indícios da interferência, ou não, que a inclusão digital pode causar nos membros de um grupo social fechado e orientado em um ambiente no qual os valores que os unem são repassados segundo uma lógica na qual a comunicação entre seus membros e com outros indivíduos fora do grupo é efetivada sem o uso do suporte informatizado. A principal questão é indagar se um suporte estruturado na lógica da informática pode alterar a utilização do tempo livre deste grupo. A dissertação envolveu pesquisa em campo e análise teórica; orientou-se por meio de material acadêmico, artigos, jornais e observação do objeto em duas instâncias, uma imediatamente após a inclusão digital, e outra um ano e três meses depois deste evento. O quadro teórico de referência é formado por autores como Baitello Jr., Benjamin, Flusser, Morin, Norbert Elias, Pross e Tönnies, entre outros, e tem como base o pensamento sobre comunidade, vínculos, cultura, comunicação e cibercultura. Busca-se contribuir com uma visão crítica sobre os impactos da inclusão digital, pela análise na reação dos membros de um ambiente no qual a comunicação comunitária, livre deste suporte, orientou seus valores culturais.

Palavras-chave: Comunidade; Comunicação; Tempo; Internet; Interferência; Vínculos.
Área de Concentração: Comunicação e Cultura Midiática
Linha de Pesquisa: Contribuições da Mídia para a Interação entre Grupos Sociais
Grupo de Pesquisa da UNIP cadastrado no CNPq: Mediações telemáticas em grupos sociais


Título: Inclusão digital e inclusão social: um debate em aberto
Autor (a): Carla Mele Gomes
Orientador (a): Jorge Miklos
Data da defesa: 22/03/2013
Resumo: O extraordinário avanço da tecnologia criou enormes transformações estruturais na sociedade. Este estudo destaca uma análise sobre o tema da inclusão digital como imperativo da inclusão social, no contexto do capitalismo contemporâneo, também designado capitalismo informacional. Embora exista um discurso hegemônico a favor dessa ideia, as nossas premissas iniciais destacaram que esse discurso tende a mascarar a pressão econômica que impõe ao indivíduo a necessidade da informacionalidade, mostrando, dessa forma, que a inclusão digital está mais a serviço do capital do que a serviço do cidadão. Ao analisar essa nova sociedade, vários teóricos lançaram-se em um debate. Os defensores desse novo capitalismo, além de apontar para as perspectivas abertas por essas novas tecnologias, começaram a fazer uma reflexão sobre o papel que elas poderiam desempenhar no processo de inclusão social. Por outro lado, os teóricos que criticam a cibercultura, embora reconheçam que a influência da tecnologia não desaparecerá, questionam a validade do discurso hegemônico apresentado por diversos setores da sociedade que defendem a inclusão digital como maneira de capacitar o cidadão para o mercado de trabalho e para a cidadania. Todas essas ideias estão presentes neste estudo com o objetivo de fornecer subsídios a todos que se interessam pelo assunto.

Palavras-chave: Inclusão Social; Inclusão Digital; Capitalismo Informacional.
Área de Concentração: Comunicação e Cultura Midiática
Linha de Pesquisa: Contribuições da Mídia para a Interação entre Grupos Sociais
Grupo de Pesquisa da UNIP cadastrado no CNPq: Mídia e estudos do imaginário


Título: A infografia em revista: estudo do infográfico na Revista ‘Superinteressante’
Autor (a): Elizabeth de Menezes Rocha
Orientador (a): Geraldo Carlos do Nascimento
Data da defesa: 25/03/2013
Resumo: O estudo tem como objetivo analisar o infográfico na revista ‘Superinteressante’, recurso empregado para aproximar destinadores e destinatários. Mostra a relação entre os aspectos gráficos, visuais e verbais, a partir de um recorte temático que compreende ciência e tecnologia, meio ambiente e anúncios com infográficos. O trabalho discute as estratégias empregadas e fundamenta-se na análise teórica apoiada nas concepções de Algirdas Julien Greimas, Jean Marie Floch e Jacques Fontanille para ressaltar aspectos sincréticos no suporte impresso. Trata-se de uma pesquisa qualitativa, com método de coleta de dados em edições publicadas da revista.

