Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu em Comunicação

Produção em Comunicação, Cultura e Sociedade

Ementa

Reflexões e fundamentação teórico-metodológica sobre a produção comunicacional e sua história no contexto brasileiro. Estudo das teorias clássicas e atuais de comunicação e cultura, refletindo sobre a Escola de Frankfurt, a Teoria Crítica e Indústria Cultural, a Teoria Latino-Americana de Comunicação, destacando Jesús Martín-Barbero, que pressupõe, entre outras influências, a dos estudos culturais.  Advento da sociedade de consumo e a gradativa incorporação das massas a ela, analisando as novas características da produção cultural, na qual as tecnologias de comunicação se tornam fundamentais. Compreensão da cultura brasileira como viva, dinâmica, fugidia e inserida na realidade de todos nós, cidadãos à procura de uma identidade. Algo impossível de ser classificado fria e objetivamente uma vez que é o caleidoscópio do país, em si mesmo, contraditório, dinâmico e plural.

Bibliografia

ADAMI, Antonio e HOHLFELDT, Antonio (Orgs.). Lusofonia e Interculturalidade. São Paulo: E-Livros Intercom, 2012.
BARBERO, Jesús-Martín. Dos meios às mediações. Rio de Janeiro: Editora da UFRJ, 2003.
BARROS, José Márcio (Org.). Diversidade Cultural – da proteção à promoção. Belo Horizonte: Autêntica, 2008.
BURKE, Peter. Hibridismo cultural. Vale do Rio dos Sinos (RS): Editora UNISINOS, 2008.
BRANT, Leonardo (Org.). Diversidade Cultural. São Paulo: Instituto Pensarte, 2005.
NAPOLITANO, Marcos. Cultura Brasileira – Utopia e massificação. São Paulo: Contexto, 2006.