Universidade Paulista http://www.unip.br Últimas notícias pt-br Copyright Unip. Todos os direitos reservados. UNIP - Universidade Paulista http://www2.unip.br/img/layout/logo_unip_rss.gif http://www.unip.br 154 79 <![CDATA[15/10/2018 - Produção de imagens em 4K é tema de palestra no campus Paulista ]]> Por Fernanda Milani

Sob a coordenação do professor Ney Aluxan, alunos do curso de Produção Audiovisual e Fotografia Digital do campus Paulista vivenciaram uma verdadeira experiência 4K durante palestra com o renomado diretor de fotografia Lúcio Kodato. Abordando o tema Como produzir em 4K: além das câmeras e lentes, do que mais precisamos?, a atividade ocorreu no dia 4 de outubro, no auditório do campus, em parceria com a Canon e a Seegma Vídeo.

Lúcio Kodato é sócio-fundador da Associação Brasileira de Cinematografia (ABC) e atua na área de fotografia desde 1969, tendo vasta experiência em diversos filmes, documentários, videoclipes, séries de TV e filmes publicitários. Com uma carreira de mais de 40 anos, já atuou ao lado do famoso diretor francês de fotografia Philippe Rousselot e recebeu diversos prêmios, como o de Melhor Fotografia no Festival do Rio pelo seu trabalho em “Maré”, dirigido por Lúcia Murat.

A tecnologia 4K – Ultra HD (3.840 x 2.160 pixels) apresenta resolução 4 vezes maior que a Full HD. Na TV 4K, por exemplo, ocorre a redução dos pontos que forma a imagem, gerando efeitos impressionantes com a redução da pixelização. Isso faz com que imagem transmita uma sessação maior de realidade, chegando a ser perfeita mesmo quando vista de perto. No entanto, esse efeito só ocorre quando toda a cadeia de produção, ou seja, da câmera até o sinal que chega ao aparelho, é feita para o padrão 4K.

A Canon, fabricante de câmeras 4K, e a Seegma, representante comercial na área de vídeo, estiveram presentes disponibilizando equipamentos usados em comerciais, novelas e filmes produzidos com a tecnologia 4K. Os alunos puderam, assim, manusear e tirar dúvidas sobre os aparelhos.

Eventos como este, organizados pela coordenação do curso de Comunicação Digital do campus Paulista, colaboram para o desenvolvimento e o aprimoramento na formação dos alunos, visando sobretudo o futuro mercado de trabalho.

]]> DATA15/10/2018 <![CDATA[15/10/2018 - A Vice-Reitoria de Pós-Graduação e Pesquisa comunica as defesas de setembro de 2018 ]]> Por Fernanda Milani

Data da defesa: 13/09/2018

Autor: Andreia Manetta Molez

Orientador: Profa. Dra. Mônica Grazieli Corrêa

Programa: Mestrado em Odontologia

Título: Efeito do tratamento sistêmico com esveratrol na progressão da periodontite experimental em ratas com deficiência de estrogênio: análise morfométrica, imunoenzimática e de expressão gênica

Resumo: Este estudo teve como objetivo determinar o papel do resveratrol (RESV) e do zoledronato (ZDL) na progressão da perda óssea alveolar (POA) na periodontite experimental (PE), em animais ovariectomizados (OVT). Os animais foram distribuídos nos grupos: OVT+RESV (n:10): OVT+ resveratrol; OVT+PLA (n:10): OVT+ placebo; OVT+ZLD+PLA (n:10): OVT+ zoledronato + placebo; OVT+RESV+ZLD (n:10): OVT + RESV e ZLD; SHAM (n:10): animais não-ovariectomizados + placebo. A indução da PE foi realizada pela colocação de fios de algodão, nos segundos molares maxilares. Após a eutanásia, as maxilas foram submetidas à análise de MicroCT e à análise morfométrica para quantificação da POA. O tecido gengival coletado para análise imunoenzimática de marcadores locais pró e anti-inflamatórios (IL-1β, IL-4, IL-6, IL-17, INF-γ, TNF-α) e/ou relacionados ao estresse oxidativo [superóxido dismutase -SOD1; e nicotinamida adenina dinucleotídeo fosfato (NADPH) oxidase] pelos ensaios Luminex/MAGPix e ELISA, respectivamente, e análise da expressão gênica (OPG, RANKL e Runx2). Foi coletado sangue para análise sérica de telopeptídeo carboxiterminal do colágeno tipo I (CTX), por meio de ELISA. Os resultados morfométricos mostraram que o grupo OVT+PLAC apresentou maior perda óssea quando comparado aos demais grupos (p<0.05). Os grupos que receberam ZLD apresentaram menor perda óssea alveolar quando comparados aos grupos OVT+RESV e SHAM+PLAC (p<0.05). Na análise de MicroCT, foi observada menor densidade óssea no grupo OVT+PLAC em comparação aos demais grupos (p<0.05) e menor porcentagem de volume ósseo no grupo OVT+PLAC em comparação a OVT+ZLD+PLAC, OVT+ZLD+RESV e SHAM+PLAC (p<0.05). O tratamento com ZLD promoveu maior densidade e porcentagem de volume ósseo quando comparado com OVT+RESV e SHAM+PLAC (p<0.05). Em relação à análise imunoenzimática, os níveis de IL-4 foram significativamente menores no grupo OVT+PLAC versus OVT+ZLD+RESV e SHAM+PLAC (p<0.05). Observaram-se maiores níveis de IL-1β e IL-17 no grupo OVT+PLAC em comparação a SHAM+PLAC (p<0.05). A concentração de IL-6, IFN-γ e TNF-α foi menor no OVT+ZLD+PLAC, quando comparado ao grupo OVT+PLAC (p<0.05). Quanto aos níveis dos marcadores relacionados ao estresse oxidativo, observou-se que NADPH oxidase apresentou níveis significativamente menores no grupo OVT+RESV quando comparado a OVT+PLAC (p<0.05). Já os níveis de SOD1 foram menores no grupo OVT+PLAC versus OVT+ZLD+PLAC e SHAM+PLAC (p<0.05). A análise da expressão gênica revelou diferenças significativas apenas nos níveis de mRNA de OPG, com menor concentração em OVT+PLAC comparado ao grupo SHAM+PLAC (p<0.05). Em relação aos níveis séricos de CTX, o grupo OVT+PLAC apresentou maiores níveis de CTX comparando-se a OVT+ZLD+PLAC, OVT+ZLD+RESV e SHAM+PLAC (p<0.05). Foi observado maior nível de CTX no grupo OVT+RESV versus SHAM+PLAC (p<0.05). Pode-se concluir que o ZDL reduziu a POA por meio da modulação dos níveis de IL-6, IFN-γ, TNF-α e SOD1, na presença da osteoporose. Na condição de deficiência de estrogênio, o RESV não modulou a POA e não trouxe benefícios adicionais quando associado ao ZDL.

Data da defesa: 13/09/2018

Autor: Rodrigo Soler Zamai

Orientador: Profa. Dra. Fernanda Vieira Ribeiro

Programa: Mestrado em Odontologia

Título: Avaliação da influência do uso sistêmico do resveratrol na reparação óssea ao redor de implantes de titânio em ratas ovariectomizadas

Resumo: O objetivo deste estudo foi avaliar a influência do uso sistêmico do resveratrol (RESV) no reparo do tecido ósseo ao redor de implantes de titânio colocados em tíbias de ratas ovariectomizadas por meio de (a) microtomografia digital computadorizada (MicroCT), (b) análise de torque reverso para a remoção dos implantes (TR), (c) avaliação do reparo ósseo pela expressão gênica, determinada por meio de PCR quantitativo, (d) análise histomorfométrica dos implantes, (e) análise histoquímica dos implantes. As ratas foram distribuídas nos grupos: (1) OVT+RESV (n:10): animais ovariectomizados (OVT) receberam tratamento com solução de resveratrol, (2) OVT+PLA (n:10): controle negativo – animais ovariectomizados receberam tratamento com solução placebo (PLAC), (3) OVT+ZLD+PLA (n:10): controle positivo – animais ovariectomizados receberam tratamento com zoledronato (ZLD), (4) OVT+RESV+ZLD (n:10): animais ovariectomizados receberam tratamento com solução de resveratrol e zoledronato, (5) SHAM (n:10): animais não ovariectomizados receberam tratamento com solução placebo. A ovariectomia/sham foi realizada no dia -112. No dia -111, iniciou-se administração de RESV e PLAC por gavagem diária. No dia -70, iniciou-se a administração do ZLD. No dia 0, foram instalados os implantes nas tíbias direita e esquerda e no dia 28 foi feita a eutanásia. As análises de MicroCT mostraram que a indução da OVT promoveu impacto negativo ao redor dos implantes, reduzindo os valores da área de contato osso-implante (BIC) e volume de osso mineralizado (BV) e aumentando a porosidade óssea (PO) nos animais do grupo OVT+PLAC, quando comparado ao grupo SHAM (p<0.05). Ainda de acordo com as análises de MicroCT, o RESV não foi capaz de otimizar o reparo ósseo peri-implantar em animais ovariectomizados, sendo que o grupo OVT+RESV apresentou menores valores de BIC, BV e de número de trabéculas ósseas  (Tb.N), enquanto foram observados maiores valores de PO e separação entre as trabéculas ósseas (Tb.Sp), em comparação com o grupo SHAM+PLAC (p<0,05). Maiores valores de Tb.N e densidade de conectividade (Conn.Dn) e menores valores de Tb.Sp foram observados nos animais que receberam ZLD, independentemente da presença de RESV, quando comparados ao grupos OVT+PLAC e OVT+RESV (p<0,05), enquanto o uso combinado de ZLD e RESV reduziu percentual de PO em comparação com animais OVT+PLAC e OVT+RESV (p<0.05). Na análise de torque reverso não houve diferenças estatísticas entre os grupos (p>0,05). Na análise histoquímica, a quantidade de osteoclastos presentes na região adjacente ao implante foi menor no grupo OVT+ZLD+RESV quando comparado ao grupo OVT+PLAC (p<0.05). Em relação à expressão gênica, observou-se maiores níveis de mRNA de RANKL no grupo OVT+PLAC quando comparado do grupo SHAM+PLAC (p<0,05). Dessa maneira, concluímos que o resveratrol não influenciou na cicatrização óssea dos implantes de titânio que foram instalados nas tíbias das ratas ovariectomizadas.