Palavras-chave: Comunicação; Sincretismo; Infografia; Revista.
Área de Concentração: Comunicação e Cultura Midiática
Linha de Pesquisa: Configuração de Linguagens e Produtos Audiovisuais na Cultura Midiática
Grupo de Pesquisa da UNIP cadastrado no CNPq: Narrativa e discurso na TV e no Cinema Contemporâneos


Título: Produção acadêmica e comunicação - as políticas públicas para divulgação científica
Autor (a): Sueli Ferreira Schiavo
Orientador (a): Milton Pelegrini 
Data da defesa: 28/03/2013
Resumo: Partindo do pressuposto de que é necessário ao Estado investir em políticas públicas para garantir que a produção acadêmico-científica produzida no território nacional, principalmente quando fomentada por recursos públicos, seja compartilhada com a comunidade acadêmica brasileira e que há pesquisadores que não conseguem divulgar os resultados de suas pesquisas no mercado editorial de periódicos, esta dissertação tem como objetivo promover um estudo teórico-empírico relativo aos espaços comunicacionais com vistas a contribuir para uma possível construção de políticas públicas. A proposta é permitir ao pesquisador compartilhar o conhecimento produzido com a comunidade científica e demais grupos sociais, para o intercâmbio de conhecimento e divulgação dos diferentes conteúdos científicos produzidos na universidade para o desenvolvimento econômico e social do País. Trata-se de um estudo que se sustenta principalmente na visão crítica de autores como Boaventura de Souza Santos, Lawrence Lessig, James Boyle e Yochai Benkler. Utiliza como estratégia a pesquisa documental que envolve: análise da legislação e normalização já existentes; revisão bibliográfica; política editorial; qualificação de periódicos e livros científicos; canais de comunicação.

Palavras-chave: Produção de Conhecimento; Divulgação Científica; Políticas Públicas.
Área de Concentração: Comunicação e Cultura Midiática
Linha de Pesquisa: Contribuições da Mídia para a Interação entre Grupos Sociais
Grupo de Pesquisa da UNIP cadastrado no CNPq: Mediações telemáticas em grupos sociais


Título: A presença das obras de Vincent Van Gogh como marca de diferenciação nos serviços do Banco Santander
Autor (a): Rui Antonio Lanfredi Junior
Orientador (a): Anna Maria Balogh
Data da defesa: 15/04/2013
Resumo: A pesquisa aborda o estudo da intertextualidade das obras bidimensionais do pintor impressionista Vincent Van Gogh, como suporte para o desenvolvimento gráfico da campanha publicitária destinada aos clientes do Banco Santander Van Gogh, preservando a identidade das imagens utilizadas. O processo analisado parte de um movimento artístico que é o Impressionismo para chegar até as mídias da campanha do Banco Santander. Esta investigação foi conduzida a partir do estudo da comunicação, utilizando a fragmentação como parte integrante do exame da intertextualidade e da linguagem visual. Pretendeu demonstrar como as imagens das obras artísticas originais foram fragmentadas e materializadas nos espaços físicos e nas mídias impressas, propiciando ao destinatário ter uma representação significativa da obra artística de Vincent Van Gogh.

Palavras-chave: Intertextualidade; Artes; Vincent Van Gogh; Publicidade; Comunicação.
Área de Concentração: Comunicação e Cultura Midiática
Linha de Pesquisa: Configuração de Linguagens e Produtos Audiovisuais na Cultura Midiática
Grupo de Pesquisa da UNIP cadastrado no CNPq: Narrativa e discurso na TV e no Cinema Contemporâneos


