A Vice-Reitoria de Pós-Graduação e Pesquisa comunica as defesas de junho de 2020

Data da defesa: 02/06/2020

Autor: Cinthia dos Santos Alves Rocha

Orientador: Profa. Dra. Ivana Barbosa Suffredini

Programa: Doutorado em Patologia Ambiental e Experimental

Título: Administração de Luffa operculata em ratos wistar adultos e jovens adultos e em ratas adultas pós-reprodução

Resumo: Luffa operculata, popularmente conhecida como buchinha-do-norte, é uma planta usada no combate à sinusite e também para interromper a gravidez. Foi analisada a influência da administração de 1,0mg/kg do extrato aquoso de buchinha-do-norte (EBN) em ratas prenhes (GD17 a GD21), bem como em machos da geração F1, comparados a machos F0. Foi realizada uma avaliação comportamental das fêmeas da geração F0 e dos machos da geração F1 em aparelho de campo aberto e em caixa claro-escuro. Nos machos F1 foram analisadas alterações dos índices de corticosterona, hormônio adrenocorticotrófico (ACTH), melatonina e testosterona séricas, análise das citocinas Il-1α, Il-1β, Il-6 e TNF-α e análise macroscópica e microscópica dos testículos. Os machos F1 (grupos controle e tratado CGF1 e EGF1) tiveram seus parâmetros comparados aos parâmetros dos machos F0 (grupos controle e tratado CGF0 e EGF0). As ratas da geração F0 tratadas com EBN apresentaram diminuição em parâmetros comportamentais na caixa claro-escuro, com aumento de peso das fêmeas e dos machos da geração F1 dos grupos tratados. Os machos F1 não apresentaram alterações comportamentais significativas em relação aos machos F0. Os testículos de F1 não apresentaram alterações macroscópicas significativas, porém, as alterações microscópicas foram mais significativas para os machos F0 tratados do que para os F1. Para os F1, as células de Leydig apresentaram-se em menor número nos machos EGF1. O número de células de Leydig diminuídas não influenciou na quantidade de testosterona produzida por machos F1, em relação aos machos F0. As citocinas IL-1 α e IL-6 apresentaram-se aumentadas em CGF0, corticosterona, diminuída em CGF0, ACTH diminuído em EGF1 e melatonina aumentada em EGF1. A administração direta de EBN em ratas prenhes influenciou o comportamento e o peso de fêmeas F0 e de machos F1. Nos machos F1, em relação aos F0, não foram observadas diferenças comportamentais, hormonais, inflamatórias ou morfo-histológicas significativas nos machos F1 que receberam EBN por via transgeracional. A administração transgeracional de EBN mostrou-se menos prejudicial sobre os parâmetros observados nos ratos da geração F1 do que sobre os mesmos parâmetros observados nos ratos da geração F0, que receberam EBN por gavagem. Concluiu-se, portanto, que a administração direta de EBN causa alterações comportamentais e fisiológicas, tanto em machos quanto nas fêmeas.

Data da defesa: 05/06/2020

Autor: Keli Cristina Dias Bento

Orientador: Profa. Dra. Ivana Barbosa Suffredini

Programa: Mestrado em Patologia Ambiental e Experimental

Título: Atividade antibacteriana de extratos vegetais frente a Streptococcus mutans e avaliação de sua toxicidade

Resumo: Streptococcus mutans é o principal agente etológico envolvido no processo de formação de biofilme, podendo causar também infecções piogênicas no coração, articulações, pele, músculo e sistema nervoso central. Diante do aumento da resistência microbiana e da necessidade da descoberta de novas moléculas ativas, o foco principal deste trabalho foi utilizar modelos biológicos para identificar a ação antibacteriana de extratos vegetais frente a S. mutans, avaliar a toxicidade e identificar a fração ativa. Para a seleção, foram usados 2.240 extratos vegetais aquosos e orgânicos testados no ensaio de disco difusão em ágar (DDA). Com os extratos ativos, foram obtidos os diâmetros dos halos de inibição de crescimento e as concentrações bactericidas mínimas (CBMs). Esses extratos foram submetidos a ensaios de bioautografia, para a identificação das frações ativas e a toxicidade foi observada por meio do teste da Artemia. Foram identificados sete extratos ativos, dos quais os extratos N271 e N1493 apresentaram os maiores halos de inibição de crescimento, sendo respectivamente 13,23 mm e 12,53 mm, e o N1493 a menor concentração bactericida mínima de 1,56x10-1 mg/mL, seguido do N271 com 2,50 mg/mL. Alguns extratos não foram tóxicos na maior concentração utilizada, o N272 não apresentou toxicidade nas primeiras 24 h, no entanto, mostrou-se tóxico em 48 h. Os extratos N1229 e N1343 apresentaram zonas de inibição de crescimento bacteriano bem definidas sobre as frações ativas. Após análise dos resultados obtidos nas diferentes técnicas, os extratos foram selecionados para análise futura por ordem de prioridade.

Data da defesa: 05/06/2020

Autor: Tadeu Rodrigues Iuama

Orientador: Prof. Dr. Jorge Miklos

Programa: Doutorado em Comunicação

Título: Ludocomunicação: um contraponto crítico-propositivo à gamification, observado a partir da participação em Larps

Resumo: Tendo em vista a ocorrência do fenômeno da gamification, que se manifesta sobretudo na incorporação de dinâmicas de competição em outras esferas além dos jogos em si, assim como a percepção de que os jogos estão cada vez mais atrelados e restritos aos jogos eletrônicos, a presente pesquisa norteia-se pela possibilidade da existência de um contraponto a esses fatos, no qual a lógica do jogo que transborda para outras esferas da vida social não é pautada pela competitividade e pela virtualização. Para responder a essa inquietação, a pesquisa divide-se em uma reflexão teórica-crítica acerca da gamification e, num segundo momento, em uma investigação empírica dos Larps, modalidade lúdica cuja participação nos levou a tal indagação. Utiliza-se da pesquisa bibliográfica (na reflexão teórica) e da autoetnografia num contexto de participação observante (na investigação empírica) como aportes metodológicos. Entre os referenciais que emolduram o quadro teórico, destacam-se Edgar Morin, Raoul Vaneigem e Vicente Romano, uma vez que a pesquisa se posiciona na proposição de um modelo lúdico e, portanto, comunicacional, pautado pela complexidade, pela contra-hegemonia e pela ecologia. A pesquisa justifica-se, sobretudo, pelo ineditismo, dada a escassez de reflexões a respeito do jogo enquanto fenômeno cultural nas pesquisas de Comunicação desenvolvidas no Brasil. Sua pertinência se dá pela inexistência de pesquisas que envolvam o Larp no contexto comunicacional, mesmo que a prática venha sendo utilizada como atividade cultural por políticas públicas. A relevância se mostra pela utilização de abordagens midiáticas afins ao recorte dado para comunicar temas socialmente importantes. Por fim, a pesquisa aponta para a existência de uma ludocomunicação, ou seja, a proposta de um contraponto à gamification que visa a utilização de dinâmicas lúdicas para promover vínculos.

