Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu em Comunicação

Comunicação e culturas urbanas: pontos para um debate

Ementa

O papel das culturas comunicacionais urbanas na contemporaneidade. Cultura, comunicação e cotidiano. Culturas juvenis, identidades e produção cultural e midiática articulada a cenários urbanos. Usos do espaço e (re)territorializações da cidade. Linguagens midiáticas em suas relações com a cidade. Imagens, sonoridades e os novos sensóreos inerentes ao contexto urbano. Socialidades, interações e maneiras de estar juntos nas cidades contemporâneas. Dinâmicas de produção e consumo cultural em centros metropolitanos.

Bibliografia

APPADURAI, Arjun. Dimensões culturais da globalização. Lisboa: Teorema, 2004.
BENJAMIN, Walter. Obras escolhidas. Vol. 3. São Paulo: Brasiliense, 1985.
BHABHA, Homi K. O local da cultura. 2.ed. Belo Horizonte: Ed. UFMG, 2013.
BORELLI, Silvia H. S. et al.(Coord.). Jovens na cena metropolitana. São Paulo: Paulinas, 2009.
CANCLINI, Nestor Garcia; CRUCES, Francisco; POZO, Maritza U. C. (Eds.). Jóvenes, culturas urbanas y redes digitales. Madri: Ariel, 2012.
CERTEAU, Michel de. A invenção do cotidiano. 1. Artes de fazer. 3.ed. Petrópolis: Vozes, 1998.
COGO, Denise et al. (Eds.). Diásporas, migraciones, tecnologías de la comunicación e identidades transnacionales. Bellaterra: Institut de la Comunicació, Universitat Autònoma de Barcelona, 2012.
DELANTY, Gerard. La imaginación cosmopolita. Revista CIDOB d’Afers Internacionals – Fronteras : Transitoriedad y dinâmicas interculturales. n. 82-83. p. 35-49, 2008.
ESCOSTEGUY, Ana Carolina D. Cartografia dos estudos culturais – uma versão latino-americana. Belo Horizonte: Autêntica, 2010. (versão on-line).
FEIXA, Carles. De jóvenes, bandas y tribus - antropología de la juventud. Barcelona: Editorial Ariel, 1996.
FREIRE FILHO, João. Das subculturas às pós-subculturas juvenis: música, estilo e ativismo político. Contemporânea – Revista de Comunicação, v.3, n.1, p. 138-166, 2005.
GARCIA-CANCLINI, Nestor. A globalização imaginada. São Paulo: Iluminuras, 2007.
GOTTDIENER, Mark. A produção social do espaço urbano. 2.ed. São Paulo: Edusp, 1997.
HAESBAERT, R. Territórios alternativos. São Paulo/Rio de Janeiro: Contexto/Ed.UFF, 2002.
HALL, Stuart.  A identidade cultural na pós-modernidade. Tradução de Tomaz Tadeu da Silva e Guaracira Lopes Louro. 8. ed.  Rio de Janeiro: DP&A, 2003.
HALL, Stuart. A centralidade da cultura. Educação e Realidade, Porto Alegre, v. 22, n. 2, 1997.
HALL, Stuart. Pensando a Diáspora (Reflexões sobre a terra no exterior). In: SOVIK, Liv (Org.). Da Diáspora: Identidades e Mediações Culturais. Trad. Adelaine La Guardia Resende. Belo Horizonte: Editora UFMG; Brasília: Representação da UNESCO no Brasil, 2003.
HALL, Stuart. Quem precisa da identidade? In: SILVA, T. T. (Org.) Identidade e diferença: a perspectiva dos estudos culturais. Petrópolis: Vozes, 2000.
HANNERZ, Ulf. Fluxos, fronteiras, híbridos: palavras-chave da antropologia transnacional. Revista Mana, v.3, n. 1, p.7-39, 1997.
HARVEY, David. A visão de Henri Lefebvre. In: HARVEY, David. Cidades Rebeldes. São Paulo: Martins Fontes, 2014.
HERSCHMANN, Micael; FERNANDES, Cíntia Sanmartin. Comunicação, Música e Territorialidades: repensando a relevância das Cidades Musicais do Rio de Janeiro. Logos 45, Rio de Janeiro, v. 23, n.2, p. 37-50, 2016.
HERSCHMANN, Micael; FERNANDES, Cíntia Sanmartin. Música nas ruas do Rio de Janeiro. São Paulo: Intercom, 2014.
JANOTTI JR. Jeder; GOMES, Itânia Mota (Org.). Comunicação e estudos culturais. Salvador: EDUFBA, 2011.
JANOTTI JR, Jeder; SÁ, Simone P. (Org.). Cenas musicais. Guararema/SP: Anadarco, 2013.