Título: O católico ideal: cultura do imaterial e estética classicista no “Portal dos Arautos do Evangelho”
Autor(a): Flávia Gabriela da Costa Rosa Amaral
Orientador(a): Malena Segura Contrera
Data da defesa: 27/5/2013
Resumo: Esta pesquisa investiga as relações comunicacionais entre cibercultura e religião diante das novas tecnologias digitais de comunicação. Para tanto, elegeu-se uma vertente católica denominada “Arautos do Evangelho” e sua presença no ciberespaço. Nesse contexto, analisou-se a transformação da linguagem dos “Arautos do Evangelho” e os recursos utilizados pelo grupo para se relacionar com o público-alvo no ciberespaço e se existe a tentativa de criação de um ambiente para um sujeito não corpóreo. A hipótese considerou que esse movimento religioso procura estimular a cultura do imaterial por meio do uso de elementos da estética classicista no ciberespaço. Para efetivar a análise estabeleceu-se como corpus o portal do movimento na internet (www.arautos.org), no período de fevereiro de 2011 a dezembro de 2012. Trata-se de uma pesquisa qualitativa cujo referencial teórico usou como alicerce conceitual no campo da Teoria da Mídia, as obras de Muniz Sodré e Norval Baitello Junior. Acerca dos estudos da contemporaneidade e da ambiência sociocultural das comunidades, a investigação utilizou as obras de Zygmunt Bauman, Konrad Lorenz e Jean Baudrillard. Sobre o tópico cibercultura, utilizou-se os estudos de Paul Virilio e Eugênio Trivinho. No que se refere aos estudos sobre o fenômeno religioso, os estudos de Mircea Eliade, Joseph Campbell e Vilém Flusser. A propósito da interseção entre mídia e religião, os estudos de Alberto Klein e Jorge Miklos. Malena Segura Contrera contribui com seus estudos sobre mediosfera e seu lugar no imaginário religioso. Para análise ise acerca do processo de transcendência e consciência, a pesquisa fundamentou-se nas contribuições de Boris Cyrulnik e António Damásio. No âmbito da teoria da imagem a pesquisa buscou apreciações nas obras Norval Baitello Junior.

Palavras-chave: Imaginário Midiático; Cibercultura; Ciber-religião; “Arautos do Evangelho”
Área de concentração: Comunicação e Cultura Midiática
Linha de pesquisa: Contribuições da Mídia para a Interação entre Grupos Sociais
Grupo de Pesquisa da UNIP cadastrado no CNPq: Mídia e estudos do imaginário


Título: Transparência e opacidade na cibercultura: a perspectiva brasileira a partir da análise do “Portal da Transparência do Governo Federal”
Autor(a): Vâner Lima Silva
Orientador(a): Jorge Miklos
Data da defesa: 17/6/2013
Resumo: Esta dissertação apresenta uma discussão acerca da transparência governamental brasileira na internet tendo como corpus o “Portal da Transparência do Governo Federal” (http://www.portaldatransparencia.gov.br). O objetivo é buscar entender, com base em um estudo teórico e empírico, como os recursos tecnológicos comunicacionais, em particular, os dispositivos digitais e a internet, em razão de algumas características específicas (interação e participação) mostram-se ou não um meio propício para a emergência de uma maior transparência Estado-Sociedade Civil, conforme estabelece a Lei Complementar nº 131/2009, que versa sobre a transparência pública. A linha de problematização que motivou a pesquisa meditou acerca das possibilidades que a internet dispõe diante da convergência midiática, a disseminação na produção de conteúdos on-line, os limites impostos na web e os rumos que as grandes corporações da mídia digital impõem aos seus usuários. O referencial teórico baseia-se em autores como Pierre Lévy, André Lemos, Eli Pariser, Sérgio Amadeu da Silveira, Edilson Cazeloto, Fábio Botelho Josgrilberg, Manuela Maia Ribeiro, dentre outros, cujas obras discutem as relações estabelecidas na cibercultura, ciberativismo, ciberdemocracia, destacando-se as possibilidades e consequências do on-line. O trabalho, a partir de pesquisa qualitativa, observa que o Portal da Transparência oferecido na internet e instituído pelo Governo Federal por meio da Controladoria-Geral da União, pode facilitar o acesso às informações que o governo deseja oferecer, porém, ressalta-se que a existência do portal na web não pode chancelar o governo com a transparência total das informações que seriam acessíveis ao cidadão.

Palavras-chave: Economia; Política da Comunicação; Transparência; Cibercultura; Ciberdemocracia.
Área de concentração: Comunicação e Cultura Midiática
Linha de pesquisa: Contribuições da Mídia para a Interação entre Grupos Sociais
Grupo de Pesquisa da UNIP cadastrado no CNPq: Mídia e estudos do imaginário


Título: Estudo dos traços gráficos da “Turma da Mônica Jovem”: apropriação visual e uso da cultura oriental no processo de criação da personagem Mônica, de Mauricio de Sousa
Autor(a): Gisele Roncon Inglez de Souza
Orientador (a): Solange Wajnman
Data da defesa: 27/6/2013
Resumo: Este trabalho procura entender o processo de criação da “Turma da Mônica Jovem”, com suas transformações estéticas e influências orientais. Dentro do processo criativo, mostra as teorias de intertextualidade e intermidialidade, além da cultura da convergência na “Turma da Mônica Jovem”. Analisamos a narrativa visual e os elementos de composição da “Turma da Mônica Jovem”, a fim de comparar a “Turma da Mônica” clássica com o mangá para serem encontrados indícios da cultura oriental no processo criativo da revista. Constatou-se que, por ser um produto criativo brasileiro e reconhecido em todo o mundo, é possível inspirar-se em qualquer outra arte, como o mangá, e mesmo assim não perder características e identidade originais.