Data da defesa: 08/06/2020

Autor: Ariane Ali Bento Mendes

Orientador: Prof. Dr. Luciano Lauria Dib

Programa: Mestrado em Odontologia

Título: Reprodução de cor em prótese facial: análise da diferença de cores entre fotos originais e calibradas para obtenção da cor real

Resumo: A proposta do presente estudo foi avaliar a diferença de cores (ΔE) entre fotos obtidas por um smartphone com e sem calibração, por meio de um elemento de referência para padronização de obtenção de cor da pele em usuários de próteses faciais. Foram utilizados um smartphone Samsung Galaxy S8+®, dois fragmentos de filtro de luz polarizada, que foram posicionados perpendicularmente sobre a câmera e o flash e o elemento de referência, amostra de cor A2 da escala de cor VITA-PAN®. Três pacientes foram fotografados portando prótese facial e segurando o elemento de referência sobre o rosto. No software Adobe PhotoshopCC®, as fotografias foram calibradas de acordo com os valores L*a*b* conhecidos da amostra de cor A2, e foram selecionados cinco pontos sobre a fotografia original e sobre a fotografia calibrada para comparação, totalizando 30 pontos. As tonalidades foram comparadas numericamente de acordo com a fórmula. Foi aplicado o teste de correlação intraclasse (ICC) para a verificação de concordância entre as fotos antes e após a calibração. Posteriormente, foi aplicado o teste t-Student para amostras pareadas, com o objetivo de verificar diferença nas médias dos parâmetros estudados, antes e após a calibração. Foi utilizado o programa estatístico SPSS 2.1, adotando-se α=0,05. Em relação à edição das fotografias, a análise estatística revelou que houve uma diferença significativa nos valores de L* e a*, antes e após a calibração, e no valor de b* não houve mudança significativa de tonalidade. Diante dos resultados, foi possível concluir que a técnica proposta de padronização com uso de filtros de luz polarizada e calibração com elemento de referência das fotografias obtidas com a câmera de um smartphone é apropriada para distinguir cores na produção de próteses faciais.

Data da defesa: 17/06/2020

Autor: Alan de Carvalho Gonçalves

Orientador: Profa. Dra. Márcia Terra da Silva

Programa: Mestrado em Engenharia de Produção

Título: Obstáculos enfrentados pelo empreendedorismo inovador com base tecnológica no Brasil

Resumo: O empreendedorismo é de suma importância não somente para a sociedade mas também para o crescimento e desenvolvimento do país. O surgimento das startups mostra-se uma tendência em grande crescimento, principalmente pelos empreendedores iniciantes. Porém, traz mudanças na forma de abrir, gerir e conduzir uma empresa startup é diferente das empresas tradicionais, já conhecidas no mercado. Por esse motivo, o objetivo geral deste trabalho é enfatizar as dificuldades pelas quais os empreendedores passam para consolidar seu empreendimento no mercado brasileiro. Já os objetivos específicos são: identificar na literatura as dificuldades encontradas pelos empreendedores de startups no Brasil e verificar a maneira como os empreendedores atuam para contornar tais dificuldades. Para alcançar os objetivos em questão, foi aplicado um questionário Likert contendo 18 perguntas fechadas para empreendedores em fase inicial de desenvolvimento de uma startup. Os resultados apontaram que a falta de conhecimento da administração financeira por parte dos sócios, restrições financeiras iniciais e conflito entre os sócios são as dificuldades mais presentes na opinião de empreendedores, entre outras.

Data da defesa: 19/06/2020

Autor: Jaccare Tanit Jauregui Ulloa

Orientador: Prof. Dr. Luciano Lauria Dib

Programa: Mestrado em Odontologia

Título: Protocolo digital para elaboração da porção ocular de próteses óculo-palpebrais usando um smartphone, fotografia calibrada e impressão 2D

Resumo: As técnicas tradicionais descritas para confecção de próteses oculares despendem longo tempo de trabalho. O uso de recursos digitais pode otimizar o processo de confecção, obtendo resultados mais estéticos. A proposta deste estudo é apresentar uma metodologia digital para a obtenção da porção ocular das próteses óculo-palpebrais utilizando um smartphone, calibração de cor com elemento fiduciário e impressão 2D. Uma fotografia do olho em máxima abertura de dois pacientes com coloração de íris diferente (clara e escura) foi obtida com a câmera de um smartphone acoplada a um filtro de luz polarizador. Uma segunda fotografia do olho dos pacientes foi obtida com uma câmera DSLR com o objetivo de se ter uma referência em termos de qualidade fotográfica e captura de cor. A calibração de cor das fotografias foi feita usando um software de edição de imagem mediante os valores L*a*b* de um elemento fiduciário. As fotografias foram impressas e coladas sobre um conformador de órbita de resina acrílica para obter a prótese ocular. O tempo de manufatura da prótese ocular foi cronometrado. As fotografias digitais obtidas com o smartphone, comparadas com as obtidas com a câmera DSLR, apresentaram uma cor mais saturada em relação à cor real do olho dos pacientes, porém, essa diferença foi pouco perceptível no resultado final da prótese ocular. O tempo de manufatura total dessas próteses foi menor que 20 minutos. A metodologia digital proposta diminuiu o tempo de manufatura das próteses oculares, eliminando as etapas de caracterização manual e permitindo obter próteses personalizadas, alcançando de modo mais próximo as características físicas dos pacientes.

Data da defesa: 19/06/2020

Autor: Joelma Moura Alvarez

Orientador: Profa. Dra. Selene Dall'Acqua Coutinho

Programa: Doutorado em Patologia Ambiental e Experimental

Título: Ocorrência de Malassezia pachydermatis no microbioma cutâneo de tutores de cães com malasseziose e pessoas que não convivem com animais

