Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu em Comunicação

Recodificações Tecnovisuais e Sociedade

Ementa

Conceitua, pontua e analisa, a partir da perspectiva de uma sociologia das formas, a variação das configurações tecnológicas que possibilitam a emergência de inovações visuais nas mídias. Tematiza e discute o impacto da tecnologia e de sua expressividade na formação do sentido de produtos midiáticos na experiência da vida social.

Bibliografia

BENJAMIN, Walter. A obra de arte na época de suas técnicas de reprodução. São Paulo: Abril S.A. Cultural, 1983. (Coleção Os Pensadores).
FELINTO, Erick; ANDRADE, Vinicius.  A vida dos objetos: um diálogo com o pensamento da materialidade da comunicação. Revista Contemporânea, Rio de Janeiro, v.3, n.1, 2005.
GUMBRECHT, Hans Ulrich. O Campo não Hermenêutico e a Materialidade da Comunicação. In: ROCHA, João C. de C.(Org.).  Corpo e forma: ensaios para uma crítica não hermenêutica. Rio de Janeiro: EdUERJ, 1998.
MANZINI, Ezio. A Matéria da Invenção. Lisboa: Centro de Design Português, 1993.
MC LUHAN, Stephanie; STAINES, David.  Mc Luhan por Mc Luhan. Entrevistas e conferências inéditas do profeta da globalização. Rio de Janeiro: Ediouro, 2005.
MÜLLER, Adalberto. O Media Turn Alemão: introduções à teoria da mídia. In: MÜLLER, Adalberto. Linhas Imaginárias: poesia, mídia, cinema. Porto Alegre: Sulina, 2012.
NEVES, José Pinheiro. A experiência perceptiva e os ecrãs: novas perspectivas de investigação. Revista Logos. Tecnologias e Socialidades, ano 16, n. 29, 2º semestre 2008.
SCHWARCZ, Lilia. Na Magia do Click: fotografia como engenho e arte, produto e produção da história do país In: KOSSOY, Boris (Coord.). Um olhar sobre o Brasil: a fotografia na construção da imagem da nação: 1883-2003. São Paulo: Objetiva, Fundação Mapfre. 2012.