Palavras-chave: “Turma da Mônica Jovem”; Mangá; Intertextualidade; Intermidialidade; Convergência; Processo Criativo.
Área de concentração: Comunicação e Cultura Midiática
Linha de pesquisa: Configuração de Linguagens e Produtos Audiovisuais na Cultura Midiática
Grupo de Pesquisa da UNIP cadastrado no CNPq: Moda, comunicação e cultura


Título: Cadê você, Maria? Dos operários anarquistas às mulheres operárias: suas representações a partir dos jornais operários anarquistas de São Paulo do começo do século XX
Autor(a): Leila Dutra Rodrigues
Orientador(a): Carla Reis Longhi
Data da defesa: 28/6/2013
Resumo: O objetivo desta pesquisa é analisar como os jornais operários anarquistas “A Lanterna”, “A Plebe” e “Guerra Sociale" retrataram a condição do trabalhador e, especificamente, a condição das mulheres operárias no início da formação do movimento sindical, entre os anos de 1915 e 1920, na cidade de São Paulo, para verificar por que há um silêncio sobre a atuação dessas mulheres nos inúmeros movimentos sociais que eclodiram no período. O trabalho teve como suporte a análise de discurso, instrumento que permite investigar a ideologia do contexto e os conteúdos explícitos e implícitos dos textos analisados. Para tanto, foram analisados jornais do período que, pela estrutura narrativa, descreviam os acontecimentos, as condições de vida dos trabalhadores e os inúmeros movimentos que ocorreram.

Palavras-chave: Jornais; Operários; Anarquistas; Análise de Discurso; Estudos de Gênero.
Área de concentração: Comunicação e Cultura Midiática
Linha de Pesquisa: Contribuições da Mídia para a Interação entre Grupos Sociais
Grupo de Pesquisa da UNIP cadastrado no CNPq: Mídia, cultura e política: identidades, representações e configurações do público e do privado no discurso midiático


Título: Comunidades virtuais: dádiva, colaboração e apropriação capitalista
Autor(a): Carlos André Gonçalves
Orientador(a): Jorge Miklos
Data da defesa: 13/8/2013
Resumo: Esta dissertação trata da dádiva e dos processos de colaboração e compartilhamento de informações nas comunidades virtuais, além de analisar as formas de apropriação dessas ações pelo capitalismo contemporâneo. Nesse contexto, o desenvolvimento do percurso histórico realizado pelas teorias sociais desenvolvidas ao longo dos séculos XIX e XX, como forma de embasamento para as teorias contemporâneas sobre as relações sociais, foi estudado. O desenvolvimento da análise fez uso da teoria da dádiva baseada na obra de Marcel Mauss, com o objetivo de situar sua vivência e disseminação nos dias atuais, identificando, por fim, como os sistemas mercantis apropriam-se desse fenômeno para sua manutenção e sobrevivência. A pesquisa, situada no campo da Comunicação, tem como pano de fundo o repertório crítico referenciado na cibercultura e no imaginário, que reúne estudos e pesquisas acerca da lógica, efeitos e tendências da civilização cibercultural. O problema de pesquisa parte do questionamento das formas com que a dádiva foi absorvida como obrigação social e moral pela cibercultura e como esse fenômeno é mercantilizado. A principal hipótese observa que o indivíduo colabora e compartilha, oferecendo de forma gratuita, mas não desinteressada, seus conhecimentos e conteúdos em comunidades virtuais na internet, ambiente propício para a adoção do conceito de “obrigação social coletiva”, e essa ação gera um “imaginário de colaboração”, apropriado pelo indivíduo, ponto de partida para reforçar o fenômeno da dádiva como uma obrigação social e moral também nas relações sociais mediadas pelas tecnologias da informação. A metodologia utilizada baseou-se fundamentalmente em pesquisa bibliográfica, tendo como norte a preocupação com a teoria crítica social. O quadro teórico de referência é interdisciplinar e composto por autores como Durkheim, Mauss, Godbout, Godelier, Caillé, Bauman, Castoriadis, Castells, Rheingold, Miklos, Cazeloto, entre outros.