Resumo: Malassezia spp. são leveduras que compõem o microbioma cutâneo de animais e do homem, podendo eventualmente causar infecções. Em cães, as infecções são particularmente associadas a M. pachydermatis, que é zoofílica e não lipodependente. Embora a malasseziose não seja considerada zoonose, se aventou a possibilidade da transmissão da doença a neonatos por profissionais de Unidades de Terapia Intensiva (UTIs) que possuíam cães. Há poucos estudos sobre a ocorrência de intercâmbio de espécies de Malassezia entre animais e homens que mantenham contato estreito com eles. O objetivo deste trabalho foi isolar espécies de Malassezia em cães com otite e/ou dermatite, verificando-se a relação com as espécies encontradas no tutor. Foram estudados 18 cães com sinais condizentes com a infecção, dos quais foram colhidas amostras de conduto auditivo e pelame. De seu tutor, foram colhidas três amostras clínicas, da região superior do tronco, retroauricular e couro cabeludo. Em paralelo, foram colhidas amostras clínicas das mesmas regiões de 24 pessoas que não mantinham contato com animais (não-tutores). As amostras foram isoladas em meio de Dixon modificado e a identificação fenotípica realizada por macro e micromorfologia e provas bioquímicas. Após extração do DNA, o gene 26S rDNA foi amplificado através de PCR. Isolou-se Malassezia spp. em 77,8% (14/18) dos cães com sinais clínicos condizentes com malasseziose. Não se verificou predileção por sexo ou faixa etária. Malassezia spp. foram verificadas em porcentagens similares em pessoas que conviviam e que não conviviam com cães, respectivamente, 78,6% (11/14) e 83,3% (20/24). Malassezia pachydermatis foi a espécie mais prevalente em cães, sendo verificada em 95,7% (22/23) dos isolados. Em relação a pessoas, M. pachydermatis foi a espécie mais frequente no microbioma cutâneo dos tutores e representou 66,7%% (10/15) das cepas isoladas nas amostras clínicas, e Malassezia lipodependente 33,3% (5/15). Malassezia pachydermatis foi isolada dos três sítios amostrados, couro cabeludo, tronco superior e região retroauricular. Quanto aos indivíduos que não conviviam com cães, M. pachydermatis não foi isolada, verificando-se apenas Malassezia lipodependentes. Estatisticamente, o fator ”convivência com cães” influenciou na presença de M. pachydermatis, espécie considerada zoofílica, no microbioma cutâneo dos tutores (p<0.05). Os resultados obtidos nesta pesquisa comprovam que há alteração no microbioma cutâneo das espécies de Malassezia em pessoas que convivem com cães com malasseziose.

Data da defesa: 22/06/2020

Autor: Marcos Vinicius de Moraes Terra

Orientador: Profa. Dra. Heloísa de A. Duarte Valente

Programa: Mestrado em Comunicação

Título: The Wall – Gesamtkunstwerk Wagneriano: um drama transmídia de Roger Waters

Resumo: Este trabalho parte do conceito de “obra de arte total” (Gesamtkunstwerk), desenvolvido pelo compositor alemão Richard Wagner, para aplicá-lo ao estudo da obra The Wall, de Roger Waters. Para além de seu mérito como compositor e líder do grupo musical Pink Floyd, Waters exerceu papel relevante para a música desde a década de 1960, tanto pelas inovações que promoveu na linguagem musical, em particular na concepção performática (cf; ZUMTHOR, 2018) de seus shows, como pelo emprego de outras modalidades artísticas em sua obra. Assim, acabou por ampliar o próprio conceito de “obra”. Nesse ponto encontramos no projeto artístico do músico inglês afinidades intelectuais com o compositor alemão, cujo pensamento estético ficou registrado em livros, especialmente A obra de arte do futuro (1849/2003). Partimos da hipótese de que, a despeito de diferenças de campo estético (música erudita/popular), Waters adota a orientação wagneriana ao conceber suas composições – ainda que não o faça de modo deliberado. Nesta dissertação analisamos a obra The Wall, de Waters, em seus vários elementos composicionais: narrativa, letra, música, desenho, nos formatos midiáticos e nas respectivas linguagens empregadas (álbum discográfico, longa-metragem), bem como as diferentes performances concebidas pelo seu criador (espetáculo ao vivo ou gravado em estúdio), buscando compreender em que medida ela pode ser considerada uma obra de arte total como descrita por Richard Wagner, além de ser uma narrativa transmídia (cf. JENKINS, 2009). Para isso, apoiamo-nos nos estudos sobre a paisagem sonora de Schafer (2011), além de dados biográficos de Waters e notas de imprensa acerca de sua atuação como militante político.

Data da defesa: 22/06/2020

Autor: Ariana Nascimento da Silva

Orientador: Profa. Dra. Malena Segura Contrera

Programa: Doutorado em Comunicação

Título: Unboxing Pandora: o imaginário sobre o feminino universo das influenciadoras digitais brasileiras

Resumo: A presente pesquisa trata das reverberações dos conteúdos míticos simbólicos das deusas gregas na construção do imaginário das Influenciadoras Digitais brasileiras, num contexto em que estas conquistaram grande visibilidade social e grande impacto comercial. Grandes empresas investiram altas somas nas imagens das influenciadoras, construídas dentro do ambiente digital YouTube e, posteriormente, no Instagram. O objetivo central foi entender como as Influenciadoras utilizaram os arquétipos ancestrais das deusas gregas e os reconfiguraram como estereótipos de mercado. O objetivo específico foi a análise de cada tipo de canal elencando com as características arquetípicas das deusas gregas Afrodite e Ártemis. Significados foram apropriados e reduzidos a uma interpretação ideológica para vender produtos e propagar um discurso sobre o feminino que não condiz com a mitologia nem com os estudos sobre o imaginário cultural. A partir dessa hipótese central, verificamos que o enorme sucesso dessas Influenciadoras Digitais se deve em parte pela presença forte dos conteúdos simbólicos, mais especificamente dos mitos das deusas gregas. Isso gera uma fácil identificação com as suas seguidoras e, consequentemente, uma forte adesão simbólica, posteriormente convertidos em lucro. O método utilizado foi a pesquisa netnográfica entre 2018 e 2020, analisando as métricas dos canais, os conteúdos dos canais, postagens das Influenciadoras Digitais do segmento beleza e saúde/fitness e se elas migraram para a plataforma Instagram. Este trabalho se insere nos estudos das relações entre Mídia e Imaginário desenvolvidos pelo Grupo de Pesquisa em Mídia e Estudos do Imaginário da UNIP, tendo como base conceitual para tratar o Imaginário a proposição de Edgar Morin sobre Noosfera (2007) acerca dos percursos antropológicos do Imaginário e da proposição de Mediosfera de Malena Contrera (2010). Insere-se, nesse sentido, nos estudos que tratam das intersecções entre Mídia e Mito.