Data da defesa: 20/09/2018

Autor: Marcelo Vitale

Orientador: Profa. Dra. Suzana Peres Pimentel

Programa: Doutorado em Odontologia

Título: Efeito do resveratrol no controle da progressão da osteonecrose associada ao uso de zoledronato: estudo em ratas ovariectomizadas

Resumo: Este estudo teve como objetivo verificar o efeito do resveratrol (RESV) na ocorrência e severidade da osteonecrose dos maxilares (ONM) em ratas com deficiência de estrogênio tratadas com zoledronato (ZLD). Para tanto, foram utilizadas 50 ratas Wistar adultas, distribuídas nos seguintes grupos: (1) OVT+RESV (n:10): ovariectomia + resveratrol; (2) OVT+PLA (n:10): ovariectomia + placebo; (3) OVT+ZLD (n:10): ovariectomia + zoledronato, (4) OVT+RESV+ZLD (n:10): ovariectomia + resveratrol + zoledronato, (5) SHAM+PLAC (n:10): animais não ovariectomizados + placebo. A ONM foi induzida bilateralmente por meio da exodontia dos primeiros e segundos molares inferiores. Após a eutanásia, as mandíbulas foram fotografadas para análise clínico-macroscópica da ONM. Adicionalmente, as hemimandíbulas direitas foram inicialmente submetidas à microtomografia computadorizada [volume ósseo (BV/TV - %), espessura de trabéculas (Tb.Th - mm²), número de trabéculas (Tb.N - mm²) e separação entre as trabéculas (Tb.Sp - mm)]; e, posteriormente, à análise histomorfométrica quanto à porcentagem de osso neoformado (TONF), não vital (TONV) e imuno-histoquímica (TRAP, RANKL e OPG). As hemimandíbulas direitas foram coletadas para análise da expressão gênica [DEAD-box helicase 5 (Ddx5), tartrate-resistant acid phosphatase 5b (TRACP 5b), osteprotegerin (OPG), receptor activator of nuclear factor kappa-Β ligand (RANKL), β-catenina, superoxide dismutase 1 (SOD1) e glutathione-disulfide reductase (GSH)]. O sangue dos animais também foi coletado para análise sérica de telopeptídeo carboxiterminal do colágeno tipo I (CTX), por meio de ELISA. Os dados foram submetidos à análise estatística por meio dos testes ANOVA/Tukey ou Kruskal Wallis/Dunn, com nível de significância de 5%. A análise de MicroCT revelou menor BV/TV e menor Tb.Th no grupo OVT+PLAC, em relação aos demais grupos (p<0.05). Além disso, esse grupo apresentou maior Tb.Sp ao ser comparado com os grupos tratados com zoledronato e ao grupo não ovariectomizado (p<0.05). O grupo OVT+RESV também teve menor BV/TV e menor Tb.Th quando comparado aos grupos que receberam zoledronato e ao grupo SHAM+PLAC (p<0.05). O zoledronato aumentou o Tb.N, comparando-se com os grupos que não receberam o zoledronato (p<0.05). Considerando-se a análise histomorfométrica, o zoledronato aumentou a porcentagem de TONV e reduziu a porcentagem de TONF em relação aos grupos que não receberam zoledronato (p<0.05). Adicionalmente, o grupo que recebeu resveratrol isoladamente teve maiores valores de TONF quando comparados ao grupo OVT+ZLD+PLAC (p<0.05). Na análise imuno-histoquímica, observou-se aumento na quantidade de células TRAP-positivas na presença do zoledronato (p<0.05). Já a análise da expressão gênica mostrou que o zoledronato aumentou os níveis de mRNA de TRAP em relação aos demais grupos (p<0.05). O tratamento com resveratrol elevou os níveis de SOD quando comparados a OVT+ZLD+PLAC e OVT+ZLD+RESV (p<0.05). Em relação aos níveis séricos de CTX, o grupo OVT+PLAC apresentou maiores níveis de CTX comparando-se a OVT+ZLD+PLAC, OVT+ZLD+RESV e SHAM+PLAC (p<0.05). Pode-se concluir que o resveratrol é capaz de reduzir a osteonecrose induzida por medicação.

Data da defesa: 26/09/2018

Autora: Tatiana da Silva Penna

Orientador: Prof. Dr. Jorge Miklos

Programa: Mestrado em Comunicação

Título: Ecologia da comunicação na religiosidade: um estudo sobre os processos comunicacionais na Tenda Espírita Nossa Senhora da Piedade

Resumo: Este estudo tem como proposta a compreensão da experiência religiosa na perspectiva da ecologia da comunicação. A investigação toma como corpus os aspectos comunicacionais presentes nas experiências religiosas da Tenda Espírita Nossa Senhora da Piedade, considerada a primeira tenda de Umbanda no Brasil. O objetivo central da investigação se apoia na pergunta: quais processos comunicacionais as práticas religiosas da Tenda Espírita Nossa Senhora da Piedade demonstram? A investigação percorreu dois caminhos metodológicos. O primeiro percurso é bibliográfico e se amparou nas reflexões de Rudolf Otto (2007), Mircea Eliade (1992), Carl Gustav Jung (1985; 2013), Joseph Campbell (1990; 1994), Aldo Natele Terrin (2004), Max Weber (2004; 1970), Muniz Sodré (2013), Luís Mauro Martino (2016), Alberto Klein (2006), Jorge Miklos (2012), Norval Baitello Jr. (2005; 1998), Harry Pross (1972), Vicente Romano (2004), entre outros. O segundo consistiu na observação não participativa, que considerou os ritos religiosos sem nenhuma interferência nas situações. Os resultados demonstram que na Tenda Espírita Nossa Senhora da Piedade as práticas religiosas dos fiéis são marcadas pelos ritos presenciais que compartilham o tempo presente e o espaço físico, ou seja, se aproximam da sugestão de Vicente Romano na obra Ecología de la Comunicación (2004), para o qual o processo comunicacional primário presencial é fecundo para promover os vínculos comunicativos e religiosos.

Data da defesa: 26/09/2018

Autor: Patricia de Souza Viola Costa

Orientador: Profa. Dra. Ivana Barbosa Suffredini

Programa: Mestrado em Patologia Ambiental e Experimental

Título: Triagem de extratos vegetais de plantas Brasileiras inibidores da tirosinase

Resumo: As desordens pigmentares são manifestações cutâneas que alteram a tonalidade da pele e resulta em desconforto estético. Substâncias com atividade inibitória no processo da melanogênese são utilizadas no tratamento das hipercromias, especialmente inibidores da enzima tirosinase. Os despigmentantes utilizados atualmente não são suficientemente eficazes e novas pesquisas em busca de princípios ativos inibidores da melanogênese mais potentes e seguros são necessárias. O presente trabalho teve como objetivo a identificação de extratos vegetais obtidos de plantas brasileiras inibidoras da enzima tirosinase, responsável pela biossíntese de melanina. Foi utilizada uma análise in vitro desenvolvida para se reproduzir a catalisação da L-tirosina a L-dopaquinona, um composto que apresenta coloração, detectável em espectrofotômetro em comprimento de onda de 490 nm. Foram testados 2.240 extratos vegetais orgânicos e aquosos, oriundos de plantas das florestas brasileiras. Os extratos foram testados em três concentrações diferentes, de 400, 200 e 100 ug/mL, e avaliados em quatro tempos, de 1h, 2h, 3h e 18h. Os extratos selecionados foram os que apresentaram atividade inibitória da tirosinase nas três concentrações e nos quatro tempos avaliados, o que resultou em 39 extratos ativos, correspondentes a 1,74% da quantidade total de extratos. Foram obtidos os valores referentes à concentração porcentagem de inibição enzimática e as curvas concentração x tempo. Os 39 extratos, relacionados segundo a eficácia em inibir a tirosinase, são os seguintes: N1229, N129, N2145, N471, N1809, N1497, N1415, N2014, N1959, N1879, N399, N1017, N135, N825, N257, N2247, N841, N1751, N861, N117, N1893, N59, N1873, N1323, N1224, N400, N137, N1365, N83, N503, N349, N1677, N1697, N1961, N215, N1414, N68, N1477, N1643. Diante do potencial terapêutico identificado nesses extratos, futuros estudos deverão ser feitos para se identificar os componentes ativos, verificar sua atividade quando incorporados em formulações dermocosméticas e verificar, por meio de testes in vitro, o grau de toxicidade que estes podem apresentar.

]]> DATA15/10/2018 <![CDATA[11/10/2018 - UNIP é vice-campeã do Décimo Sexto Júri Simulado do Ministério Público do Amazonas ]]> Por Fernanda

Os alunos do curso de Direito do campus Manaus, Jefferson Bezerra, Júlio Bernardino e Alessandrine Silva, orientados pelo professor Paulo Trindade, consagraram-se vice-campeões no Décimo Sexto Júri Simulado do Ministério Público do Estado do Amazonas. Os debates ocorreram entre os dias 24 e 28 de setembro, com a participação de sete faculdades de Direito do Amazonas.

O concurso jurídico, que neste ano prestou homenagem ao procurador de justiça Francisco das Chagas Santiago da Cruz, visa desenvolver o espírito de debate e contestação, fundamental ao futuro profissional da área jurídica. Durante o evento, são debatidos processos penais de crimes dolosos contra a vida, com sentença transitada em julgado. Os júris são presididos por juízes indicados pelo Tribunal da Justiça do Estado do Amazonas.

Além do vice-campeonato por equipe, o campus Manaus alcançou o segundo lugar na categoria individual com o estudante Júlio Bernardino. Conforme regulamento do concurso, na avaliação individual a comissão julgadora analisa aspectos gramaticais e de raciocínio, fundamentos e consistências da argumentação, além da capacidade de interpretação, exposição, desenvoltura e ética na regência da acusação e defesa.

]]> DATA11/10/2018 <![CDATA[10/10/2018 - Curso de Letras participa do Vigésimo Quarto Congresso Internacional de Educação a Distância ]]> Por Roseli Gimenes

Entre os dias 3 e 7 de outubro, a coordenadora geral do curso de Letras, Roseli Gimenes, participou do Vigésimo Quarto Congresso Internacional de Educação a Distância (CIAED), promovido pela Associação Brasileira de Educação a Distância (ABED), em Florianópolis, SC. Na sessão pôster, a coordenadora apresentou o trabalho científico intitulado A sala de aula invertida na disciplina Literatura no Ensino a Distância.

Na oportunidade ainda, a professora Mônica dos Santos Mandaji realizou apresentação oral de seu trabalho O pensamento computacional na escola: princípios norteadores e ações em rede; e a professora Cláudia Meucci Andreatini fez a apresentação institucional Questionamento do ensino a distância: os estágios, com apontamentos importantes para as licenciaturas.

]]>
DATA10/10/2018
<![CDATA[09/10/2018 - Décima Terceira Jornada de Educação Física do campus São José do Rio Preto ]]> Por Cristiane e Caroline

De 3 a 6 de setembro, no campus São José do Rio Preto, foi realizada a Décima Terceira Jornada de Educação Física, nos períodos diurno e noturno. A professora Gabriela Blasquez Shigaki fez a abertura do evento convidando a diretora do campus, Simone Azevedo Buchala, o coordenador auxiliar do curso, Hugo Forti, e o professor Rafael Gavassi para comporem a mesa de honra.

A programação da Jornada ofereceu palestras e minicursos com os seguintes temas:

- Métodos de treinamento de força e hipertrofia muscular: da prática à teoria, com o campeão brasileiro e bicampeão sul-americano de Bodybuilding Classic, Wellington Miyamoto Iceri.

- Quebrando mitos, com o professor especialista em mobilidade acadêmica em ciência do desporto pela Universidade de Lisboa, treinador pessoal e analista de desempenho, Vitor Figueiredo Martins.