Palavras-chave: Comunicação; Cibercultura; Imaginário; Dádiva; Comunidades Virtuais; Capitalismo Contemporâneo.
Área de concentração: Comunicação e Cultura Midiática
Linha de pesquisa: Contribuições da Mídia para a Interação entre Grupos Sociais
Grupo de Pesquisa da UNIP cadastrado no CNPq: Mídia e estudos do imaginário


Título: A influência de “Pinóquio” de Walt Disney no personagem principal do filme “Avatar” de James  Cameron por meio dos processos intertextuais
Autor (a): Fabiano Tulazs Damiati
Orientador (a): Anna Maria Balogh
Data da defesa: 20/08/2013
Resumo: O objetivo desta dissertação foi apresentar a construção da significação na narrativa do personagem principal do filme “Avatar” (2009), fazendo uma correlação com o personagem principal “Pinóquio” do filme homônimo (1940) de Walt Disney, por meio dos processos intertextuais, com o objetivo de responder à pergunta: “Como a presença de elementos sincréticos do personagem principal “Pinóquio” do filme homônimo de 1940 de Walt Disney exerceram influências e como esses reforçaram ou constituíram o sentido fílmico na criação da identidade do personagem principal do filme “Avatar” de James Cameron?” Além dos estudos do Prof. Derrick De Kerckhove sobre Avatar versus Pinóquio, e da Profa. Dra. Anna Maria Balogh sobre intertextualidade, foram realizados outros estudos por meio da semiótica francesa e outros veios de trabalhos que dialogaram entre si para obter uma melhor compreensão do tema em questão.

Palavras-chave: Narrativa Fílmica; Intertextualidade; Filme Pinóquio; Filme Avatar; Cinema.
Área de Concentração: Comunicação e Cultura Midiática
Linha de Pesquisa: Configuração de Linguagens e Produtos Audiovisuais na Cultura Midiática
Grupo de Pesquisa da UNIP cadastrado no CNPq*: Narrativa e discurso na TV e no Cinema Contemporâneos


Título: A transmutação da plataforma de histórias em quadrinhos para o cinema
Autor(a): Darci Arrais Campioti
Orientador(a): Eduardo Peñuela Cañizal
Data da defesa: 26/8/2013
Resumo: Em consequência do uso mais frequente da transmutação da plataforma de história em quadrinhos para o fílmico, ou seja, a transposição da linguagem sincrética estática (quadrinhos) para a linguagem sincrética em movimento (cinema), esta dissertação visa observar os procedimentos envolvidos nesse processo para que ocorram as adaptações de uma plataforma para outra; percebendo, caso ocorram, similaridades, dissimilaridades, inserções ou exclusões de elementos que constituem as plataformas (quadrinhos/cinema). Para tal, usamos como objeto de estudo a história em quadrinhos “Sin City – Cidade do Pecado”, da série “Sin City”, ambas de autoria de Frank Miller.

Palavras-chave: Narrativa; História em Quadrinhos; Arte Sequencial; Transmutação; Cinema; Intertextualidade.
Área de concentração: Comunicação e Cultura Midiática
Linha de pesquisa: Configuração de Linguagens e Produtos Audiovisuais na Cultura Midiática
Grupo de Pesquisa da UNIP cadastrado no CNPq: Narrativa e discurso na TV e no Cinema contemporâneos