LA ROCCA, Fabio. A encenação do corpo e suas formas expressivas na cidade. In: SIQUEIRA, Denise. (Org.) A construção social das emoções. Porto Alegre: Sulinas, 2015.
LATOUR, Bruno. Reagregando o social: uma introdução à teoria ator-rede. Salvador: EDUFBA,Edusc, 2012.
LEFEBVRE, Henri. La production de l’espace. Paris: Éditions Anthropos, 1974.
LEFEBVRE, Henri. O Direito à Cidade. São Paulo: Moraes, 1991.
MAFFESOLI, Michel. Ética da estética. In: MAFFESOLI, Michel. O mistério da conjunção. Porto Alegre: Sulina, 2009.
MAGNANI, José Guilherme. De perto e de dentro: notas para uma etnografia urbana. Revista Brasileira de Ciências Sociais - ANPOCS, v.17, n.49. p. 11-29, 2002.
MARTIN-BARBERO, Jesus. Ofício de cartógrafo – travessias latino-americanas da comunicação na cultura. São Paulo: Loyola, 2004.
MARTIN-BARBERO, Jesus. A cidade virtual - transformações da sensibilidade e novos cenários da comunicação. Revista Margem, São Paulo, Educ./FAPESP, n. 6, p. 205-221. 1997.
OBICI, Giuliano. Condição da escuta: mídias e territórios sonoros. Rio de Janeiro: Ed. 7 Letras, 2008.
PEREIRA, Simone Luci. Consumo e escuta musical, identidades, alteridades: reflexões em torno do circuito musical “latino” em São Paulo/ Brasil. Chasqui- Revista Latinoamericana de Comunicación, n.128, p. 237-251, 2015.
PEREIRA, Simone Luci. Paisagens sonoras urbanas: contribuições ao estudo da música midiática. In: BORELLI, S.H.S.; FREITAS, Ricardo. (Org.). Comunicação, narrativas e culturas urbanas. São Paulo: EDUC, 2009.
PEREIRA, Simone Luci; BORELLI, S.H.S. Música “alternativa” na Vila Madalena: práticas musicais juvenis na cidade. Revista Fronteiras – Estudos Midiáticos (UNISINOS), v. 17, n. 3, 2015.
ROCHA, Rose de Melo; BORELLI, S. H. S. Juventudes, midiatizações e nomadismos: a cidade como arena. Comunicação, Mídia e Consumo (São Paulo), v. 5, p. 27-40, 2008.
ROMAN VELAZQUEZ, Patria. Latin Americans in London: claims over the identity of place as destination. In: CAMPOS, R.; C. SARMENTO, C. (Eds). Popular & visual culture: contexts of design, circulation and consumption. Newcastle-upon-Tyne: Cambridge Scholars Publishing, 2014. p. 20-38.
ROMAN VELAZQUEZ, Patria et al. Refexiones en torno a la investigacion sobre ciudad y comunicacion: mediaciones sociales e intersecciones espaciales. Actas ALAIC, 2016.
QUINTERO RIVERA, Ángel. Cuerpo y cultura – las musicas “mulatas” y la subversión del baile. Madrid: Iberoamericana, 2009.
QUINTERO RIVERA, Ángel. Las prácticas descentradas afrocaribeñas de elaboración estética y su celebración y fomento de la heterogeneidade. In: QUINTERO RIVERA, Ángel. Hegemonía cultural y políticas de la diferencia. Buenos Aires: CLACSO, 2013.
RANCIÉRE, Jacques. A partilha do sensível. São Paulo: Ed. 34, 2009.
REIS, Ana Carla F. (Org.). Cidades Criativas. São Paulo: SESI-SP, 2012.
SANTOS, Milton. A natureza do espaço. São Paulo: EDUSP, 2008.
SANTOS, Milton et al. (Org.). Território, territórios: ensaios sobre o ordenamento territorial. Rio de Janeiro: DP&A, 2006.
SILVA, T. T. (Org.) Identidade e diferença: a perspectiva dos estudos culturais. Petrópolis: Vozes, 2000.
SIMMEL, Georg. A metrópole e a vida mental. In: VELHO, Otávio Guilherme (Org.). O fenômeno urbano. Rio de Janeiro: Zahar, 1973.
SIQUEIRA, Denise. Os jovens e suas telas pós-modernas: reflexões em torno da cidade, do imaginário e da tecnologia. Comunicação e Sociedade, v. 17, p. 39-50, 2010.
VELHO, Gilberto. Individualismo e cultura: notas para uma Antropologia da sociedade contemporânea. Rio de Janeiro: Zahar, 2004.
VELHO, Gilberto. Um antropólogo na cidade. Rio de Janeiro: Zahar, 2013.
VIVANT, Elza. O que é uma cidade criativa? São Paulo: SENAC, 2012.
YÚDICE, George. A conveniência da cultura. Belo Horizonte: Ed. UFMG, 2006.