- A intervenção do profissional de Educação Física nas doenças cardiovasculares, com o educador físico especialista em fisiologia e biomecânica do exercício físico, atuante no Instituto de Reabilitação Lucy Montoro, professor Marcelo Jamil Humsi.

- Minicurso: O trabalho de Educação Física para crianças com transtorno de aprendizagem, com o educador físico e docente do Centro de Capacitação de Neuroeducação (CCNE), Rafael Magro.

Ao final de cada palestra foi oferecido um coffee break para os participantes.

 

]]>
DATA09/10/2018
<![CDATA[05/10/2018 - Campus Assis realiza Jornada Farmacêutica ]]> Por Divulgação

Nos dias 4 e 5 de outubro, o curso de Farmácia do campus Assis promoveu a Jornada Farmacêutica 2018. O evento teve como principal objetivo a capacitação e a preparação dos alunos para o mercado de trabalho.

A coordenadora do curso, Luciane Flávia Rodrigues Cera, realizou a abertura da Jornada. Na sequência, o farmacêutico da Prefeitura Municipal de Presidente Prudente, João Alfredo Amaral Gurgel, ministrou a palestra Atuação do farmacêutico em Farmácia Hospitalar. No mesmo dia, o enfermeiro especialista em administração hospitalar, José Aparecido de Oliveira, ofereceu o curso Técnicas de aplicações de injetáveis – teoria e prática. Para encerrar a noite, os alunos do curso realizaram uma apresentação de painéis e pesquisas.

No segundo dia, os estudantes participaram de um curso sobre A importância da fase pré-analítica na coleta sanguínea, ministrado pelo professor Luiz Henrique Moura. Em seguida, foi a vez da enfermeira do Departamento Regional de Saúde de Marília, Nayara de Fátima Manzini Ferrari, proferir a palestra Medicalização em saúde mental. Encerrando o evento, o professor Luis Carlos Marques palestrou sobre O profissional farmacêutico na Fisioterapia.

Além dos objetivos acadêmicos, o evento teve também um caráter social. Para participar da Jornada, os alunos contribuíram com uma campanha solidária que arrecadou produtos de higiene pessoal. Os materiais foram doados para uma entidade carente do município de Assis.

]]>
DATA05/10/2018
<![CDATA[04/10/2018 - UNIP recebe representantes da Università degli Studi di Torino ]]> Por relações internacionais

A UNIP recebeu, no campus Indianópolis, a delegação da Università degli Studi di Torino (Itália) composta pela professora Lorenza Operti, vice-reitora para Educação e Relações Internacionais, e por Elizabeth Armstrong e Valeria Sanchini, ambas do Departamento de Relações Internacionais.

A UNIP foi representada pela professora Marina Soligo, coordenadora dos Programas de Pós-Graduação Stricto Sensu, pelos professores Anete Lalo, Paulo Ricardo Dell’Armelina Rocha e Selene Dall’Acqua Coutinho, pesquisadores do Programa de Pós-Graduação em Patologia Ambiental e Experimental, e pela professora Vanessa Louise, coordenadora do Setor de Internacionalização Acadêmica.

A expansão da parceria, firmada em 2016, para pesquisa e mobilidade internacional em outros programas de mestrado e doutorado foi uma das pautas tratadas na reunião. A delegação visitou as instalações do campus Indianópolis, a Clínica de Odontologia e os laboratórios do Centro de Pesquisas da UNIP.

]]>
DATA04/10/2018
<![CDATA[02/10/2018 - Campus Paraíso recebe o Seminários Folha – Desafios do Ensino Superior ]]> Por Silene

A Folha de S.Paulo, em parceria com a UNIP, promoveu, no dia 26 de setembro, o Seminários Folha – Desafios do Ensino Superior. O evento, realizado no teatro do campus Paraíso, discutiu importantes questões como financiamento estudantil, mecanismos de inclusão e tendência de ensino no exterior. Toda a programação contou com cobertura ao vivo pelo site da Folha de S.Paulo e também pela TV Web da UNIP.

A vice-reitora de graduação da UNIP e reitora do Uniesi, professora Marília Ancona-Lopez, esteve presente na mesa que abordou o tema Avaliação e excelência acadêmica: os ensinamentos do Ranking Universitário Folha. A mesa foi compartilhada com o presidente do IREG - Observatório de Rankings Acadêmicos e de Excelência, Luiz Cláudio Costa, com o coordenador da Rede Brasileira de Pesquisadores sobre Rankings, Índices e Tabelas Classificatórias na Educação Superior, Adolfo Ignacio Calderón, e com a jornalista e organizadora do Ranking Universitário Folha (RUF), Sabine Righetti.

Marília Ancona-Lopez ressaltou a importância dos rankings como forma de autoavaliação e comparativo de parâmetro de crescimento. “A Folha prestou um grande serviço para a educação brasileira criando esse ranking, que tanto possibilita analisarmos nossas instituições em termos do que melhorar e como caminhar para a frente, quanto permite que as comparemos com outras instituições brasileiras e mesmo com as de outros países. Isso porque o RUF, de alguma maneira, se aproxima bastante de rankings internacionais”, afirmou.

Tendo em vista que cada universidade possui suas particularidades em diferentes áreas do ensino, como pesquisa e formação profissional, os rankings podem assim auxiliar os indivíduos que pretendem ingressar no mundo universitário de acordo com sua expectativa para a sua futura experiência acadêmica. “Cada ranking traz em si uma concepção do que é uma universidade”, acrescentou a vice-reitora de graduação da UNIP.

O evento contou ainda com a presença da editora do The Chronicle of Higher Education, Liz McMillen, que apresentou, em palestra com tradução simultânea, as principais tendências do Ensino Superior nos Estados Unidos. Em sua explanação, McMillen afirmou que esse é o momento de transformação e debate sobre o Ensino Superior americano, em que cada vez mais cresce a dúvida sobre investir ou não em um diploma universitário.

]]>
DATA02/10/2018
<![CDATA[01/10/2018 - Décimo Oitavo Encontro Científico nos campi da UNIP ]]> Por Pós

No dia 18 de setembro, nos campi Indianópolis, Alphaville, Vergueiro, Jundiaí, Brasília, Goiânia e Manaus, ocorreu a abertura do Décimo Oitavo Encontro Científico, promovido pela Vice-Reitoria de Pós-Graduação e Pesquisa da UNIP.

O Encontro Científico tem como objetivo estimular a participação da comunidade acadêmica, divulgar a produção científica da Universidade e promover o aperfeiçoamento profissional. Além disso, incentiva o desenvolvimento teórico, cultural, científico e tecnológico dos professores e possibilita aos discentes a compreensão da amplitude e relevância da pesquisa para o desenvolvimento da sociedade.

A mesa de abertura oficial do evento contou com a presença dos professores doutores Oduvaldo Vendrametto, coordenador do Programa de Doutorado em Engenharia de Produção; José Benedito Sacomano, professor e pesquisador; Sonia Ribeiro, coordenadora de Pesquisa e Produção Intelectual; e Marina Soligo, coordenadora geral de Pós-Graduação e Pesquisa.A conferência de abertura,  Desafios e oportunidades ante a Indústria 4.0, foi proferida no campus Indianópolis pela professora doutora Irenilza de Alencar Nääs, coordenadora do Programa de Mestrado em Engenharia de Produção e Pesquisadora do CNPq.

No campus Alphaville, o professor doutor Marcio Cardoso Machado, coordenador do Programa de Mestrado em Administração, por sua vez, discursou sobre o tema O aluno de graduação e a pesquisa científica.

Já no campus Vergueiro, os professores doutores Malena Segura Contrera e Jorge Miklos, docentes e pesquisadores do Programa de Mestrado e Doutorado em Comunicação, apresentaram a palestra Intolerância, mídia e sociedade contemporânea. No campus Jundiaí, o professor doutor Maurício Ribeiro da Silva, coordenador do Programa de Mestrado e Doutorado em Comunicação, discorreu sobre o tema Intolerância na contemporaneidade: relações entre imaginário, espaço e mídia.

O professor doutor Biagio Fernando Giannetti, docente do Programa de Pós-Graduação em Engenharia de Produção e líder da linha de pesquisa Sustentabilidade em Sistemas de Produção, abordou o tema Afinal, o que é a sustentabilidade?, no campus Brasília. E o tema Objetivos e vocação da Vice-Reitoria de Pós-Graduação e Pesquisa foi o mote da explanação feita no campus Goiânia pelo docente doutor Élcio Magdalena Giovani, do Programa de Pós-Graduação em Odontologia. Por fim, no campus Manaus, os professores doutores Ernesto Michelangelo Giglio e Victor Silva Corrêa, ambos do Programa de Mestrado em Administração, palestraram sobre O que se pesquisa no campo de Redes e como os alunos podem participar.

O Encontro promoveu conferências, palestras, mesas-redondas, minicursos, workshops, comunicações coordenadas e exposição de banners dos Grupos de Pesquisa, atividades que atestam o sucesso dos Programas de Mestrado e Doutorado e dos Programas de Apoio à Pesquisa da UNIP.

]]> DATA01/10/2018 <![CDATA[30/09/2018 - Curso de Fisioterapia participa de campanha do bem-estar físico ]]> Por Profa.Lilian Marques Silva

No dia 18 de agosto, os alunos do curso de Fisioterapia do campus Araraquara participaram do evento Manhã de Saúde e Bem-Estar no Parque, promovido pelo Fundo Social de Solidariedade do município. Na ação, que contou com o apoio da Prefeitura de Araraquara, foram desenvolvidas práticas de prevenção por meio do levantamento das principais queixas da população relacionadas à dor e má postura. Utilizando-se fichas padronizadas de avaliação e testes de flexibilidade articular e muscular, o objetivo principal foi promover orientação e educação em saúde.

Foram realizadas aproximadamente 50 avaliações e os participantes também receberam panfletos e folders educativos com informações sobre a importância da boa postura e da Fisioterapia como meio ideal de tratamento e prevenção de dores físicas.

Participaram da atividade alunos de todos os períodos do curso, sob orientação da coordenadora do curso, Lilian Marques.

]]>
DATA30/09/2018
<![CDATA[28/09/2018 - Alunas do curso de Enfermagem são premiadas em Simpósio Internacional ]]> Por Profa. Dra. Raquel Machado Cavalca Coutinho

As alunas do oitavo semestre do curso de Enfermagem, campus Campinas, Tayná Magalhães da Silva e Isabela Camargo Potye Gomes, ganharam primeiro lugar no Décimo Primeiro Simpósio Internacional de Esterilização e Controle de Infecção Relacionada à Saúde, realizado de 29 a 31 de agosto, no Palácio das Convenções do Anhembi, em São Paulo. Ligadas ao Programa de Iniciação Científica (IC) e membros do Grupo de Pesquisa Saúde Pública (CNPq), as alunas são orientadas pelas coordenadoras de Enfermagem, Raquel Machado Cavalca Coutinho e Lidiana Flora Vidoto Costa.