Título: Prestígio e tradição: a ancoragem da marcas de luxo em “Vogue Brasil”
Autor(a): Elcio Sartori
Orientador(a): Solange Wajnman
Data da defesa: 26/8/2013
Resumo: O foco deste estudo são as marcas de luxo como fenômeno emergente no âmbito dos grandes ícones do nosso tempo, caracterizados pelo consumo de bens intangíveis de alto valor, com o cenário da globalização e a chegada de grandes marcas ao país como pano de fundo. Para isso, o trabalho fundamenta-se numa tríade formada por núcleos interdisciplinares, moda-design-publicidade, que se apoiam sobre um ponto de convergência: o nicho do luxo. Portanto, com uma metodologia de pesquisa qualitativa, a seleção de instrumental teórico para o estudo do corpus foi delineada para elucidar as relações da marca presentes nessa tríade. Observou-se a construção de sentidos de um seleto grupo de marcas de luxo ancoradas em “Vogue Brasil” para consolidar conceitos como prestígio e tradição, que nos parecem fundamentais para a sua permanência secular. Em termos metodológicos, esta pesquisa requisitou autores relevantes em cada núcleo daquela tríade. Ou seja, autores de peso, do campo da moda, do luxo, do design, dos estudos da globalização e da pós-modernidade, da comunicação, da publicidade, das teorias da percepção visual, da identidade visual, da Gestalt, das questões da memória, da “materialidade na comunicação”, da efemeridade, da sedução das imagens e das relações com o suporte midiático, do setor editorial, dos mitos e dos arquétipos, das imagens, da tipografia, do design e da estética, das cores, das teorias da comunicação, foram requisitados, inclusive pela busca de trabalhos em âmbito acadêmico. Os resultados aqui expostos devem trazer algumas luzes na discussão sobre as marcas do luxo e sua mediação, o centro de interesse da Linha de Pesquisa deste Mestrado em Comunicação. Na certa, muitas surpresas estão reservadas, notadamente ao que diz respeito aos estudos da serialidade e da intertextualidade dessas diversas formas de linguagem.

Palavras-chave: Luxo; Moda; Comunicação; Marcas; Design; Publicidade.
Área de concentração: Comunicação e Cultura Midiática
Linha de pesquisa: Configuração de Linguagens e Produtos Audiovisuais na Cultura Midiática
Grupo de Pesquisa da UNIP cadastrado no CNPq: Moda, comunicação e cultura


Título: A modernização dos figurinos e da moda na telenovela “Ti-ti-ti” em 1985 e 2010
Autor(a): Mary Costa Araujo Pennesi
Orientador(a): Solange Wajnman
Data da defesa: 26/8/2013
Resumo: O objetivo do presente estudo é analisar e comparar os figurinos produzidos nas duas versões da novela “Ti-ti-ti”, examinando de que maneira eles se inserem no contexto da moda nacional e internacional e como ocorre essa modernização no remake da telenovela. Com essa finalidade, a pesquisa desenvolveu-se em duas perspectivas: a primeira, mais teórica, analisa o papel desempenhado pela televisão no projeto de modernização do país, conduzido pelo governo militar, e a escolha das telenovelas, pela indústria nacional, como principal veículo para difundir novos produtos, destacando as transformações tecnológicas mais importantes que ocorreram na indústria têxtil e na televisão, ao longo de 25 anos, e o impacto que elas exerceram na elaboração dos figurinos de “Ti-ti-ti”, em 1985 e 2010. A segunda perspectiva dá destaque à análise dos próprios figurinos das duas versões da novela, ressaltando o processo de modernização que envolveu a elaboração dos trajes usados no remake de “Ti-ti-ti”.

Palavras-chave: Moda; Telenovela; Modernização.
Área de concentração: Comunicação e Cultura Midiática
Linha de pesquisa: Configuração de Linguagens e Produtos Audiovisuais na Cultura Midiática
Grupo de Pesquisa da UNIP cadastrado no CNPq: Moda, comunicação e cultura


Título: Transitando pelos Transistores: a emergência da “SulAmérica Trânsito” nos rádios paulistanos
Autor (a): Bruno César dos Santos
Orientador (a): Solange Wajnman
Data da defesa: 30/08/2013
Resumo: Historicamente, o rádio perdeu o papel de veículo das massas, ante a concorrência dos meios de comunicação mais sedutores e instantâneos, como a televisão e a internet. Nos últimos sessenta anos, o rádio atendeu às demandas dos seus ouvintes, tocando músicas, transmitindo notícias e divulgando informações de utilidade pública e prestação de serviços, como forma de sobrevivência e adaptação ao cenário imposto. O radiojornalismo trilhou o mesmo caminho, aprimorando o formato do seu conteúdo e utilizando diversas ferramentas de comunicação, consideradas as mais modernas do seu tempo, como telefone, transmissão via satélite, unidades móveis, aparelhos telefônicos celulares e seus aplicativos. Atualmente, diversas emissoras de rádio all news estão presentes no dial paulistano, empregando os recursos citados para informar seus ouvintes. Esta dissertação de mestrado descreve a emergência da “Rádio SulAmérica Trânsito (RST)”, estação de rádio destinada a irradiar notícias e informações do fluxo viário da Cidade de São Paulo e Região Metropolitana. A “SulAméricaTrânsito” utiliza diversos recursos consolidados na historia do rádio e do radiojornalismo para informar seus ouvintes, como: sínteses noticiosas, entradas ao vivo de seus jornalistas, uso irrestrito do telefone, entre outros. Para concretizar a pesquisa aqui apresentada, foram realizadas, respectivamente, pesquisa bibliográfica da história do rádio brasileiro e os gêneros radiofônicos (ADAMI, 2004; FERRARETTO, 2001; LOPEZ, 2010; MAGNONI, 2010; ZUCULOTO, 2012) e descrição da grade de programação da “Rádio SulAmérica Trânsito”, identificando o modus operandi desta estação de rádio segmentada e com atuação e públicos específicos.