Data da defesa: 23/06/2020

Autor: Suham Nowrooz Mohammad

Orientador: Profa. Dra. Maria Martha Bernardi

Programa: Mestrado em Patologia Ambiental e Experimental

Título: Avaliação da proteção à toxicidade do cloreto de chumbo por isoterápico em modelo de Artemia salina

Resumo: Introdução: O presente modelo experimental foi estabelecido baseado nas seguintes premissas: i) a poluição química é uma das principais causas de intoxicações no mundo, ii) a facilidade de manuseio da Artemia salina aliada ao fato de ser um bom biomarcador toxicológico, e iii) a isoterapia pode ser um recurso alternativo no tratamento de intoxicações. Objetivo: Verificar a proteção da Artemia salina ao cloreto de chumbo pela introdução de isoterápico na água. Metodologia: Os cistos de Artemia salina foram expostos a água salina contendo 0,04% (CL 10 ou concentração letal 10%, previamente determinada a partir do cálculo de viabilidade de amostras intoxicadas com diversas concentrações de PbCl2) de cloreto de chumbo em placas de cultura de 96 poços. No total, foram utilizadas 36 placas, as repetições experimentais foram realizadas ao longo de um mês, para observar a eficiência dos tratamentos (PbCl2 6cH, 30cH e 200cH). As variações de resultados entre as diferentes fases da lua foram também observadas, para controle de eventuais vieses derivados de tais variações ambientais. O registro da eclosão dos cistos foi feito por meio de um microscópio digital (aumento 1000x) para identificar a porcentagem de eclosão, a viabilidade dos náuplios nascidos e sua atividade geral. Análises físico-químicas da água foram realizadas por MEV-EDS de microssedimentos sólidos em suspensão e pela avaliação do comportamento dipolo da água utilizando corantes solvatocrômicos como sondas. Resultados e discussão: A intoxicação aumentou a taxa de eclosão dos cistos, mas houve redução significativa (p = 0,00003) entre os cistos tratados com água ou preparações sucussionadas, comparando-se com aqueles tratados apenas com água não submetida à agitação (controle). Esse efeito foi especialmente evidente na lua cheia. Náuplios intoxicados apresentaram aumento na atividade geral (p<0,001). Não se verificou a presença de chumbo total nos sedimentos, sugerindo ausência de efeito quelante. Nenhuma diferença significativa entre os grupos foi observada na reação aos corantes solvatocrômicos. Conclusão: A intoxicação dos cistos induz aumento na taxa de eclosão dos cistos e na atividade geral dos náuplios. A redução na taxa de eclosão após os tratamentos foi considerada como efeito protetor atribuído à agitação da água per se. Tal efeito foi mais evidente na lua cheia, quando há naturalmente o pico de eclosões. Sugere-se que nanobolhas possam ser um fator importante no clearance, embora não haja evidências de efeito quelante. As diluições isoterápicas estudadas não mostraram efeitos específicos, o que é corroborado pela ausência de efeitos sobre os corantes solvatocrômicos, considerados como marcadores de atividade biológica desses produtos.

Data da defesa: 23/06/2020

Autor: Herman Tacasey

Orientador: Profa. Dra. Barbara Heller

Programa: Mestrado em Comunicação

Título: O curta-metragem e as discussões sobre memória em BABA 105 (2013)

Resumo: No curta-metragem BABA 105 uma voz em off narra a biografia da personagem, associando-a a sentimentos de pertencimento, de acolhimento e de saudades. A figura que a recordação tenta recompor é, no entanto, desconhecida e depende de uma memória muitas vezes alheia para ganhar corpo. Neste trabalho, por meio de uma leitura dos sons e imagem, apresentaremos uma análise em que a memória coletiva (Halbwachs, 1950) é ativada na montagem do curta com provocações do diretor em diferentes pontos de referências que estruturam e ressignificam nossa memória, nem sempre documentada. No entanto, a coerência apresentada nos fatos, na linguagem, na trilha sonora, recria uma história e, por ela ser do ambiente do afetivo e mágico, se alimenta de lembranças coletivas, não necessariamente individuais. Nos, apoiamos, ainda, no conceito de verdade como ícone da contemporaneidade e como uma construção social, de Beatriz Sarlo (2007). Também são utilizadas as concepções de Walter Benjamin (1986) sobre o resgate do narrador que se torna uma chave para se contrapor ao domínio da tecnologia, substituindo a experiência dos homens. O curta é um exemplo de como um objeto pode se tornar biográfico, atualizar o passado e criar laços de intimidade entre os personagens do filme e os espectadores. Trabalharemos ainda com conceitos de Eclea Bosi (2004), em seu livro O tempo vivo da memória, que explora o campo de experiência pessoal com os eventos do dia a dia. Iremos analisar a imagem fotográfica com base em conceitos de Vilém Flusser (2002), que trata da fotografia como modelador dos costumes atuais e como instrumento de orientação do homem, e na ideia da fotografia familiar atemporal presente nos estudos de Anne-Marie Garat (1994) e de Eugênio Bucci (2008). Com conceitos de Iazzetta (2009), discorreremos sobre o que é música e mediação tecnológica. Com base em conceitos de Michel Chion (1994), mostraremos as relações entre som e imagem e utilizaremos modelos de análise propostos por Jacques Aumont e Michel Marie (1988), que buscam esmiuçar questões referentes a análises fílmicas.

Data da defesa: 24/06/2020

Autor: Ana Carolina Pereira de Souza

Orientador: Profa. Dra. Clarice Greco Alves

Programa: Mestrado em Comunicação

Título: Strangers Things: nostalgia expandida e consumo a partir de uma década recriada

Resumo: Esta dissertação tem como objetivo fazer uma descrição analítica e interpretativa dos figurinos da série norte-americana Stranger Things, ressaltando sua capacidade de evocar uma nostalgia em relação aos anos 1980 e como eles influenciam o desenvolvimento de novos elementos de consumo que remetem à nostalgia. A série Stranger Things, produzida pela Netflix, é uma colagem de alusões tematizada por elementos da cultura pop da década de 1980, presentes na trilha sonora, figurino dos personagens e objetos de cena. Dentro desse cenário, nosso objetivo é perceber a evocação de um sentimento nostálgico e como a narrativa explora o potencial de consumo dentro desse universo recriado ficcionalmente. Iniciamos com uma pesquisa teórica sobre nostalgia, memória e retromania. Em seguida, nos aprofundamos nos conceitos sobre figurino e moda dos anos 1980, fazendo a descrição analítica interpretativa dos figurinos dos personagens fixos da narrativa e detalhando três personagens que foram selecionados pelas suas evoluções na estética e nas suas narrativas dentro da série. Por fim, abordamos a expansão da narrativa midiática, entramos nos conceitos de transmídia e crossmídia, análise de consumo e consumo nostálgico, para finalizarmos com um panorama do desdobramento da narrativa em produtos que ampliam a experiência dos que consomem a série.