Intitulada Segurança do paciente e reprocessamento de artigos na atenção primária, trata-se de uma pesquisa quantitativa, descritiva e retrospectiva realizada nas 13 Unidades Básicas de Saúde (UBS), do Distrito Sul da Secretaria de Saúde de Campinas. As estudantes desenvolveram o estudo no período de agosto de 2016 a agosto de 2017, durante o qual avaliaram o método empregado no reprocessamento de artigos nas UBS, a fim de verificar a adequação da sua prática, segundo as recomendações e na prevenção de possíveis iatrogenias.

O tema gerou grande interesse por parte dos avaliadores e dos organizadores do evento, por se tratar de uma pesquisa relacionada à atenção primária à saúde, visto que a maioria se concentra amplamente no âmbito hospitalar. Os resultados demonstraram que as recomendações não são atendidas em toda sua magnitude. Portanto, há possibilidades de os pacientes serem submetidos a certos procedimentos cujos recursos podem ter sido reprocessados com baixa qualidade, podendo ocasionar um evento adverso, o que comprometeria a integridade física do usuário do serviço em questão, ainda que as falhas sejam “insignificantes”.

Diante desses fatos, gerou-se um novo foco de atenção para as próximas pesquisas que serão desenvolvidas pelo próprio curso de Enfermagem, na disciplina Estágio Curricular. As alunas reiteram, assim, a importância da IC durante a graduação e incentivam os estudantes a começarem a desenvolver pesquisas, pois com elas promove-se um grande impacto de cunho científico, social e, principalmente, na futura vida profissional.

]]>
DATA28/09/2018
<![CDATA[28/09/2018 - Jornada de Administração no campus São José do Rio Preto ]]> Por Caroline Beatriz

De 10 a 14 de setembro, o campus São José do Rio Preto promoveu a Jornada de Administração. O evento contou com a participação da coordenação, alunos e professores do curso, além de palestrantes renomados do mercado de trabalho.

No primeiro dia, os estudantes do sexto semestre realizaram a abertura do evento e convidaram para a mesa diretiva a coordenadora do curso, Luciana Nogueira, a diretora do campus, Simone Azevedo Buchala, e os professores Alexandre Teso e Ever Santoro.

Durante os quatro dias da Jornada, foram realizadas as seguintes palestras:

 

- É possível transformar sonho em realidade, com o sócio proprietário do grupo SZR Empresarial Industrial e Exportadora de Sub Produtos Bovinos, Sebastião Donizete Pereira;

- Os desafios da sucessão em empresas familiares, com a especialista em gestão estratégica, sócia proprietária das empresas Come Food Representação comercial e Ebenezer Negócios e Participações Imobiliárias, Rayane Pereira Possari;

- Finança pessoal: comece administrando suas contas, com o especialista em administração financeira, consultor financeiro há mais de 20 anos e professor na UNIP, Luiz Carlos Terencio;

- Mais uma vez..., com o diretor administrativo/financeiro na HL Brasil Ind. Com. de Produtos Alimentícios Kinino, Reginaldo José Batista.

 

Durante os dias da Jornada foram oferecidos coffee break e sorteio de diversos brindes aos participantes. Com o ingresso solidário, os alunos arrecadaram mais de 250 litros de leite, que foram doados para duas instituições: Hospital Lar Nossa Senhora das Graças na Providência de Deus e Associação dos Amigos da Criança com Câncer (Amic).

]]>
DATA28/09/2018
<![CDATA[28/09/2018 - Professor visitante ministra workshop sobre Economia Circular ]]> Por Pós

No dia 11 de setembro, no campus Indianópolis, o Programa de Pós-Graduação em Engenharia de Produção (PPGEP) da UNIP recebeu o professor visitante Charbel José Chiappetta Jabbour, da Montepellier Business School (França), no Workshop Circular Economy: Challenges and Opportunities. A Economia Circular trata-se de um conceito econômico que consiste em manter os recursos em uso o maior tempo possível, visando minimizar a disposição, utilizar da maneira mais eficiente possível, recuperar e regenerar produtos e materiais em todo o seu ciclo de vida.

Com trabalhos realizados pela Unesp e pela USP, Charbel é editor associado do Journal of Cleaner Production (Elsevier) e editor-chefe da Revista Latino-Americana de Gestão para o Desenvolvimento Sustentável. Organizou ainda uma série de edições especiais em periódicos de prestígio, como o European Journal of Operational Research, entre outros. Sua pesquisa tem como foco o gerenciamento sustentável.

O Workshop reuniu cinquenta profissionais de nove instituições de ensino, brasileiras e estrangeiras: Colégio Brasília (São Paulo, SP), FEI (São Bernardo do Campo, SP), FGV (São Paulo, SP), Montepellier Business School (França), Senac (São Paulo, SP), Unicamp (Campinas, SP), Unimep (Piracicaba, SP), UNIP e USP (São Paulo, SP).

O evento teve como objetivo explorar os principais conceitos e estruturas da Economia Circular, um trending topic que tem impactado ampla gama de disciplinas acadêmicas e empresas. Depois da apresentação do conceito, foram debatidas suas oportunidades e uma agenda de pesquisa para o desenvolvimento do tema.

Em um segundo momento do workshop, os alunos do PPGEP da UNIP apresentaram seus projetos de pesquisa, a fim de promover um debate entre os participantes e o professor visitante Charbel Jabbour.

]]>
DATA28/09/2018
<![CDATA[28/09/2018 - Vigésimo Encontro de Iniciação Científica e Quinto Encontro de Iniciação Tecnológica da UNIP ]]> Por pos

No dia 19 de setembro, no campus Indianópolis, a Vice-Reitoria de Pós-Graduação e Pesquisa da UNIP realizou o Vigésimo Encontro de Iniciação Científica e o Quinto Encontro de Iniciação Tecnológica. Os eventos contaram com a presença de alunos e professores e foi uma oportunidade de confraternização e divulgação das pesquisas concluídas pelos discentes.

Os alunos dos campi Brasília, Goiânia, Manaus, bem como os de EaD, apresentaram suas pesquisas via Skype. Os demais expuseram seus trabalhos por meio de pôsteres para o comitê avaliador, composto por docentes pesquisadores da Instituição, enquanto os bolsistas PIBIC–PIBITI/CNPq realizaram exposições orais e foram avaliados pelo Comitê Externo do CNPq.

Na ocasião, os graduandos concorreram ao Sétimo Prêmio de Iniciação Científica e Tecnológica da UNIP, no qual foram laureados os cinco melhores em cada uma das grandes áreas do conhecimento (Ciências da Saúde, Exatas e Humanas) com uma placa de menção honrosa. Ao primeiro colocado de cada área foi concedida passagem, estadia e inscrição para a Septuagésima Primeira Reunião Anual da Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência – SBPC, importante evento científico de projeção nacional, além de um curso de pós-graduação lato sensu oferecido pela UNIP. Os dois melhores de cada curso também foram agraciados com certificado de menção honrosa.

A cerimônia de premiação foi conduzida pela professora e coordenadora do Programa de Iniciação Científica e Tecnológica da UNIP, Marília Millan, que exaltou a importância da pesquisa discente na Universidade e o mérito dos trabalhos escolhidos. “O prêmio de Iniciação Científica e Tecnológica é reconhecimento da qualidade das pesquisas realizadas e do compromisso da comunidade acadêmica com o trabalho científico”, declarou.

A seguir, a relação nominal dos quinze premiados de cada grande área do conhecimento e dos dois primeiros colocados de cada curso, com seus respectivos(as) orientadores(as) e campus.

MELHORES TRABALHOS DE CADA GRANDE ÁREA DO CONHECIMENTO

Ciências da Saúde

1º lugar

Aluno: Renata Leone Liguori

Curso: Odontologia

Campus: Indianópolis

Orientador: Profa. Dra. Cintia Helena Coury Saraceni

2º lugar

Aluno: Giovanna Danielle Ribeiro Taccani

Curso: Medicina Veterinária

Campus: Indianópolis

Orientador: Profa. Dra. Elizabeth Cristina Pérez Hurtado

 

3º lugar

Aluno: Leticia Suigh Carlos Duarte

Curso: Ciências Biológicas

Campus: Jundiaí

Orientador: Prof. Dr. Aurélio Fajar Tonetto

4º lugar

Aluno: Michele Procópio Machado

Curso: Biomedicina

Campus: São José do Rio Pardo

Orientador: Prof. Dr. Devandir Souza Junior

5º lugar

Aluno: Bianca Mirela Santos de Holanda

Curso: Enfermagem

Campus: Jundiaí

Orientador: Profa. Dra. Patrícia Luciana Moreira Dias

 

 

Ciências Exatas e Tecnologia

1º lugar

Aluno: Paula Larissa da Silva Fernandes

Curso: Engenharia Elétrica

Campus: Indianópolis

Orientador: Prof. Dr. Marcel Stefan Wagner

2º lugar

Aluno: Gustavo Henrique Buzutti

Curso: Arquitetura e Urbanismo

Campus: São José do Rio Preto

Orientador: Profa. Daniele Campitelli da Silva Ramos

 

3º lugar

Aluno: Walinson Moreira Lopes

Curso: Engenharia Mecânica

Campus: São José do Rio Preto

Orientador: Prof. André Luiz Alexandre de Paula

4º lugar

Aluno: Willian Nunes

Curso: Engenharia Mecânica

Campus: Bauru

Orientador: Profa. Flávia Queiroz Costa

5º lugar

Aluno: Victor Hugo Buzim Fantini

Curso: Arquitetura e Urbanismo

Campus: Campinas Swift

Orientador: Profa. Christiane Terra de Lisboa

 

 

Ciências Humanas / Ciências Sociais e Comunicação

1º lugar

Aluno: Fernanda Braghittoni de Santi

Curso: Psicologia

Campus: Tatuapé

Orientador: Prof. Dr. José Raimundo Evangelista da Costa

 

2º lugar

Aluno: Marlon Silva de Almeida

Curso: Psicologia

Campus: Sorocaba

Orientador: Prof. Bruno Ângelo Marconi de Lima

 

3º lugar

Aluno: Diogo Santos Teixeira

Curso: Publicidade e Propaganda

Campus: Ribeirão Preto

Orientador: Prof. Dr. Allan Tadeu Pugliese

 

4º lugar

Aluno: Daniel Silva Boa

Curso: Direito

Campus: Chácara Santo Antonio

Orientador: Prof. Pedro Paulo de Siqueira Vargas

 

5º lugar

Aluno: Ângela de Almeida Panseri

Curso: Letras

Campus: Vergueiro

Orientador: Profa. Dra. Lígia Regina Máximo Cavalari Menna.

