Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu em Comunicação

Comunicação Comunitária

Ementa

Apresentar as contribuições teóricas de diferentes escolas das teorias da Comunicação. Comentar acerca da comunicação contemporânea na berlinda entre o poder e contrapoder. Apresentar o conceito de Cultura de Massas e Indústria Cultural. Explicar o conceito de Bios Midiático. Reconhecer o papel do imaginário (realidade intersubjetiva) nos fundamentos da comunidade. Apresentar a fundamentação sociológica de Ferdinand Tönnies a respeito da Comunidade e da Sociedade. Apresentar as reflexões acerca da Comunidade Contemporânea. Relacionar o papel do vínculo comunicativo na constituição da comunidade. Examinar o conceito de Comunicação Comunitária. Identificar os conceitos de Comunicação Popular Alternativa. Relacionar as Epistemologias do Sul no espectro da Comunicação Comunitária. Apresentar o conceito e as experiências de Mídia Radical. Reconhecer experiências latino-americanas de Comunicação Comunitária. Estudar os movimentos sociais de resistência e contestação na era da internet. Analisar experiências e práticas comunicacionais e mediáticas relacionados às esferas das cidadanias civil, econômica, social, política, cultural, intercultural, transnacional, global e socioambiental e de uma cidadania comunicativa. Conhecer pesquisas sobre apropriações e os usos das tecnologias, plataformas e dispositivos da informação e da comunicação por movimentos comunitários e sociais, minorias, coletivos, comunidades, ONGs etc., que envolvam práticas cidadãs relacionadas a dimensões socioidentitárias como classe social, gênero, etnia e religiosidade.

Bibliografia

BAUMAN, Zygmunt.  Comunidade: a busca por segurança no mundo atual. Rio de Janeiro: Zahar, 2003.
CASTELLS, Manuel. Redes de Indignação e Esperança: movimentos sociais na era da internet. Rio de Janeiro: Zahar, 2013.
CONTRERA, Malena Segura. Vínculo Comunicativo. In: MARCONDES FILHO, C. J. R. de (Org.). Dicionário de Comunicação. São Paulo: Paulus, 2009.
COUTINHO, Eduardo Granja Coutinho. Comunicação e Contra-Hegemonia: processos culturais e comunicacionais de contestação, pressão e resistência. Rio de Janeiro: UFRJ, 2008.
DOWNING, John D. H. Mídia Radical: Rebeldia nas comunicações e movimentos sociais. São Paulo: Editora Senac, 2002.
HARARI, Yuval Noah. Sapiens: uma breve história da humanidade. São Paulo: Cia das Letras, 2017.
LIMA, Venício de A. de. Breve roteiro introdutório ao campo de estudos da Comunicação Social no Brasil. São Paulo: Perseu Abramo, 2001.
MIKLOS, Jorge. Cultura e desenvolvimento local: ética e comunicação comunitária. 1. ed. São Paulo: Editora Érica/Saraiva, 2014.
MIRANDA, Orlando de (Org.) Para ler Ferdinand Tönnies. São Paulo: EdUSP, 1995.
MORAES, Dênis; RAMONET, Ignácio; SERRANO, Pascual. Mídia, poder e contrapoder: da concentração monopólica à democratização da informação. São Paulo: BOITEMPO; Rio de Janeiro: FAPERJ, 2013.
MORIN, Edgar. Cultura de Massas no Século XX. Volume I: Neurose. Rio de Janeiro: Forense Universitária, 1990.
PAIVA, Raquel; GABBAY, Marcelo. Comunicação Comunitária. In: CITELLI, Adilson et. al. Dicionário de Comunicação: escolas, teorias e autores. São Paulo: Contexto, 2014.
PAIVA, R. ; SANTOS, C. H. (Org.). Comunidade e contra-hegemonia: rotas de comunicação alternativa. Rio de Janeiro: Mauad, 2008.
PERUZZO, Cicilia M K. Conceitos de comunicação popular, alternativa e comunitária revisitados. Reelaborações no setor. Palabra Clave [on-line], v.11, n.2, p.367-379, 2008.
PERUZZO, Cicilia. M.K. (Org.). Vozes Cidadãs: aspectos teóricos e análises de experiências de comunicação popular e sindical na América Latina. São Paulo: Angellara Editora, 2004.
PERUZZO, Cicilia. M.K. Comunicação nos movimentos populares: a participação na construção da cidadania. Petrópolis: Vozes, 1998.
PIZA, Suzi. Pensar desde a América Latina: em defesa das epistemologias do Sul. DOI: http://dx.doi.org/10.31657/rcp.v2i3.47
SODRÉ, Muniz. Antropológica do Espelho. Rio de Janeiro: Vozes, 2006.
SANTOS, Boaventura Souza; MENESES, Maria Paula. (Org.). Epistemologias do Sul. São Paulo: Cortez, 2010.
SANTOS, Boaventura Souza. Renovar a teoria critica e reinventar a emancipação social. São Paulo: Boitempo, 2007.
SANTOS, Boaventura Souza. A Gramática do Tempo: para uma nova cultura política. São Paulo: Cortez, 2006.