Data da defesa: 24/06/2020

Autor: Juliana Gonçalves da Silva

Orientador: Prof. Dr. José Guilherme Xavier

Programa: Doutorado em Patologia Ambiental e Experimental

Título: Emprego da histopatologia no diagnóstico diferencial de lesões nodulares esplênicas em cães submetidos a esplenectomia

Resumo: O baço é um órgão híbrido, vascular e linfoide, de tamanho variável, associado a múltiplas funções, como armazenamento e filtração sanguínea e reciclagem de ferro. No entanto, a esplenectomia é um procedimento usual, principalmente nos casos de esplenomegalia, associada a frequente redução da sobrevida. Este estudo propõe a caracterização histopatológica das lesões nodulares esplênicas em cães esplenectomizados, com base em cortes corados por hematoxilina-eosina, considerando sua natureza e relevância em termos sistêmicos. Foram avaliados 178 nódulos esplênicos, 115 não neoplásicos e 63 neoplásicos. Predominaram cães entre 8 e 13 anos de idade, com destaque para cães das raças labrador e golden retriever. As lesões não neoplásicas compuseram 64,7% das amostras, com ênfase nos casos de hiperplasias nodulares, correspondendo a 34,82% das ocorrências. As neoplasias representaram 35,3% das condições, entre as quais estão processos raros ou ainda não relatados em baço de cães, como um mielolipoma, um linfangioma e um angioma de células litorais. Em consonância com a literatura, o processo neoplásico mais diagnosticado foi o hemangiossarcoma, correspondendo a 21.34% das amostras. A escassez de métodos diagnósticos alternativos à histopatologia e o elevado risco de ruptura lesional e consequente hemoperitônio fundamentam a realização de esplenectomias em elevada proporção dos casos. No entanto, nossos achados indicam o predomínio de lesões benignas e fortalecem o esforço pelo desenvolvimento de métodos menos agressivos que a esplenectomia para o diagnóstico diferencial das lesões nodulares esplênicas.

Data da defesa: 25/06/2020

Autor: Ulisses Gomes da Rocha Junior

Orientador: Prof. Dr. Gustavo Souza da Silva

Programa: Doutorado em Comunicação

Título: Cineastas-personagens: o embaralhamento de fronteiras na produção de documentários

Resumo: Esta tese analisa quatro filmes documentários brasileiros nos quais os cineastas também são os personagens das narrativas. São eles: Um passaporte húngaro (Sandra Kogut, 2001), 33 (Kiko Goifman, 2002), Diário de uma busca (Flávia Castro, 2010) e Santiago (João Moreira Salles, 2007). Com base na metodologia de análise fílmica proposta por Aumont e Marie (2004), analisamos os aspectos narrativos dos filmes para testar a hipótese de que os cineastas, como personagens de seus filmes, reduzem o distanciamento profissional nas produções documentais e sofrem a interferência da ação em que estão envolvidos. São características como autobiografia, autorrepresentação, encenação, performance, risco do real e dispositivo fílmico, que contribuem, de alguma maneira, para o embaralhamento de fronteiras entre o lado diretor e o lado personagem, representados pelo mesmo indivíduo. Dedicamos maior atenção aos aspectos relativos à memória, tanto individual quanto coletiva, porque eles permeiam as produções desse gênero fílmico. O referencial teórico utilizado para a construção deste estudo considerou especialmente as reflexões de Bill Nichols, Maurice Halbwachs, Pierre Nora e Jean Louis Comolli. Por fim, concluímos que os cineastas que decidem realizar um documentário em que eles próprios são os personagens centrais da história, ou que têm uma participação importante na narrativa, acabam por sofrer algum tipo de impacto emocional, que faz com que o personagem adquira maior força na narrativa.

Data da defesa: 26/06/2020

Autor: Fernando Albino Leme

Orientador: Profa. Dra. Carla Montuori Fernandes

Programa: Doutorado em Comunicação

Título: O Jornal Nacional como ator político: a desconstrução da candidatura de Lula (PT) nas eleições presidenciais de 2018

Resumo: A desconstrução da candidatura de Lula (PT) nas eleições presidenciais de 2018 é abordada na presente pesquisa como um projeto liderado pela Rede Globo, por meio do Jornal Nacional, para tentar prejudicar ainda mais a imagem de Lula durante o pleito. A televisão, como o meio de comunicação de massa mais influente, e o Jornal Nacional, como o telejornal de maior audiência no país, despontam como importantes atores políticos na atualidade. Produzindo uma agenda social, cultural e política que por vezes se alia a determinados grupos de poder, a Rede Globo marca presença no cenário político brasileiro desde a sua criação e, por vezes, buscou intervir em importantes contextos da história do país. Sua principal ferramenta é o Jornal Nacional, que, em 2018, atuou por meio de um discurso bem elaborado e apoiado por estratégias de comunicação específicas para esvaziar o capital político de Lula (PT) durante a campanha eleitoral, desconstruindo sua imagem como candidato, até a impugnação definitiva de sua candidatura. Para confirmar essa hipótese, foi realizado o levantamento de 18 edições do Jornal Nacional, no período de 15 de agosto a 11 de setembro de 2018, submetidas ao processo de Análise de Conteúdo, que buscou, por meio de análises quantitativas e qualitativas, mapear como Lula é retratado nas reportagens e como esse tratamento pôde influenciar a percepção do telespectador.

Data da defesa: 26/06/2020

Autor: Elvis Wanderley dos Santos

Orientador: Prof. Dr. Antonio Adami

Programa: Doutorado em Comunicação

Título: O rádio como mediador da cultura popular: capital, litoral e interior

Resumo: Esta pesquisa tem como objetivo principal estudar o rádio como o agente mediador da cultura popular no estado de São Paulo. O objeto do nosso trabalho constitui-se de quatro emissoras de rádio que foram escolhidas dado a sua localização geográfica dentro do estado: na capital paulista, Rádio Capital AM 1040 kHz; na região de Araçatuba, Rádio Clube FM 96,3 kHz; no Vale do Paraíba, Super Rádio Piratininga AM 750 kHz; e no litoral, Rádio Guarujá AM 1550 kHz. Foram feitas entrevistas estruturadas, usando a metodologia da história oral, com alguns profissionais das rádios pesquisadas, privilegiando perguntas sobre a cultura e o futuro do rádio com as convergências midiáticas, trazendo assim uma reflexão sobre o rádio contemporâneo. Desse modo, foi possível traçar um novo modelo de formatos que acompanha o legado histórico, mas também que possibilite novas práticas conforme os atuais hábitos de consumo midiáticos. O trabalho pressupõe uma análise de conteúdo desenvolvida por Laurence Bardin (2011) sobre a programação das emissoras pesquisadas. Na revisão bibliográfica, optou-se por adotar os autores: Nestor Garcia Canclini (2011), Stuart Hall (2005), Jesus Martin Barbero (2013), entre outros, que foram de grande importância para o estudo teórico desta pesquisa, além dos estudos do professor Antonio Adami (2014), sobre a história das rádios paulistas. O rádio é uma instituição social, agregando práticas de comunicação que são construídas a partir da sociedade entre agentes e tecnologias diversas, desenvolvendo neste contexto a formação da cultura popular. Por fim, este trabalho visa preencher lacunas no que diz respeito aos estudos do rádio em São Paulo e fomentar o seu papel até hoje como formador da cultura.