 

 

MELHORES TRABALHOS DE CADA CURSO

Ciências da Saúde

 

Odontologia

 

1º lugar

Aluno: Renata Leone Liguori

Campus: Indianópolis

Orientador: Profa. Dra. Cintia Helena Coury Saraceni

2º lugar

Aluno: Gabrielly Caramel Juvino

Campus: Indianópolis

Orientador: Profa. Dra. Maristela Dutra Correa

 

Medicina Veterinária

1º lugar

Aluno: Giovana Daniele Ribeiro Taccani

Campus: Indianópolis

Orientador: Profa. Dra. Elizabeth Cristina Pérez Hurtado

2º lugar

Aluno: Thatiana Ferrari Ceron

Campus: Bauru

Orientador: Profa. Dra. Marianna Vaz Rodrigues

 

Biomedicina

1º lugar

Aluno: Michele Procópio Machado

Campus: São José do Rio Pardo

Orientador: Prof. Dr. Devandir Souza Junior

2º lugar

Aluno: Nelster Bianca Ferraz Borges Geraldo

Campus: São José do Rio Pardo

Orientador: Prof. Dr. Devandir Souza Junior

Enfermagem

1º lugar

Aluno: Bianca Mirela Santos de Holanda

Campus: Jundiaí

Orientador: Profa. Dra. Patrícia Luciana Moreira Dias

2º lugar

Aluno: Mirna Marques da Silva

Campus: Norte

Orientador: Profa. Maria Luiza Mazzieri

 

Ciências Biológicas

1º lugar

Aluno: Leticia Suigh Carlos Duarte

Campus: Jundiaí

Orientador: Prof. Dr. Aurélio Fajar Tonetto

2º lugar

Aluno: Igor Rocha e Silva

Campus: Marquês

Orientador: Prof. Dr. Thiago Berti Kirsten

 

Farmácia

 

1º lugar

Aluno: Erika Cristina Rodrigues Matos Silva

Campus: Vergueiro

Orientador: Prof. Dr. Luiz Carlos Martins das Neves

2º lugar

Aluno: Marina Fernanda Dias

Campus: Bauru

Orientador: Prof. Marco Antonio Vieira da Silva 

Fisioterapia

1º lugar

Aluno: Thalles Fagundes Biondi

Campus: Paraíso

Orientador: Prof. Dr. Thiago Berti Kirstein

2º lugar

Aluno: Tatiana Cristina Rosa

Campus: Sorocaba

Orientador: Profa. Luísa Cedin

 

Nutrição

1º lugar

Aluno: Elisangela Marques da Silva Lima

Campus: Marquês

Orientador: Profa. Patrícia Helena Gilberto Rios Pereira

2º lugar

Aluno: Luana Thais de Lima Sales

Campus: Tatuapé

Orientador: Profa. Christina Montuori

 

Estética e Cosmética

1º lugar

Aluno: Isabella Conte Carvalho

Campus: Campinas Swift

Orientador: Profa. Dra. Carla Parada Pazinato Andreoli

2º lugar

Aluno: Tácyla Rodrigues de Assis

Campus: Jundiaí

Orientador: Profa. Dra. Veronica Cristina Gomes Soares

 

Ciências Exatas e Tecnologia

Engenharia Elétrica

 

1º lugar

Aluno: Paula Larissa da Silva Fernandes

Campus: Indianópolis

Orientador: Prof. Dr. Marcel Stefan Wagner

2º lugar

Aluno: Gabriel Augusto David

Campus: Bauru

Orientador: Prof. Guilherme Augusto Marabezzi Clerice

 

Engenharia Civil

1º lugar

Aluno: Maria Beatriz Hernandez de Barros

Campus: Bauru

Orientador: Profa. Dra. Adriana dos Reis,

2º lugar

Aluno: Guilherme Augusto Donegá Rocha

Campus: Araçatuba

Orientador: Prof. Rafael Marçal

 

Engenharia Mecânica

1º lugar

Aluno: Walinson Moreira Lopes

Orientador: Prof. André Luiz Alexandre de Paula

Campus: Bauru

2º lugar

Aluno: Willian Nunes

Orientador: Profa. Flávia Queiroz Costa

Curso: Arquitetura e Urbanismo

 

Arquitetura e Urbanismo

1º lugar

Aluno: Gustavo Henrique Buzutti

Campus: São José do Rio Preto

Orientador: Profa. Daniele Campitelli da Silva Ramos

2º lugar

Aluno: Victor Hugo Buzim Fantini

Campus: Campinas Swift

Orientador: Profa. Christiane Terra de Lisboa

 

 

Ciências Humanas / Ciências Sociais e Comunicação

 

Psicologia

1º lugar

Aluno: Fernanda Braghittoni de Santi

Campus: Tatuapé

Orientador: Prof. Dr. José Raimundo Evangelista da Costa

2º lugar

Aluno: Marlon Silva de Almeida

Campus: Sorocaba

Orientador: Prof. Professor Bruno Ângelo Marconi de Lima

 

Publicidade e Propaganda

1º lugar

Aluno: Diogo Santos Teixeira

Campus: Ribeirão Preto

Orientador: Prof. Dr. Allan Tadeu Pugliese

2º lugar

Aluno: Ariane Bonato da Silva

Campus: Ribeirão Preto

Orientador: Prof. Dr. Allan Tadeu Pugliese

 

Direito

1º lugar

Aluno: Daniel Silva Boa

Campus: Chácara Santo Antonio

Orientador: Prof. Pedro Paulo de Siqueira Vargas

2º lugar

Aluno: Valda Corrêa Costa

Campus: Goiânia Flamboyant

Orientador: Profa. Dra. Laudelina Inácio da Silva

 

Letras

1º lugar

Aluno: Ângela de Almeida Panseri

Campus: Vergueiro

Orientador: Profa. Dra. Lígia Regina Máximo Cavalari Menna

2º lugar

Aluno: Benedito Marcelo Assunção Martins

Campus: Vergueiro

Orientador: Profa. Dra. Deborah Gomes de Paula

 

Administração

1º lugar

Aluno: Edislene Batista de Sousa

Campus: Alphaville

Orientador: Profa. Dra. Sabrina Kelly Pontes Sudano

2º lugar

Aluno: Jeferson Natan Matins da Silva

Campus: Araraquara

Orientador: Profa. Dra. Rogéria Antunes

Pedagogia

1º lugar

Aluno: Valéria Vallilo Tedeschi

Campus: Alphaville

Orientador: Profa. Dra. Lisienne de Moraes Navarro

2º lugar

Aluno: Ernandes Santos Mendes de Souza

Campus: Ribeirão Preto

Orientador: Profa. Dra. Viviane Patrícia Colloca Araújo

]]>
DATA28/09/2018
<![CDATA[28/09/2018 - Professores do PPGEP participam do Décimo Oitavo Encontro Científico da UNIP ]]> Por Pós

Entre os dias 18 e 20 de setembro, a Vice-Reitoria de Pós-Graduação e Pesquisa da UNIP realizou o Décimo Oitavo Encontro Científico. O evento ocorre em vários campi da Instituição e é composto de conferências, palestras, mesas-redondas, minicursos, workshops, comunicações coordenadas e exposição dos cartazes dos Grupos de Pesquisa. Simultaneamente, ocorreu também o Encontro de Iniciação Científica e Tecnológica, com exposição e apresentação de banners dos alunos de Iniciação Científica.

Visando maior integração entre a pós-graduação e a graduação, os professores do Laboratório de Produção e Meio Ambiente – LaProMA, Biagio Fernando Giannetti e Feni Agostinho, realizaram atividades durante o Encontro. O LaProMA é ligado ao Programa de Pós-Graduação em Engenharia de Produção (PPGEP) da UNIP. Biagio Giannetti proferiu a conferência de abertura, no dia 18 de setembro, no campus Brasília, sobre o tema Afinal, o que é a sustentabilidade?, tendo como objetivo proporcionar aos alunos de graduação da UNIP uma melhor compreensão sobre o que consiste a sustentabilidade do ponto de vista conceitual e prático.

Também no campus Brasília, no dia 19 de setembro, Biagio ministrou o workshop Medindo sustentabilidade na universidade, no qual apresentou uma forma de avaliação da sustentabilidade do ambiente universitário baseada no framework input-state-output para sistemas, usando três diferentes indicadores: a pegada ecológica, a felicidade e o desempenho acadêmico.

Já no dia 20 de setembro, no campus Indianópolis, o professor Feni Agostinho realizou o workshop Produção e consumo responsável: aspectos fundamentais para um desenvolvimento sustentável, no qual tratou dos aspectos relacionados aos conceitos de produção e consumo, além de relacionar os Objetivos de Sustentabilidade (ODS) da ONU com as diferentes dimensões do conceito de sustentabilidade.

 

]]>
DATA28/09/2018
<![CDATA[28/09/2018 - Campus Araraquara realiza Jornada Tecnológica de Engenharia Mecânica ]]> Por Profa. Simoni Gheno

Nos dias 13 e 14 de setembro, o campus Araraquara realizou a Jornada Tecnológica, com palestras exclusivas para os acadêmicos de todos os semestres. O evento envolveu temas focados na atual era da Engenharia e foi organizado pela coordenadora auxiliar do curso de Engenharia Mecânica, Simoni Gheno, com o apoio do corpo docente e discente.

A Jornada Tecnológica ocorre anualmente com o objetivo de contribuir com o desenvolvimento dos alunos, fornecendo um ferramental de informações voltadas para o mercado da Engenharia. A programação incluiu palestras com assuntos globais sobre a importância do conhecimento e assuntos específicos da área de Engenharia Mecânica.

A abertura foi realizada pelo jornalista e empresário Fábio Ventura, que falou sobre A era do conteúdo. A segunda palestra foi realizada pelo engenheiro Fernando Paulino, que apresentou o tema Petróleo: desafios e oportunidades. Já no segundo dia da Jornada, o engenheiro mecânico sênior da VaTech/Andritz Hydro, Izeds Bassetto, fez uma Introdução às usinas hidráulicas. A palestra de encerramento foi ministrada pelo professor Luciano Queiroz de Araújo Júnior, que cativou a plateia com o assunto Indústria 4.0 – Desafios e perspectivas na Engenharia.

Durante o evento ainda, a equipe de alunos do curso de Engenharia Mecânica que desenvolve o Projeto Fórmula SaE Fuara Racing apresentou o andamento do projeto e as metas a serem finalizadas ainda neste semestre, sendo o processo acompanhado de perto pelos patrocinadores.

]]>
DATA28/09/2018
<![CDATA[28/09/2018 - Nona Jornada de Enfermagem recebe formandos de sua primeira turma no campus Araraquara ]]> Por Profa. Dra Inaiara Scalçoni A. Corbi

Nos dias 20 e 21 de agosto, nos períodos diurno e noturno, o campus Araraquara promoveu a Nona Jornada de Enfermagem. O evento contou com participação dos 230 alunos do curso, além de estudantes dos cursos técnicos de Enfermagem do município, chegando, ao todo, a mais de 500 participantes.

Na abertura do período diurno, houve uma apresentação de dança com a ginasta olímpica e medalhista sul-americana Delisiee Lavinia Oliveira da Silva. À noite, foi a vez do Grupo Free Dance, do Núcleo de Dança Renata Pestana, fazer uma apresentação que abrilhantou o início do evento. Nesta edição, a Jornada contou com a participação especial de dois ex-alunos que fizeram parte da primeira turma no campus, há 13 anos. Na oportunidade, a convite dos organizadores, eles ministraram palestras aos estudantes do curso.