Palavras-chave: Rádio All News; Customização Radiofônica; Rádio SulAméricaTrânsito.
Área de Concentração: Comunicação e Cultura Midiática
Linha de Pesquisa: Configuração de Linguagens e Produtos Audiovisuais na Cultura Midiática
Grupo de Pesquisa da UNIP cadastrado no CNPq: Moda, comunicação e cultura


Título: Eleições no rádio: Campanha Presidencial 2010 – Rádio CBN 90,5 MHz
Autor(a): Paulo de Barros Ribeiro
Orientador(a): Antonio Adami
Data da defesa: 30/8/2013
Resumo: A dissertação tem como objetivo identificar as metáforas sonoras predominantes no “Jornal da CBN”, e, com base no contexto político, verificar o impacto da legislação eleitoral no programa e as marcas de manipulação eventualmente presentes nas notícias, na apresentação e nos comentários dos analistas. O corpus deste trabalho é composto pela cobertura da última semana do segundo turno da eleição presidencial 2010 feita pelo “Jornal da CBN”, apresentado, na época, por Heródoto Barbeiro (de segunda a sexta-feira, das 6 horas às 9h30). O período de análise compreende os dias 25 a 30 de outubro de 2010. Trata-se de estudo qualitativo que tem como base a metodologia de análise de conteúdo.

Palavras-chave: Comunicação; Radiojornalismo; Rádio; Edição; Manipulação; Eleição Presidencial.
Área de concentração: Comunicação e Cultura Midiática
Linha de pesquisa: Configuração de Linguagens e Produtos Audiovisuais na Cultura Midiática
Grupo de Pesquisa da UNIP cadastrado no CNPq: Mídia, cultura e memória


Título: Quando bem-estar nem sempre é estar bem: a revista “Marie Claire” e as estratégias discursivas (2008 a 2011)
Autor (a): Daniela Menezes da Silva dos Santos
Orientador (a): Barbara Heller
Data da defesa: 21/10/2013
Resumo: Esta dissertação tem por finalidade analisar e discutir o controle social feminino na contemporaneidade a partir das reflexões de Foucault (2011), tendo como objeto de estudo a seção Bem Viver da revista “Marie Claire”, de 2008 a 2011, período em que a referida seção permaneceu ativa. Analisamos o discurso sobre bem-estar veiculado nessa seção para averiguar se as alterações que esse termo sofreu deveu-se, principalmente, à lógica de consumo na contemporaneidade, uma das ferramentas que viabiliza, explícita ou implicitamente, o controle social feminino. No primeiro capítulo, refletimos sobre o suplício e a utilização da dor do corpo como forma de controle social, bem como a sua atualização, dentro da mesma lógica na contemporaneidade. Dando continuidade às ideias de Foucault (2011), buscamos compreender a disciplina coercitiva em várias instâncias da sociedade que submeteram a mulher à padronização de comportamento e, consequentemente, ao controle social por meio das operações do corpo. No terceiro capítulo, comparamos a noção de bem-estar veiculada na revista com a definição desse termo pela Organização Mundial da Saúde (OMS), bem como o entendimento da sua popularização para as brasileiras. O panóptico de Foucault (2011) funcionou como a referência a partir da qual se compreendeu o autocontrole feminino na sociedade contemporânea e a mídia, especificamente a revista “Marie Claire”, como dispositivo de poder sobre a mulher, por meio do discurso de bem-estar.

Palavras-chave: Bem-estar; Controle Social; Corpo.
Área de Concentração: Comunicação e Cultura Midiática
Linha de Pesquisa: Contribuições da Mídia para a Interação entre Grupos Sociais
Grupo de Pesquisa da UNIP cadastrado no CNPq: Mídia, cultura e política: identidades, representações e configurações do público e do privado no discurso midiático