Data da defesa: 29/06/2020

Autor: Thamiris Franco Martins

Orientador: Profa. Dra. Carla Montuori

Programa: Doutorado em Comunicação

Título: Campanha permanente, visibilidade midiática e propaganda política: um estudo das estratégias comunicacionais dos candidatos Lula/Haddad (PT) e Bolsonaro (PP, PSC, PEN e PSL) de 2015 a 2018

Resumo: A partir da interface entre Comunicação e Política, este trabalho tem como proposta investigar as estratégias da suposta campanha permanente dos candidatos e partidos que disputaram o segundo turno da eleição presidencial de 2018: Jair Bolsonaro e Luiz Inácio Lula da Silva e, posteriormente, Fernando Haddad (PT). Lula foi impedido de disputar o pleito e foi substituído por Haddad. Para tal, o arcabouço teórico contempla três eixos. Em um primeiro momento, discute a centralidade da mídia e sua interface com o campo político, incluindo o debate sobre o processo de midiatização dos processos sociais. O segundo eixo conceitual focaliza no debate principal do trabalho, que é a discussão sobre campanha permanente, entendida como a confluência entre a comunicação governamental e a comunicação eleitoral, utilizada como estratégia pelos políticos a longo prazo, visando à manutenção e conquista do poder (HECLO, 2000; MARTINS, 2016; NOGUEIRA, 2001). Também se discute a propaganda política e eleitoral, seja nas mídias massivas, seja nas mídias digitais. Por fim, a discussão aborda a crise de representação política e do presidencialismo de coalizão, além de apontar as especificidades do contexto político e eleitoral de 2018. Tendo em vista que a eleição foi polarizada entre PT, representado, a princípio, por Luiz Inácio Lula da Silva e, posteriormente, por Fernando Haddad, versus Jair Messias Bolsonaro (PSL), pretende-se analisar como corpus os programas da Propaganda Partidária Gratuita (PPG), que foi extinta em 2018. Nesse caso, a análise foi feita com base nos programas que foram ao ar no período de 2015 a 2017 e, como espaço de comunicação eleitoral, os programas do Horário Gratuito de Propaganda Eleitoral (HGPE) da eleição de 2018. O trabalho parte da hipótese de que o PT utilizou com mais intensidade a PPG para construir a imagem de Lula como candidato. Já Bolsonaro, no período analisado, passou por três partidos (PP, PSC e PSL, tendo chegado a cogitar entrar no PEN) e fez pouco uso da PPG. O foco de Bolsonaro, desde sua atuação como deputado, foi ganhar visibilidade principalmente nas redes sociais e programas televisivos populares. Por isso, foi necessário verificar, no período da PPG dos partidos de Bolsonaro de 2015 a 2017, as postagens em vídeos na página do Facebook do político no momento em que os programas da PPG foram ao ar. Além disso, em função da legislação brasileira que determinou o fim da PPG em 2018, entende-se que os candidatos se deslocaram mais para as redes sociais. Portanto, em 2018, foram trabalhados os vídeos mais visualizados de janeiro a julho, postados por Lula e Bolsonaro em suas páginas do Facebook, tornando-se um objeto híbrido de pesquisa. Parte-se da hipótese principal de que há pontos de confluência midiática nas narrativas produzidas pelos pré-candidatos Luiz Inácio Lula da Silva e por Jair Bolsonaro, ainda que eles tenham produzido representações distintas em diferentes mídias, caracterizando a campanha permanente. Como estratégia metodológica, recorreu-se à Análise de Conteúdo de Bardin (2011) a fim de analisar, separadamente, os objetos de forma quantitativa e qualitativa e, depois, identificar os pontos de confluência e aspectos dissonantes. Verifica-se que os candidatos fizeram uso das mídias de maneira híbrida. Lula e Bolsonaro utilizaram os espaços da mídia massiva e digital para construção da campanha permanente. No entanto, devido à adaptação da gramática da mídia, os discursos nas mídias digitais tenderam a ser mais informais, embora com temáticas semelhantes às mídias massivas. Logo, no contexto da eleição de 2018, as mídias se interconectaram. Quando os políticos perderam espaço na mídia massiva devido à legislação que colocou fim na PPG, eles se deslocaram para as mídias digitais com mais intensidade. Constatou-se que as temáticas utilizadas antes do período oficial de campanha, seja na mídia massiva, seja na digital, foram retomadas no período eleitoral. Conceitua-se esse processo como “campanha permanente integrada” por fazer uso das mídias, de tal forma que uma complementa e reforça o discurso de outros meios de comunicação num processo de circularidade e atravessamentos, conforme pontuado por José Luiz Braga (2012).

Data da defesa: 29/06/2020

Autor: Talita Lucarelli Moreira

Orientador: Profa. Dra. Carla Reis Longhi

Programa: Doutorado em Comunicação

Título:Tchau querida”: as novas direitas brasileiras mobilizadas pelo Movimento Brasil Livre nas ruas e nas redes no período de 2014 a 2019

Resumo: A efervescência proporcionada pelas manifestações de rua que se espraiaram pelo país desde 2013 causou trincas no cenário político brasileiro. Tornou-se evidente o crescimento do conservadorismo na sociedade e o fortalecimento de grupos de direita que surfaram na onda das manifestações, dando a seus discursos a abrangência sugerida pelas redes, contando com o suporte de grupos como o Movimento Brasil Livre (MBL). Por meio de ações on-line, o MBL conseguiu reunir números expressivos de manifestantes em atos off-line, ocupando as ruas do país bradando contra a corrupção, que para eles estaria encarnada na figura do PT e de todos os que estivessem vinculados a esta sigla. As alterações sugeridas pela inserção das redes como arenas de conversação social para os campos da comunicação e da política, as novas direitas e as reconfigurações dos movimentos sociais e das manifestações de rua contemporâneas figuram como os principais eixos teóricos que fundamentam este estudo. Para melhor compreender como as novas direitas brasileiras se articularam e obtiveram a adesão de segmentos significativos da sociedade, propõe-se uma análise das postagens veiculadas à fanpage do Movimento Brasil Livre no Facebook, no período entre 2014 e 2019, utilizando a Análise de Conteúdo sugerida por Bardin (1977) como suporte metodológico. A pesquisa busca verificar de que forma o MBL se posicionou em momentos que compreendem três governos que representam siglas e projetos de país diversos, em especial nos discursos referentes à luta anticorrupção e ao antipetismo, ordenamentos discursivos vastamente utilizados pelo movimento que auxiliaram em grande medida no processo de adesão social às causas defendidas pelo coletivo.

