Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu em Comunicação

Cibercultura e Imaginário

Ementa

Gênese e conceito de imaginário. Ideologia, Consciência Coletiva, Consciência Social. O estudo teórico do conceito do imaginário social e seus principais enfoques: Bachelard, Baczko, Jung, Castoríadis, Durand, Maffesoli, Morin. O imaginário na contemporaneidade. Tecnologias do Imaginário. Tecnologia e Espiritualidade. Imaginário na Cibercultura. Tecnognose. Relações entre o imaginário midiático e os outros imaginários da cultura (mítico, tecnológico, artístico, religioso). Ciber-Religião.

Bibliografia

BACHELARD, Gaston. Os Pensadores. São Paulo: Nova Cultural, 1988.
BACZKO, Bronislaw. Imaginação social. In: Enciclopédia Einaudi. v.1. Memória e História. Lisboa: Imprensa Nacional e Casa da Moeda, 1984, p.296-331.
BONNAL, N. Internet: a nova via iniciática. Lisboa: Instituto Piaget, 2001.
CASTORIADIS, Cornelius. A instituição e o imaginário da sociedade. Rio de Janeiro: Paz e Terra. 1982. cap. 3 e 4, p. 139-257.
CONTRERA, Malena Segura. Mediosfera: meios, imaginário e desencantamento do mundo. São Paulo: Annablume, 2010.
DURANT, Gilbert. As Estruturas Antropológicas do Imaginário. Introdução à Arquetipologia Geral. São Paulo: Martins Fontes, 2002.
DURANT, Gilbert. O Imaginário: Ensaio Acerca das Ciências e da Filosofia da Imagem. Rio de Janeiro: Difel, 1990.
FELINTO, E. A Religião das Máquinas. Porto Alegre: Sulina, 2005.
GIRARD, René. A Violência e o Sagrado. São Paulo: UNESP, 1990.
JUNG. Carl Gustav. O Homem e seus Símbolos. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 1985.
MACHADO DA SILVA, Juremir. As Tecnologias do Imaginário. Porto Alegre: Sulina, 2003.
MAFFESOLI, M.. Os imaginários do social. In: Psicologia e Práticas Sociais. Rio de Janeiro: UERJ, 1993, v.1, n,3.
MORIN, Edgar. O método 4 as ideias: habitat, vida, costumes, organização. Porto Alegre: Sulina, 2008.
MOSCOVICI, Serge. A Máquina de Fazer Deuses. Rio de Janeiro: Imago, 1988.