Delmiram Mendes de Oliveira falou sobre O enfermeiro no APH – Competências e Habilidades. Delmiram é enfermeiro egresso do campus (turma 2005), especialista na área, e atualmente integra o Grupo de Resgate e Atenção às Urgências e Emergências (GRAU) e é sócio de empresa de treinamentos e medicina ocupacional. A segunda palestra, intitulada Rede Cegonha no contexto hospitalar, foi proferida pela enfermeira Emanuelle Laurenti, que também se formou na turma de 2005. Ela apresentou a trajetória da implantação da Rede Cegonha no município e os desafios na sua concretização.

Finalizando as atividades, houve a participação do grupo Transformação, que abordou o tema Apoio à perda gestacional e neonatal. O grupo, criado em agosto de 2017, foi idealizado por uma mãe que sofreu uma perda e pela doula que a acompanhava na gestação. Desde então, outras pessoas foram se unindo ao grupo e, atualmente, mais de 20 famílias integram o Transformação, desenvolvendo diversos projetos, inclusive a sensibilização e reflexão de estudantes para o tema.

No dia 21, a abertura ficou por conta da Escola Performance Instituto Musical, com apresentação do músico Daniel Sampaio. A primeira palestra do dia foi ministrada pelas enfermeiras especialistas em Hemodinâmica e Unidades Cardiológicas, Rita de Cassia Ruis Mondini e Simone Cristina Lourenço da Silva, respectivamente nos períodos diurno e noturno. O tema abordado foi O olhar do enfermeiro no serviço de Hemodinâmica e Unidades Cardiológicas. As palestrantes ressaltaram a importância do conhecimento e da constante atualização do enfermeiro na atuação em hemodinâmicas, bem como o gerenciamento de recursos e indicadores para uma assistência de qualidade nesse serviço.

A Jornada foi encerrada com a palestra Mudanças no código de ética – Qual o caminho?, com a enfermeira Aline Cristina de Faria. Compartilhando sua experiência recente na Universidade de Harvard, a palestrante apresentou a temática de forma interativa, instigando a reflexão sobre a ética profissional e as mudanças do código de ética.

Os alunos participaram de todas as palestras de forma dinâmica e interativa, esclarecendo curiosidades sobre os diferentes temas e proporcionando reflexão sobre a importância do conhecimento e da atitude do profissional para mudanças na sua prática.

]]>
DATA28/09/2018
<![CDATA[28/09/2018 - Quarta Jornada de Nutrição do campus Araraquara ]]> Por Profa. Daniela Parreira Marques

De 29 a 31 de agosto, o campus Araraquara realizou a Quarta Jornada de Nutrição. Organizado pela coordenadora do curso, Daniela de Freitas, junto com docentes e discentes, o evento foi prestigiado por cerca de 250 pessoas, entre alunos dos cursos de graduação em Nutrição e Educação Física e do curso técnico de Nutrição da ETEC Centro Paula Souza.

A programação visou foi discutir os diferentes aspectos da atuação profissional em Nutrição em diversas áreas, promovendo a troca de experiências e destacando a importância e as responsabilidades desses profissionais na assistência à saúde.

No primeiro dia do evento, os minicursos oferecidos apresentaram uma nova técnica de avaliação nutricional, bem como caminhos para os alunos prosseguirem com a renovação do conhecimento pós-universidade. No dia 30, além da exposição dos trabalhos de Atividades Práticas Supervisionadas (APS), desenvolvidos no primeiro semestre pelos alunos do quarto ano, os participantes da Jornada puderam conhecer um pouco mais sobre as áreas de Unidade de Alimentação e Nutrição (UAN), Nutrição Esportiva, Nutrição Funcional e Fitoterapia.

No último dia, 31, foi a vez dos alunos do primeiro e terceiro anos apresentarem seus trabalhos de APS. Por fim, houve palestras sobre a técnica de mindful eating e de suplementação esportiva para o treinamento de força.

Ainda durante a Jornada foi realizada uma ação solidária pelos participantes que arrecadou 110 litros de leite para doação a entidades carentes da região.

 

]]>
DATA28/09/2018
<![CDATA[28/09/2018 - Fisioterapeuta Mauro Jardim ministra palestra no campus São José do Rio Preto ]]> Por Helaine

No dia 6 de setembro, o campus São José do Rio Preto recebeu o fisioterapeuta Mauro Jardim para ministrar a palestra Terapia manual através do método Glide: olhar integrado para ir além. Jardim é presidente do Grupo Método Glide no Brasil e precursor do Método Glide no Brasil e na América Latina (parceria com o Therapeutic Systems, Florida, EUA).

O Método Glide contempla a fisioterapia manipulativa musculoesquelética ou terapia manual ortopédica, uma área de especialização da Fisioterapia que utiliza como principal ferramenta as mãos, realizando testes e manobras inclusas no exame físico e no tratamento.

Alunos de todos os semestres do curso de Fisioterapia puderam observar na prática os procedimentos científicos dessas técnicas que são utilizadas há 18 anos, no Canadá, Estados Unidos e Europa, para o alívio da dor e das limitações causadas por alterações posturais, distúrbios musculares e articulares, tão comuns na maioria dos pacientes.

]]>
DATA28/09/2018
<![CDATA[28/09/2018 - Curso de Ciências Biológicas promove campanha de arrecadação de garrafas PET ]]> Por Caroline Beatriz

Para celebrar o Dia do Biólogo, comemorado anualmente em 3 de setembro, o curso de Ciências Biológicas do campus São José do Rio Preto realizou uma campanha de arrecadação de garrafas PET. A ação, que ocorreu de 3 a 6 de setembro, foi aberta para todos os cursos e destinou o material à Cooperativa de Coleta Seletiva, Beneficiamento e Transformação de Materiais Recicláveis de São José do Rio Preto (Cooperlagos).

Os pontos de recolhimento ficaram expostos no pátio do campus para que todos pudessem contribuir com essa campanha tão relevante para o meio ambiente. O objetivo da atividade foi conscientizar e informar sobre a correta destinação das garrafas e do plástico, em geral. A campanha arrecadou 90 quilos de garrafas tipo PET (2 mil unidades).

 

]]>
DATA28/09/2018
<![CDATA[27/09/2018 - Professora do curso de Letras concede entrevista ao jornal O Estado de S. Paulo ]]> Por Professora Ligia Menna

Em 12 de agosto, a professora do curso de Letras Andréa Cotrim, do campus Chácara Santo Antônio, concedeu entrevista para a sessão E+, do jornal O Estado de S. Paulo. Andréa falou a respeito da participação de atrizes e diretoras negras no cinema hollywoodiano, predominantemente branco e masculino, entre outros assuntos tratados em sua tese de doutorado O sensível (não) partilhado: a violência poética e política da (ir)representação do negro em Hollywood, defendida na FFLCH-USP em 2017 (disponível em: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/8/8147/tde-10042018-122248/pt-br.php).

A entrevista fez parte da reportagem Apenas 4 mulheres negras dirigiram filmes de Hollywood nos últimos dez anos, de Caio Nascimento, que abordou questões como representatividade, protagonismo e estereótipos e pode ser conferida no site.

 

]]>
DATA27/09/2018
<![CDATA[27/09/2018 - Curso de Pedagogia comemora 15 anos no campus São José do Rio Preto ]]> Por Caroline Beatriz

Entre os dias 17 e 19 de setembro, foi realizada a Décima Quinta Jornada Pedagógica do campus São José do Rio Preto, em comemoração dos 15 anos do curso na unidade. O evento discutiu o tema Humanizar a docência e foi organizado pelos alunos do segundo ano do curso e pelo professor Adalberto Pinheiro.

A abertura da cerimônia foi realizada pela diretora do campus e coordenadora do curso de Pedagogia, Simone Azevedo Buchala, que no seu pronunciamento agradeceu à comissão organizadora pelo grande trabalho realizado e contou um pouco sobre a história do curso de Pedagogia em São José do Rio Preto.

Na sequência, houve um debate que abordou o tema Reflexão para lidar com diversidade em sala de aula, cuja mesa foi composta pela psicopedagoga Sandra Codogno e pela psicóloga Joana Marcatto, representantes do Centro de Desenvolvimento Humano, e pela egressa Viviane Cristina da Silva, hoje mediadora pedagógica na UNIP. O tema tratou da integração e humanização educacional no atendimento de alunos com necessidades especiais.

No segundo dia, os participantes assistiram a uma apresentação artística que abordou o tema Dança teatral sobre o construtivismo, com alunas do terceiro semestre. Em seguida, foi ministrada a palestra Humanizando a docência, com a professora do departamento de Educação da Unesp, Marta Lúcia Cabrera Kfouri Kneoya.

No encerramento da Jornada, houve o reencontro festivo com os egressos da Universidade, iniciado com uma mesa de discussão sobre a docência hoje e o curso de Pedagogia. Os ex-alunos convidados foram: Viviane Sant’Ana, atual diretora do Colégio Objetivo de São José do Rio Preto; Natúcia Cristina Cunho Tadel, diretora da Escola Luz da Vida de São José do Rio Preto; Anne Elen de Oliveira Lima Pimenta e Vanessa Renata Camillo, ambas professoras da rede municipal.

Egressos, professores e funcionários puderam expressar-se sobre as relações semeadas na Universidade e o conhecimento significativo que lhes rendeu a carreira acadêmica.

Por fim, os estudantes participaram de um coquetel no hall do teatro, que contou com exposição de trabalhos dos estudantes do terceiro e quarto semestres, além de uma apresentação cultural do grupo de dança Entre Amigos.

O evento foi aberto aos familiares, convidados, egressos, professores e alunos de todos os semestres do curso de Pedagogia, contribuindo, assim, para a formação profissional e pessoal dos futuros pedagogos.

]]>
DATA27/09/2018
<![CDATA[26/09/2018 - A Vice-Reitoria de Pós-Graduação e Pesquisa comunica as defesas de agosto de 2018 ]]> Por pos

Data da defesa: 02/08/2018

Autor: Sandra Augusta Gordinho Pinto

Orientador: Profa. Dra. Leoni Villano Bonamin

Programa: Mestrado em Patologia Ambiental e Experimental

Título: Estudo comparativo dos efeitos da Silicea terra e Zincum metallicum na atividade de macrófagos in vitro

Resumo: Os medicamentos homeopáticos Silicea terra e Zincum metallicum são capazes de modular a atividade macrofágica em camundongos. Ambos os medicamentos foram avaliados para a determinação de seus efeitos sobre a interação macrófago-bacilos Calmette-Guérin (BCG), em especial na internalização bacteriana, na produção de NO e peróxido de hidrogênio e na atividade lisossômica. Macrófagos RAW 264.7 foram infectados com BCG, tratados com diferentes diluições homeopáticas de Silicea terra e Zincum metallicum (6, 30 e 200cH) e avaliados após 24 e 48 horas. Os resultados mostram que o tratamento das células infectadas apenas com o veículo dinamizado resultou na inibição da produção de peróxido de hidrogênio, de forma a retornar aos níveis exibidos pelos macrófagos não infectados. Apenas a Silicea terra 200cH mostrou redução significante da produção de peróxido de hidrogênio (p<0,001) em relação ao veículo, bem como maior atividade lisossômica (p≤0,001). Tais efeitos foram considerados como específicos desse medicamento e compatíveis com seu uso clínico tradicional. A quantidade de bacilos internalizados foi inversamente proporcional à diluição do Zincum metallicum, sendo significante a interação estatística entre ambos (p=0,003). Dessa maneira, o Zincum metallicum 6cH apresentou maior internalização. Contudo, tal linearidade não foi observada no tratamento com a Silicea terra, cujo pico de internalização foi visto no tratamento com Silicea terra 30cH, acompanhado de degeneração celular, conforme confirmado pela ultraestrutura. Não foram observadas diferenças estatisticamente significantes entre os grupos em relação à produção de NO. A análise físico-química dos medicamentos mostrou grande variabilidade no tamanho de micropartículas em suspensão, com marcante coalescência das mesmas nas potências 200cH de ambos os medicamentos. Ouro e chumbo foram predominantes nas micropartículas presentes nas preparações de Silicea terra 6cH e Zincum metallicum 200cH, respectivamente, mas sem relação com efeitos biológicos. Os efeitos de Silicea terra 200cH e Zincum metallicum 6cH foram os mais relevantes, em particular os da Silicea terra 200cH por estarem associados a maior atividade macrofágica com menor produção de peróxido de hidrogênio, o que poderia representar maior eficiência bactericida com menor stress oxidativo nas lesões inflamatórias crônicas.

