Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu em Comunicação

Matrizes Semióticas de Gêneros Midiáticos

Ementa

Constante reutilização e metamorfose de fragmentos de gêneros ou de gêneros como um todo na criação ficcional midiática contemporânea. Análise de gêneros tradicionais tais como, aventuras, faroeste, policiais, comédias, melodrama e outros e respectivas transformações em suas manifestações atuais nos meios. A reconfiguração constante de gêneros, formatos, narrativas e linguagens.

Bibliografia
BALOGH, Anna Maria. Conjunções, disjunções, transmutações: da literatura ao cinema e à TV. 2. ed. rev. e aum. São Paulo: Annablume, 2005.
BALOGH, Anna Maria. Minisséries: la créme de la créme da ficção na TV. Revistausp- Televisão, São Paulo, n. 61, p. 94-101,mar./abr./maio 2004.
BALOGH, Anna Maria. O discurso ficcional na TV: sedução e sonho em doses homeopáticas. São Paulo: Edusp, 2002.
BERCIANO, Rosa A. La comedia enlatada: de Lucille Ball a los Simpson. Barcelona: Gedisa, 1999.
BORELLI, Sílvia H. S. Ação, suspense, emoção: literatura e cultura de massa no Brasil. São Paulo: EDUC/Estação Liberdade, 1996.
FISKE, John. Television culture. London: Methuen, 1987.
FONTANILLE, Jacques. Semiótica do discurso. São Paulo: Contexto, 2007.
GENETTE, Gérard. Palimpsestes: la littérature au second degré. Paris: Seuil, 1982.
HENNEBELLE, Guy; PRÉDAL, René. L'influence de la télévision sur le cinéma. CINÉMACTION TV. n. 44, Paris: Télérama/Ed. du Cerf,  juin 1987.
JENKINS, Henry. Cultura da convergência. 2. ed. São Paulo: Aleph, 2009.
JIMÉNEZ, Jesús García. Narrativa audiovisual. Madrid: Cátedra, 1996.
LOTMAN, Iuri M. La memoria a la luz de la culturología.Criterios, La Habana, n. 31, enero/julio 1994.
LYOTARD, Jean-François. A condição pós-moderna. 2. ed. Lisboa: Gradiva, 1989.
MENDES, João Maria. Introdução às intermedialidades. Amadora (Portugal): Escola Superior de Teatro e Cinema, 2011.
MÜLLER, Adalberto. As contribuições da teoria da mídia alemã para o pensamento contemporâneo. In:Pandaemonium germanicum. São Paulo: Departamento de Letras Modernas, Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas, Universidade de São Paulo, v. 13, 2009, p. 107-126. Disponível em: <http://www.fflch.usp.br/dlm/alemao/pandaemoniumgermanicum/site/images/pdf/ed2009/09_TEXTO_Mueller_definitivo>. Acesso em: 14 out. 2013.
MURRAY, Janet H. Hamlet no Holodeck: o futuro da narrativa no ciberespaço. São Paulo: UNESP, 2003.
NASCIMENTO, Geraldo Carlos. A intertextualidade em atos de comunicação. São Paulo: Annablume, 2006.
ORTEGOSA, Marcia Aparecida. Desconstrução no cinema noir: entre o espelho e o congelamento das imagens. 2002. Dissertação (Mestrado em Ciência da Comunicação)-Escola de Comunicações e Artes, Universidade de São Paulo, São Paulo, 2002.
PAZ, Octavio. Los hijos del limo: del romanticismo a la vanguardia. Barcelona: Seix Barral, 1974.
PETIT, Cristophe. Les série télévisées américaines: Cinémaction TV nº8. Condé-sur-Noireau : Corlet ; [Paris] : Télérama, 1994.
PROJETO MEMÓRIA DAS ORGANIZAÇÕES GLOBO. Dicionário da TV Globo. Programas de dramaturgia e entretenimento. Rio de Janeiro: Jorge Zahar Editor, v. 1, 2003.
REQUENA, Jesús González. El discurso televisivo: espectáculo de la posmodernidad. Madrid: Cátedra, 1995.
SANTAMARINA, Antonio. El cine negro en 100 películas. Madrid: Alianza Editorial, 2009 (Cine y comunicación).
SIMSOLO, Noël. El cine negro. Pesadillas verdaderas y falsas. Madrid: Alianza Editorial, 2007.
THORNBURN, David. Television melodrama. In: NEWCOMB, Horace. (Ed.). Television: The critical view. 4th. ed. New York: Oxford Univ. Press, 1987, p. 628-644.
WRIGHT, Will. Sixguns and society. A structural study of the western. Berkeley: University of California Press, 1977.