Data da defesa: 30/06/2020

Autor: Sergio Alexandre Frana

Orientador: Profa. Dra. Ivana Barbosa Suffredini

Programa: Mestrado em Patologia Ambiental e Experimental

Título: Seleção de extratos de plantas brasileiras com ação sobre a enzima acetilcolinesterase

Resumo: A doença de Alzheimer é progressiva, multifatorial, neurodegenerativa e incurável, caracterizada por alterações comportamentais e nas funções cognitivas de memória e aprendizado, que afeta, em geral, pessoas a partir de 60 anos. O tratamento dessa patologia envolve o uso de inibidores da enzima acetilcolinesterase (AChE). A investigação de novos compostos ativos de extratos vegetais é uma alternativa para a introdução de novos fármacos. O objetivo do presente trabalho foi selecionar extratos de plantas brasileiras capazes de inibir a AChE. Para tanto, foi realizada uma triagem a partir de 2.302 extratos vegetais, a fim de se identificar aqueles que continham taninos, por meio da reação com gelatina 1% e acetato de chumbo 10%. Os taninos são interferentes negativos em reações enzimáticas. Dessa triagem prévia, 107 extratos vegetais isentos de taninos foram selecionados e submetidos ao ensaio feito a partir do método colorimétrico de Ellman. A partir dessa seleção, apenas sete extratos vegetais apresentaram significativa atividade inibidora da AChE, sendo novamente testados, agora em quatro concentrações diferentes, pelo método quantitativo de Ellman em microplacas e pelo método qualitativo de Rhee, em cromatografia em camada delgada (CCD) cujo revelador é o reagente de Ellman. Os extratos N631, N713, N1046, N1189, N1447, N2155 e N2266 foram selecionados para serem submetidos a futuros ensaios, por meio dos quais os componentes ativos serão identificados.

Data da defesa: 30/06/2020

Autor: Luciane Costa Dalboni

Orientador: Profa. Dra. Maria Anete Lallo

Programa: Doutorado em Patologia Ambiental e Experimental

Título: Encephalitozoon cuniculi utiliza a eferocitose como mecanismo de evasão da imunidade

Resumo: Os microsporídios são reconhecidos como patógenos oportunistas em indivíduos com imunodeficiências, especialmente de células T. Estudos têm demonstrado participação importante de macrófagos no início da infecção, embora a atividade de linfócitos T CD8+ seja primordial para eliminação desses patógenos, macrófagos e outras células da imunidade inata, apresentam um papel crítico na ativação da imunidade adquirida. Após a morte programada, fragmentos celulares ou corpos apoptóticos são depurados por células fagocíticas, fenômeno denominado eferocitose e que tem sido reconhecido como forma de evasão da imunidade por patógenos intracelulares. Diante do exposto, o objetivo do presente estudo foi avaliar o impacto da eferocitose de células apoptóticas infectadas ou não em macrófagos desafiados com o microsporídio Encephalitozoon cuniculi. Para tal, macrófagos obtidos a partir de monócitos de medula óssea de camundongos C57BL foram pré-incubados com células Jurkat apoptótica (ACs) e então desafiados com esporos de E. cuniculi. Os mesmos procedimentos foram realizados para experimentos utilizando células Jurkat previamente infectadas (IACs) com esporos de E. cuniculi antes da pré-incubação de macrófagos. Foram contabilizados os macrófagos em fagocitose e o número médio de esporos internalizados pelos mesmos pela técnica de Calcoflúor. A expressão de CD40, CD206, CD80, CD86 e MHCII foram mensuradas por citometria de fluxo, assim como as citocinas liberadas nos sobrenadantes das culturas. O estudo ultraestrutural foi realizado para análise das formas de multiplicação do patógeno. Macrófagos pré-incubados com ACs desafiados com E. cuniculi apresentaram maior porcentagem de fagocitose e media de esporos internalizados e presença de estágios de multiplicação do patógeno no interior dos macrófagos, particularmente após a eferocitose de corpos apoptóticos infectados. Adicionalmente, a pré-incubação com ACs ou IACs e/ou o desafio com o patógeno diminuiu a viabilidade dos macrófagos, marcada por altas porcentagens de apoptose. Embora com expressão aumentada de CD40 e liberação de citocinas pró-inflamatórias, foi a expressão acentuada de CD206 e a liberação de grandes quantidades de IL-10 e IL-6 que indicou a polarização dos macrófagos para um perfil M2, compatível com eferocitose e a permissividade ao desenvolvimento do patógeno. Concluímos que o patógeno se favoreceu com a eferocitose e polarizou os macrófagos para um perfil M2, o que permitiu a sobrevivência e multiplicação do E. cuniculi no interior de macrófagos, fato que pode explicar a possibilidade de macrófagos atuarem como cavalos de Troia nas microsporidioses.

Data da defesa: 30/06/2020

Autor: Emerson Rodolfo Abraham

Orientador: Prof. Dr. João Gilberto Mendes dos Reis

Programa: Doutorado em Engenharia de Produção

Título: Aplicabilidade da inteligência artificial na cadeia de suprimentos de grãos

Resumo: Uma boa gestão da cadeia de suprimentos é crucial para o Brasil, pois além de reduzir custos, agrega valores intangíveis em função da satisfação de clientes ávidos por consumos de produtos que devem ser entregues de forma rápida e com qualidade. O modal mais utilizado no país é o rodoviário, que conta com 1,7 milhão de quilômetros de estradas, sendo que muitas mercadorias são exportadas via marítima. Os produtos mais movimentados são os do agronegócio, com maior participação do complexo da soja. Entretanto, a deficiência da infraestrutura rodoviária brasileira, aliada às dificuldades naturais em se gerir a cadeia de suprimentos, estimula a criatividade por soluções que não dependem de iniciativas do governo. Desse modo, a validação de sistemas inteligentes que possam auxiliar em tomadas de decisões pode ser uma boa estratégia. Esses sistemas são largamente utilizados na solução e otimização da cadeia de suprimentos em todo o mundo e as técnicas mais usadas são: algoritmos genéticos, lógica fuzzy e redes neurais artificiais. Os sistemas que empregam redes neurais em previsões funcionam bem com um grande volume de dados, contudo, as séries históricas disponíveis envolvendo a cadeia da soja no Brasil acarretam um volume pequeno a ser utilizado. Assim, verificar a possibilidade da utilização de tecnologias com Inteligência Artificial nesse nicho mercadológico é um desafio diante das considerações elencadas. Desse modo, objetiva-se analisar a eficácia das redes neurais em previsões de oferta e demanda, além de verificar parte dos elos da cadeia de suprimentos da soja, por meio de um modelo híbrido NeuroFuzzy. Portanto, foram coletados dados de séries temporais concernentes à oferta e demanda (mercado externo) da soja e realizadas simulações com o software Matlab e seus agregados. Os resultados com as redes neurais demonstraram que, apesar das limitações, foi possível a utilização dessas tecnologias com erros de previsões aceitáveis. O sistema NeuroFuzzy demonstrou haver sinergia entre os dois maiores portos do país, no que tange à exportação.