 

Data da defesa: 03/08/2018

Autor: Anderson Amaro Melo dos Santos

Orientador: Prof. Dr. José Guilherme Xavier

Programa: Mestrado em Patologia Ambiental e Experimental

Título: Redução do crescimento tumoral e modulação microambiental em camundongos submetidos a modelo de esquizofrenia

Resumo: A esquizofrenia é uma desordem psiquiátrica de origem multifatorial que acomete cerca de 1% da população mundial. Estudos epidemiológicos indicam menor incidência de câncer em pacientes esquizofrênicos. Além de um importante componente genético, aspectos ambientais estão relacionados ao aparecimento da condição, sendo a infecção materna durante a prenhez um dos fatores de risco. Neste estudo foi avaliado o crescimento tumoral em animais submetidos ou não a modelo murino de esquizofrenia, fundamentado na influência permanente de infecção pré-natal sobre a prole de camundongos, em um período com efeitos que simulam a esquizofrenia. Os parâmetros avaliados foram o volume neoplásico, histopatologia, atividade proliferativa tumoral, vascularização, matriz extracelular e expressão de COX-2 por leucócitos infiltrantes. Foram utilizadas as progênies de camundongos Swiss, totalizando 54 animais, machos e fêmeas. As matrizes foram inoculadas ou não ao nono dia de prenhez com Poli-I:C. Aos 2 meses de idade, suas progênies receberam subcutaneamente suspensão contendo 5,0 x 106 células do tumor de Ehrlich. Após 30 dias de inoculação, os tumores foram excisionados, mensurados e submetidos à avaliação histológica, histoquímica e imuno-histoquímica. Houve diferença estatisticamente significante relativa ao volume tumoral, porém, não foi apresentada diferença quanto à atividade proliferativa de suas células, sendo os tumores presentes em animais do grupo experimental em média menores, com maior densidade microvascular, maior deposição de matriz extracelular e menor expressão de COX-2. Tais achados corroboram os relatos de restrição ao crescimento tumoral em pacientes esquizofrênicos, reforçando a ação do Poli-I:C no nono dia de prenhez como modelo desse transtorno psiquiátrico. Particularmente, as alterações na quantidade e no padrão de deposição de elementos da matriz extracelular podem alterar as interações mecânicas e, de modo potencial, a expressão gênica nesse microambiente, interferindo na sinalização celular e na evolução tumoral. Também a resposta inflamatória apresenta sinais de modulação, com uma menor expressão leucocitária de COX-2 no microambiente tumoral no grupo experimental, potencialmente interferindo na sobrevida das células tumorais. Por fim, merece referência a presença de alterações também na composição da matriz extracelular em regiões encefálicas no paciente esquizofrênico, sugerindo uma participação ativa da matriz extracelular na modulação de diferentes processos no paciente esquizofrênico. 

Data da defesa: 06/08/2018

Autor: Thiago César Reis Pereira

Orientador: Prof. Dr. Paulo Ricardo Dell’Armelina Rocha

Programa: Doutorado em Patologia Ambiental e Experimental

Título: Caracterização da resposta imune associada à hepatite granulomatosa causada pelo Encephalitozoon cuniculi

Resumo: O microsporídio Encephalitozoon cuniculi é um fungo oportunista causador da encefalitozoonose, principalmente em indivíduos imunossuprimidos, tais como pacientes infectados com o vírus da imunodeficiência humana e pacientes em quimioterapia. A investigação sobre a resposta imune no fígado de pacientes com encefalitozoonose local e/ou disseminada ainda foi pouco esclarecida. Assim, este trabalho objetivou caracterizar a resposta imune local e sistêmica na hepatite granulomatosa experimental murina. Para isso, foram utilizados camundongos C57BL/6, machos, imunossuprimidos com ciclofosfamida e infectados com E. cuniculi. As metodologias incluíram a citometria de fluxo para fenotipagem das células do sistema imune e a dosagem de citocinas Th1, Th2, e Th17 do fígado, baço e soro. As análises fenotípicas das populações celulares indicam que a infecção por E. cuniculi induz ao aumento das células hematopoiéticas CD45+. Além disso, no fígado foi observado aumento significante de linfócitos TCD4+, TCD8+, e B+, além de macrófagos. Já no baço, houve diminuição significante de linfócitos TCD4+ e B+, além de macrófagos e CD. Com relação às citocinas, na infecção e na imunossupressão, houve aumento significante de IFN-γ, TNF-α, IL-6 e -IL-10 no fígado em comparação aos controles; já no soro, houve aumento significante da citocina IFN-γ e tendência de aumento de TNF-α. Em conjunto, os resultados do presente estudo demonstram que a hepatite granulomatosa murina causada por E. cuniculi induz um processo predominantemente pró-inflamatório, indicando um importante papel do fígado na resposta imune contra a encefalitozoonose.

Data da defesa: 14/08/2018

Autor: Homero Leoni Bazanini

Orientador: Profa. Dra. Malena Segura Contrera

Programa: Doutorado em Comunicação

Título: A representação da figura paterna nos seriados norte-americanos: o imaginário midiático, vínculos e mitos

Resumo: Esta pesquisa analisa a representação do pai no imaginário midiático criado pelos seriados norte-americanos, que, como os demais ditames das produções cinematográficas oriundas dos Estados Unidos, exercem forte influência sobre as demais sociedades midiatizadas ocidentais. Em consonância com tal assertiva, constatam-se transformações nas estruturas, relações e hierarquias familiares decorrentes dos seriados norte-americanos, principalmente na figura paterna. O corpus da pesquisa é formado por nove seriados norte-americanos de três épocas distintas: até a década de 1970, Papai sabe tudo, A feiticeira e Tudo em família; entre os anos 1980 e os anos 2000, Os Simpsons, Raymonds & Cia. e Três é demais; e no século XXI, Família moderna, O arqueiro verde e Uma família no meio do nada. O objetivo da pesquisa é identificar as transformações na figura paterna presente no imaginário cultural das produções norte-americanas e averiguar se tais transformações podem ser consideradas um sintoma cultural mais amplo por intermédio do método da complexidade com os seus operadores hologramático, dialógico e recursivo. A pesquisa se baseia em quatro eixos teóricos: mimese na cultura; vínculos comunicacionais; imaginário cultural; e a relação entre mídia e mito. Os resultados apontam a mimese como determinante na formação do imaginário cultural acerca da família e constatam, também, uma forte presença dos vínculos paternais do primeiro período e uma diminuição gradativa desses vínculos ao longo do tempo, tendo em vista que o arquétipo dominante inicialmente era o do deus grego Cronos, castrador e limitador, e, contemporaneamente, o arquétipo dominante é Urano, que rompe com a tradição e pode ter mais dificuldade para criar vínculos. Ambos, porém, estão ligados ao domínio da figura paterna perante os demais familiares e na cosmologia mitológica representam a disputa pelo poder.

Data da defesa: 15/08/2018

Autor: José Estevam Lopes Cortez da Silva Freitas    

Orientador: Prof. Dr. Arnaldo Luiz Ryngelblum

Programa: Mestrado em Administração

Título: Exame de lógicas institucionais sujeitas a mudanças frequentes: a regulação da fiscalização da Saúde Suplementar

Resumo: A regulamentação de fiscalização relacionada ao atendimento das reclamações dos consumidores pela Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS), desde sua criação, tem sido alterada constantemente. Este trabalho tem por objetivo analisar o que possibilitou sua alteração ao longo do tempo. O referencial teórico utiliza o conceito de lógicas institucionais com o qual se busca compreender como o campo institucional pode sofrer alterações a cada momento a partir da multiplicidade de lógicas e intervenção de alguns participantes. A maior parte dos estudos aborda a mudança, mas não as alterações com constância, com a introdução de novos elementos e procedimentos. Dessa maneira, nosso trabalho analisou esse tipo específico de manifestação identificando quem são os principais atores envolvidos no campo da Saúde Suplementar e por que as condições verificadas não se mantêm por mais tempo. Os instrumentos de pesquisa utilizados foram a coleta de informações documentais, a revisão dos normativos relativos à fiscalização dos planos de saúde e entrevistas semiestruturadas, com roteiros de tópicos elaborados com base nos conceitos do institucionalismo. As entrevistas mostraram conflitos latentes de diferentes tipos, desde os valores originários dos executivos da ANS à influência da tecnologia no aperfeiçoamento do processo fiscalizatório, influência política nas nomeações e decisões, pressão dos interesses dos consumidores e do judiciário, que se manifestam frequentemente, sugerindo que os conflitos entre as lógicas estão permanentemente mobilizados. Verificou-se que as lógicas coexistem, influenciando a redefinição constante dos regulamentos fiscalizatórios, ainda que cada um desses atores não permaneça somente limitado às lógicas mencionadas, podendo exercer em paralelo práticas e valores das demais.

 

Data da defesa: 20/08/2018 

Autor: Sueli Ferreira Schiavo 

Orientador: Profa. Dra. Malena Segura Contrera

Programa: Doutorado em Comunicação

Título: Colonização do imaginário – influência da mídia eletrônica sobre crianças de 0 a 6 anos hiperexpostas a imagens técnicas.

