Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu em Comunicação

Cultura das Mídias e Configurações das Linguagens Sonoras

Ementa

Os fenômenos e produtos da cultura midiática em sua configuração com as linguagens sonoras; suas consequências nas formas de sensibilidade (fruição e performance) e nas poéticas sonoras e musicais. O papel das trilhas musicais e suas interfaces das linguagens midiáticas, sobretudo as audiovisuais. O valor do ruído como não cultura: o que diz a semiótica da cultura: ruído sagrado e o ruído de morte. As tecnologias audiovisuais e suas consequências na escuta. Abordagem dos conceitos-chave: musimorfose. esquizofonia; marca sonora; pacto audiovisual; ubiquidade.

Bibliografia

BAITELLO JR. N. Imagem e emoção: movimentos exteriores e interiores. In: BAITELLO JR., N.; WULF, C. (Org.): Emoção e imaginação: Os sentidos de as imagens em movimento. São Paulo: Estação das Letras e Cores, 2014.
BARTHES, R. Mitologias. São Paulo: Difel, 1987.
BERNARDINI, A.(Org.). O futurismo italiano - manifestos. São Paulo: Perspectiva, 1980.
GABLER, Neal. Vida, o filme – como o entretenimento conquistou a realidade. São Paulo: Companhia das Letras, 1999.
GONZÁLEZ, JUAN. P. El canto mediatizado: breve historia de la llegada del cantante a nuestra casa. Revista musical chilena, Santiago, v. 54, n.194. Disponível em: https://revistamusicalchilena.uchile.cl/index.php/RMCH/article/view/12580.
HOMEM DE MELLO, Chico. O design gráfico brasileiro: anos 60. São Paulo: Cosac & Naify, 2006.
IAZZETTA, F. Música e mediação tecnológica. São Paulo: Perspectiva, 2009.
LAUS, Egeu. A história do design das capas de disco no Brasil. http://www.overmundo.com.br/overblog/o-fim-das-capas-de-discos, 2006.
LE GOFF, J.  História e memória.  Campinas: Editora da Unicamp, 1999.
LE GUERN, Philippe (Org.). Où va la musique? Numérimorphose et nouvelles expériences d’écoute. Paris : ParisTech : Presses des Mines Libres Opinions, 2016
LOTMAN, I. Sobre os mecanismos semióticos da cultura. In: Ensaios de semiótica soviética. Lisboa: Livros Horizonte, 1981.
MC LUHAN, M. Os meios de comunicação como extensões do homem. São Paulo: Cultrix, 1988.
MENDES, G. Música, cinema do som. São Paulo: Perspectiva, 2013.
MORIN, E. Cultura de massas no século XX- o espírito do tempo. Rio de Janeiro: Forense, 1969.
OBICI, G. A condição da escuta. Rio de Janeiro: Sete Letras, 2008.
PERPÉTUO; Irineu; SILVEIRA, Sergio A. O futuro da música depois da morte do CD. São Paulo: Momento Editorial, 2009.
RUSSOLO, L. The art of noises. Nova Iorque: Prendago Press, 1986.
SACKS, O. Alucinações musicais. São Paulo: Companhia das Letras, 2007.
SCHAFER, R. M. O ouvido pensante. São Paulo: Edunesp, 1992.
SCHAFER, R. M. A afinação do mundo. São Paulo: Edunesp, 2001.
SEVCENKO, N. A corrida do século XXI- no loop da montanha russa. São Paulo: Companhia das Letras, 2001.
VALENTE, H. Os cantos da voz: entre o ruído e o silêncio. São Paulo: Annablume, 1999.
VALENTE, H. As vozes da canção na mídia. São Paulo: Via Lettera: FAPESP, 2003.
VALENTE, H. (Org.). Música e mídia: novas abordagens sobre a canção. São Paulo: Via Lettera: FAPESP. (Em especial: Marcadet e Delalande), 2007.
ZUMTHOR, P. Escritura e nomadismo. São Paulo: Ateliê, 2005.
ZUMTHOR, P. Performance, recepção, leitura. São Paulo: Cosac & Naify, 2014.