Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu em Comunicação

Introdução crítica à cibercultura

Ementa:

Apresentar as relações entre cibercultura e o campo da Comunicação na atualidade. Examinar as perspectivas teóricas e epistemológicas para o estudo da cibercultura no âmbito da Comunicação. Compreender o impacto da tecnologia no imaginário sociocultural. Apresentar um recenseamento a respeito das teorias críticas à modernidade. Explicitar as concepções da Psicanálise a respeito da civilização.  Estudar o conceito do desencantamento do mundo.  Conhecer as teses sobre a história propostas por Walter Benjamin. Relacionar a cibercultura como um cenário avançado da cultura de massas e da indústria cultural com a dialética do esclarecimento. Explicar o conceito: obsolescência do homem a partir da proposta teórica de Günther Anders. Explicitar a questão da técnica proposta por Heidegger. Evidenciar a gestação do imaginário ideológico. Estudar o pensamento e os aspectos da contribuição filosófica de Norbert Wiener para a Cibernética. Analisar as concepções de dromologia e de dromocracia segundo Paul Virilio e Eugênio Trivinho. Relacionar a modernidade líquida com a cultura digital. Explicar a tecnomagia e o imaginário mítico da tecnologia. Reconhecer a pluralidade do conceito de redes sociais digitais e seus fenômenos no contexto da galáxia da internet. Estudar a internet como dispositivo de vigilância e controle. Compreender o novo contrato social a partir da algoritmização da vida social.

Bibliografia:

ABAD, Germán Llorca. Dictaduras de Velocidad: política, guerra y propaganda en la obra de Paul Virilio. Madrid: Biblioteca Nueva, 2010.
ADORNO,Theodor; HORKHEIMER, Max. Dialética do Esclarecimento. Rio de Janeiro: Jorge Zahar, 1985.
ANDERS, Günther. La obsolescencia del hombre (Volumen I) - Sobre el alma en la época de la segunda revolución industrial. Valência: Pre-Textos, 2011.
BARBROOK, Richard. Futuros imaginários: das máquinas pensantes à aldeia global. São Paulo: Peirópolis, 2009.
BAUDRILLARD, Jean. Simulacros e Simulação. Tradução Maria João da Costa Pereira. Lisboa: Relógio D’água, 1981.
BAUMAN, Z. Modernidade e ambivalência. Rio de Janeiro: Jorge Zahar, 1999.
BENJAMIN, Walter. Magia e técnica, arte e política. Ensaios sobre literatura e história da cultura. Volume 1. Série Obras Escolhidas. 8.ed. São Paulo: Brasiliense, 2012.
BRETON, Philippe. A Utopia da Comunicação. Lisboa: Instituto Piaget, s/d.
DAVIS, Erik. TechGnosis: Myth, Magic + Mysticism in the Age of Information. Berkeley, Califórnia: North Atlantic Books, 2015.
DEBORD, Guy. Sociedade do espetáculo. Rio de Janeiro: Contraponto, 2000.
FREUD, Sigmund. O mal-estar na civilização, novas conferências introdutórias à psicanalise e outros textos (1930-1936). São Paulo: Companhia das Letras, 2010.
GAGNEBIN, Jeanne Marie. Walter Benjamin. São Paulo: Brasiliense, 1982.
HARARI, Yuval Noah. Homo Deus. São Paulo: Cia das Letras, 2017.
HEIDEGGER, Martin. A questão da técnica. In: LEÃO, Emmanuel Carneiro (Trad). Ensaios e Conferências. Petrópolis: Vozes, 2001.
LÖWY, Michael; SAYRE, Robert. Revolta e melancolia: o romantismo na contracorrente da modernidade. São Paulo: Boitempo, 2015.
LÖWY, Michael. A jaula de aço. Max Weber e o marxismo weberiano. São Paulo: Boitempo, 2014.
LÖWY, Michael.  Walter Benjamin: aviso de incêndio. Uma leitura das teses “Sobre o conceito de história”. São Paulo: Boitempo, 2005.
MIKLOS, Jorge. A Religião da Tecnologia. In: MOREIRA, Alberto da Silva et. al. (Org.). Religião, espetáculo e intimidade: múltiplos olhares. 1.ed. Goiânia: PUC Goiás, 2014. v. 1, p. 93-99.
NOBLE, David. The Religion of Technology. The Divinity of Man and Spirit of Invention. London: Penguin Books, 1999.
PIERUCCI, Flávio. Desencantamento do mundo. Todos os passos do conceito de Max Weber. São Paulo: Ed. 34, 2003.
RÜDIGER, Francisco. Introdução às Teorias da Cibercultura. 2.ed., Porto Alegre: Sulina, 2013.
SILVEIRA, Sérgio Amadeu da. Tudo sobre Todos: Redes Digitais, Privacidade e Venda de Dados Pessoais. São Paulo: Edições SESC, 2019.
TRIVINHO, Eugênio. A dromocracia cibercultural: lógica da vida humana na civilização mediática avançada.  São Paulo: Paulus, 2007.
VIRILIO, Paul. Velocidade e política. São Paulo: Estação Liberdade, 1996.
WEBER, Max. A Ética Protestante e o Espírito do Capitalismo. São Paulo: Cia das Letras, 2004.
WEBER, Max. Ciência e Política: Duas Vocações. São Paulo: Cultrix, 1970.
WIENER, N. Cibernética e Sociedade: o uso humano de seres humanos. São Paulo: Cultrix, 1968.