Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu em Comunicação

Rádio e Cultura Brasil/Espanha

Ementa

Esta disciplina analisa parte da produção radiofônica Brasil-Espanha com os mais expressivos programas, speakers, diretores, radioatores, orquestras etc., produção esta veiculada nos anos 1920, 1930, 1940 e 1950. Apresentamos uma arqueologia radiofônica das rádios mostrando o desenvolvimento da radiofonia nos dois países e a riqueza que essa produção representa na construção da memória e cultura brasileira e espanhola. O rádio, sem dúvida, é o grande mediador da cultura nos dois países, no Brasil, por exemplo, O Rei do Baião, Luiz Gonzaga, não seria conhecido no sul-sudeste se não fosse o rádio. O meio foi também estratégico, por exemplo, na Revolução Constitucionalista de 1932 e na guerra civil espanhola (1936-1939). Nosso método pressupõe a análise da produção neste recorte de tempo, de documentos, utilização de textos de livros e artigos sobre o tema.

Bibliografia

ADAMI, Antonio. O rádio com sotaque paulista. São Paulo: Mérito, 2014.
BELAU, Ángel Faus. La radio en España (1896-1977). Una historia documental. Madrid: Santilana Ediciones Generales, 2007.
DIAS, Lorenzo. La radio en España 1923-1997. Madrid: Alianza Editorial, 1997.
HALE, J. La radio como arma política. Barcelona: Gustav Gili, 1979.
MONTES FERNÁNDEZ, Francisco José. Los Orígenes de la radiofusión exterior en España. Madrid: Editorial Complutense, 1997.
SANDE, Manuel Fernández. Los orígenes de la radio en espanha – Vol. I - Radio Ibérica (1916-1925). Madrid: Editorial Fragua, 2005.
Los orígenes de la radio en espanha – Vol. II – La competencia entre Unión Radio y Radio Ibérica (1925 – 1927). Madrid: Editorial Fragua, 2005.