Data da defesa: 30/06/2020

Autor: Raquel Moreira Nunes

Orientador: Profa. Dra. Carla Reis Longhi

Programa: Mestrado em Comunicação

Título: Reforma Trabalhista: a midiatização e seus aspectos circulantes

Resumo: Este estudo analisa os diferentes veículos de comunicação a fim de verificar, com base nos resultados obtidos, como a notícia circulou dentro do recorte temporal selecionado sobre a reforma trabalhista, por meio de eventos como a tramitação e os processos legislativos no Congresso Nacional, os impactos legais entre o empregado e o empregador, além dos demais eventos que foram desencadeados a partir deste processo de alteração das regras de âmbito trabalhista. O trabalho procura, ainda, demonstrar, com base em análises qualitativas e quantitativas e na teoria do enquadramento, as linhas editoriais de cada veículo de comunicação e como pode ser observada a construção do discurso midiático. Para tanto, foi realizada a categorização das matérias selecionadas e o comparativo entre os veículos de comunicação eleitos para este trabalho, bem como a observação de como as notícias circularam a partir dos sujeitos de fala, dos locais de fala e da natureza de cada mídia, além da comparação com o histórico da legislação para a compreensão aprofundada dos acontecimentos políticos em épocas distintas e como essas alterações legais ocorreram na grande reforma trabalhista do ano de 2017, no contexto de crises políticas e econômicas do país.

Data da defesa: 30/06/2020

Autor: Luís Carlos Pereira Porto

Orientador: Profa. Dra. Simone Luci Pereira

Programa: Mestrado em Comunicação

Título: Cultura musical periférica - A atuação do Coletivo Grupo Poesia Samba Soul na região do Capão Redondo

Resumo: A pesquisa tem como objetivo analisar as ações de um coletivo cultural e juvenil que atua na região do Capão Redondo, na Zona Sul de São Paulo. O Grupo Poesia Samba Soul criou o Instituto Favela da Paz como um centro cultural e de vivências, com um pequeno estúdio para gravar as produções de bandas locais, projetos de sustentabilidade e laboratório de tecnologia. Por meio do trabalho de campo de inspiração etnográfica e derivas urbanas, foram observadas as interações e práticas ali existentes, que servem de mote para as ações culturais-políticas que atuam na construção de identidades sociais e culturais dos jovens na periferia. Também foi objeto de análise a articulação em rede desse coletivo com outros que atuam em áreas diversas na cidade de São Paulo para perceber múltiplas formas de protagonismo juvenil e periférico, de vivência urbana, colaborações e associações culturais. O estudo está baseado em concepções de cultura em seu sentido político e como lócus de articulação de conflitos, disputas e negociações, bem como em uma análise que leva em conta as questões que envolvem o espaço e as territorialidades na cultura desse grupo. Para tanto, utilizamos autores como D. Harvey, M. Santos, L. Kovarik, A. Marino, H. Maia, R. Williams, A.C. Escosteguy, entre outros.

Data da defesa: 30/06/2020

Autor: Leonardo de Souza Aloi Torres

Orientador: Profa. Dra. Malena Segura Contrera

Programa: Doutorado em Comunicação

Título: Contágio Psíquico na mídia eletrônica

Resumo: Esta tese problematiza o fenômeno do Contágio Psíquico a fim de propor uma reflexão sobre surtos psicóticos coletivos com base nos Estudos do Imaginário. A pergunta central é: como certos conteúdos e comportamentos irrompem súbita e coletivamente na mídia e na sociedade, retroativamente, mesmo que por vezes aparentem ser irreais e sobrenaturais? A hipótese central confirmou que, por trás do processo civilizatório e do fenômeno da mídia, existe o epifenômeno do Contágio Psíquico: um processo coletivo que reedita conteúdos do Imaginário, fundamentando concepções, movimentos e comportamentos culturais, sociais e midiáticos. A empatia humana e a cultura são ligadores e ligantes entre indivíduos e outrem (interpessoal e intrapessoal), o que possibilita e potencializa a ocorrência de Contágios Psíquicos. Movimentos sociais avassaladores como possessões coletivas, ou melhor, a dominância de uma imagem arquetípica sobre a sociedade, são possíveis graças ao fenômeno do Contágio Psíquico. A mimese é produto e produtora de Contágios Psíquicos, cuja retroação faz os corpos de um grupo se sintonizarem, gerando ações unificadas. Diferentemente do que os autores dos séculos XIX e XX discorreram, o corpo é um potencializador do contágio e do rebaixamento da consciência, mas não sua causa. Com o advento da mídia eletrônica e das redes sociais digitais, e a partir de uma superpopulação e de um milenar paradigma judaico-cristão que nega o corpo, o indivíduo contemporâneo está cada vez mais em massa e menos em multidão. A massa é o estado apático da mente e do corpo. O Contágio Psíquico não pode ser encontrado somente em surtos considerados anormais e isolados, mas também no cotidiano humano e na atualidade, o que difere um surto de uma tendência são as intenções mercadológicas. Para tanto, o primeiro passo metodológico da pesquisa consistiu na coleta e análise de casos verídicos de surtos coletivos comprovados cientificamente, a partir de uma revisão bibliográfica. Além disso, em casos atuais e provenientes da internet, o trabalho utilizou a ferramenta Google Trends para comprovar a dinâmica de contágio; e, ainda, valeu-se pesquisas documentais (livros, documentários, notícias e relatos) com intenção de aprofundamento dos casos comprovados. Com este material, utilizou-se o Método da Complexidade (MORIN, 2007) para análise dos casos, com o intuito de pontuar as relações, isto é, a trama fenomenológica do tema. Visto que a coleta dos casos de Contágio Psíquico tendeu para toda a história da humanidade, colocou-se como limitante o tempo de pesquisa, isto é, a coleta dos casos durou doze meses, um terço da trajetória de doutoramento, restando outro ano para análise e o ano final para fechamento. Fundamentalmente, o trabalho escolheu suas bases nos conceitos de contágio, contaminação, possessão coletiva e inconsciente coletivo de Carl Gustav Jung. Utiliza-se também o paradigma da complexidade de Morin (2007; 2011; 2012a; 2012b). O termo imaginário é tratado de acordo com Durand (2016). O termo mediosfera será tratado por Contrera (2017), e empatia, emoção e mimese serão vislumbradas segundo Waal (2012), Damásio (2000), Gebauer e Wulf (2004) e Contrera (2014). A relação da mídia, sociedade e do capitalismo são pontuados por Morin (1990), Sodré (2013) e Contrera (2017). A conceituação do termo cultura será tratada por Morin (1990). O termo imagem midiática é discutido por Baitello Junior (2014) e Contrera (2017). Imagem, símbolo, mito, arquétipo e imaginação são trazidos a partir de Jung (2008), Hillman (1993), Chevalier e Gheerbrant (2015), Durand (2016), entre outros. Consciência e consciente são entendidos a partir de Jung (2008) e Damásio (2000).