Resumo: A presente pesquisa tem por objetivo investigar as repercussões da ausência de mediação ou monitoramento dos pais sobre o uso da mídia eletrônica pelas crianças de 0 a 6 anos, uma vez que se considera que a exposição de crianças à mídia eletrônica afeta a cognição, as emoções, os valores sociais e tem impacto representativo em caso de hiperexposição. Observa-se que, na sociedade contemporânea capitalista, a produção de conteúdos midiáticos visa prioritariamente a obtenção de resultados que promovam o consumo e que atendam especificamente a interesses privados. Este trabalho buscou fundamentar o conceito de infância nas visões de pesquisadores de diferentes disciplinas, analisando como a hiperexposição no uso da tecnologia eletrônica pode afetar o corpo (sensorial, emocional e cognitivamente) e de que modo isso pode ser entendido como possível abandono da criança. Trata-se de um estudo teórico qualitativo, que realiza uma pesquisa bibliográfica e documental nas bases de dados sobre o que já foi observado por outros estudos e experimentos especializados nessa temática, com crianças urbanas, de ambos os sexos, na faixa etária referida e de diferentes núcleos familiares e condições socioeconômicas diversas. O referencial teórico se fundamentou em autores como António Damásio, Christoph Wulf, Nicholas Carr, Norval Baitello Jr., Vilém Flusser, entre outros, dentro de uma visão da Comunicação pautada pela teoria da complexidade de Edgar Morin, que apresenta uma perspectiva conjuntural. O estudo procura, assim, avaliar contextos para além dos fenômenos isolados, por isso apresenta uma tendência naturalmente interdisciplinar, com certo grau de paradoxalidade de fenômenos vivos, incluindo os de Comunicação Social, o que fica evidente quando se analisa o protagonismo dos pais e responsáveis no acompanhamento.

Data da defesa: 22/08/2018

Autor: Maria Celia Mitidiero

Orientador: Prof. Dr. José Celso Contador

Programa: Mestrado em Administração

Título: Influência dos vínculos interorganizacionais na vantagem competitiva de empresas que operam em rede de escritórios de contabilidade

Resumo: Os fatores que levam as empresas a obter vantagens competitivas têm sido abordados considerando aspectos externos (economia industrial) e internos (economia baseada em recurso – RBV) e pouco se tem avançado quanto aos aspectos interorganizacionais (visão relacional). Na nova economia globalizada com características tecnológicas cada vez mais complexas e aspectos comportamentais e ambientais cada vez mais valorizados, é necessário identificar e avaliar de forma integrada a influência das fontes de vantagem competitiva no grau de competitividade das empresas. O presente trabalho tem por objetivo avaliar a influência dos vínculos interorganizacionais na vantagem competitiva de empresas que operam em redes de negócios. A pesquisa propõe contribuir para a extensão do modelo de Campos e Armas da Competição (CAC) de José Celso Contador (2008), desenvolvido de modo a integrar as abordagens clássicas (economia industrial e baseada em recursos) a empresas que operam em redes de negócios, com a inclusão de aspectos relacionais, colaborando assim com o desenvolvimento do novo modelo CAC-Redes. A questão que está sendo verificada é a influência dos vínculos interorganizacionais na competitividade das empresas de contabilidade que operam em redes de negócios, além da confirmação da influência das competências organizacionais amplamente exploradas no atual modelo CAC. A revisão bibliográfica indica que a vantagem competitiva e suas fontes têm sido abordadas de maneira segmentada, com trabalhos qualitativos ou quantitativos. Além de integrar diferentes teorias, esta pesquisa utiliza uma abordagem qualiquantitativa. O método adotado para verificar as hipóteses é o hipotético-dedutivo, similar ao método utilizado por Contador (2008) para validar o modelo CAC. Os resultados indicaram forte correlação positiva da variável foco dos vínculos nos campos da competição de uma empresa com seu grau de competitividade, variável esta que exprime quantitativamente a tese do CAC-Redes formulada por Contador, o que justifica este estudo. Recomenda-se ao final a realização de pesquisas adicionais sobre o tema que possibilitem analisar e reformular as fontes de vantagem competitiva de empresas que operam em redes de negócios para um melhor entendimento dos aspectos relacionais que influenciam a obtenção de vantagem competitiva.

Data da defesa: 23/08/2018

Autor: Vanessa Xavier

Orientador: Profa. Dra. Elizabeth Cristina Pérez Hurtado

Programa: Mestrado em Patologia Ambiental e Experimental

Título: Avaliação e caracterização de vesículas extracelulares liberadas por células de adenocarcinoma mamário 4t1 após interação com macrófagos RAW 264.7

Resumo: O câncer se define por alterações no DNA que levam à proliferação anormal e descontrolada das células que formam tumores. Os tumores surgem a partir de células que sofrem uma sequência de mutações ou alterações genéticas. O câncer de mama é o tipo mais comum e o segundo tipo mais letal na população feminina no mundo todo. No Brasil, os casos de câncer de mama correspondem a 28% dos novos casos de câncer no geral. Este trabalho tem como intuito avaliar e caracterizar vesículas extracelulares produzidas por células de adenocarcinoma mamário 4T1 antes e após interação com macrófagos RAW 264.7. A apresentação das análises foi obtida a partir de microscopia eletrônica de varredura e NTA. Foi observado que células 4T1 após contato com macrófagos apresentam redução acentuada na produção de EVs, além de as EVs produzidas por células 4T1 serem em geral microvesículas de tamanho entre 100 a 200 nm com menor quantidade de exossomos. As células de adenocarcinoma mamário 4T1 que interagiram com os macrófagos apresentam menor capacidade de migração e invasão em novos órgãos. Além disso, este estudo também apresenta uma revisão bibliográfica sistemática, demonstrando os principais assuntos publicados referentes a vesículas extracelulares e câncer de mama.

Data da defesa: 28/08/2018

Autor: Raphaella Freitas Petkovic de Carvalho Pereira

Orientador: Profa. Dra. Barbara Heller

Programa: Mestrado em Comunicação

Título: O universo trans e os jogos olímpicos: visibilidades e invisibilidades nas Olimpíadas Rio-2016

Resumo: É possível verificar diversos preconceitos na mídia digital quando se noticia eventos ocorridos com transgêneros. Seus enfrentamentos para consolidar sua identidade de gênero, em contraposição aos marcos binários, são recorrentes na mídia brasileira. Neste trabalho, analisamos enunciados de notícias e reportagens presentes no site de buscas “Google.com” em 21 de agosto de 2016, envolvendo transgêneros nas Olimpíadas Rio-2016. Preconceitos de gênero, manifestados muitas vezes pelas formas como o universo transgênero é representado, e suas relações com a cultura também são nosso objeto de investigação. Para isso, utilizamo-nos de duas etapas metodológicas. A primeira diz respeito a uma extensa revisão bibliográfica, nos dois primeiros capítulos, com fundamentação na teoria queer de Judith Butler e com base nos conceitos trazidos por Paul Preciado, Alain Touraine, Don Kulick, Hadriel Theodoro, entre outros, relacionando transgeneridade, consumo, silenciamento, visibilidades e invisibilidades. Na segunda etapa, a partir do terceiro capítulo, destacamos o levantamento dos dados que compõem o corpus desta pesquisa, analisando o significado dos enunciados por meio da Análise do Discurso de Mikhail Bakhtin. A presente pesquisa não só contribui para as investigações no meio acadêmico sobre gênero, sexualidade e comunicação como também para a crítica da prática jornalística nas mídias digitais. Pudemos concluir que há um discurso de heteronormatividade presente na sociedade brasileira, apontando para uma discriminação nos suportes midiáticos concernentes às visibilidades trans.

Data da defesa: 30/08/2018

Autor: Renata Gomes de Melo

Orientador: Profa. Dra. Barbara Heller

Programa: Mestrado em Comunicação

Título: Humor, publicidade e representação: a mulher no canal Porta dos Fundos

Resumo: O presente trabalho tem como objetivo investigar as relações entre humor, publicidade e representação na cultura midiática contemporânea. Para isso, selecionamos como corpus o coletivo Porta dos Fundos e analisamos a representação da mulher contemporânea e seus diversos papéis sociais em quatro de seus websódios. Como em 2015 em especial ocorreram diversos movimentos, manifestações e campanhas em prol das lutas feministas no Brasil – aprovação da Lei do Feminicídio, a Marcha das Margaridas, a Marcha das Mulheres Negras, a repercussão da participação de Viola Davis no Emmy, a inserção de conteúdos feministas no ENEM e também as campanhas Chega de Silêncio, Meu Primeiro Assédio e Meu Amigo Secreto –, optamos por selecionar apenas websódios veiculados naquele ano para entender o dialogismo entre os enunciados e o contexto de produção, tendo a mulher como personagem principal. As produções selecionadas foram submetidas a uma observação sistemática na qual os enunciados linguísticos foram analisados (de forma quantitativa e qualitativa) por meio da Análise de Conteúdo, segundo Bardin (1979). Também nos apoiamos nos conceitos de carnavalização, paródia e intertextualidade, de Bakhtin (1999) e de Hutcheon (1979); estereótipos, de Lippmann (1965); e representação, de Stuart Hall (2016). Para pensar o portal como mídia, apoiamo-nos nos conceitos de convergência das mídias e narrativa transmídia, de Jenkins (2009); remediação, de Bolter e Grusin (2000) e cibercultura. Chegamos à conclusão de que as representações presentes nos discursos das produções do Porta dos Fundos não refletem os avanços alcançados em relação às lutas da mulher contemporânea e que os elementos que constroem o discurso do advertainment praticado pelo Porta dos Fundos contêm representações estereotipadas da mulher na sociedade que propiciam a manutenção do discurso hegemônico falocêntrico.

Data da defesa: 30/08/2018

Autor: Israel Mendes da Silva 

Orientador: Profa. Dra. Cristina Espinheira Costa Pereira

Programa: Mestrado em Administração

Título: Avaliação de desempenho em clusters esportivos baseado em dois modelos com enfoque nesse tipo de rede interorganizacional

Resumo: Clusters esportivos são concentrações geográficas de organizações interligadas que fornecem diferentes produtos ou serviços relacionados a um esporte, O objetivo deste trabalho é a identificação de fatores que influenciam a competitividade de clusters esportivos e a proposição de um modelo para sua análise, por meio de uma metodologia quali-quanti exploratória, com base em dados primários e secundários e testes de hipótese e de Kruskal-Wallis. A pesquisa apresenta como resultado fatores de competitividade em um cluster esportivo e indícios de que o aglomerado de Boituva seja um cluster esportivo. Apresentamos, por fim, a proposição de um modelo para identificação e análise de competitividade em um cluster esportivo a partir da adaptação dos modelos teóricos de Zaccarelli et al. (2008) e Gerke, Desbordes e Dickson (2015).

 

Data da defesa: 31/08/2018

Autor: Vagner Anselmo Matrone

Orientador: Prof. Dr. Antonio Adami

Programa: Mestrado em Comunicação

Título: PSN – A Paixão no Esporte: a falência de um canal internacional de televisão

Resumo: Neste trabalho, dissertou-se sobre o processo de falência de um dos maiores canais segmentados de esportes da TV a cabo e por satélite da América Latina, a Pan American Sports Network. Buscou-se analisar os motivos que levaram a emissora a encerrar suas operações, o porquê de ter saído do ar mesmo sendo líder de audiência no segmento esportivo, com o objetivo de entender o processo de edificação de um canal internacional de televisão e identificar o que leva ao fracasso um projeto tido como promissor, com um potente plano de negócios e uma infraestrutura física e tecnológica de ponta. No Brasil ou no exterior, emissoras de TV não fecham ou abrem atividades a toda hora, por isso, considerou-se importante esta pesquisa, justificada pela carência desse tipo de análise na área de comunicação. Trata-se de uma pesquisa de cunho memorialista, qualitativa, com estudo de caso, que se apoiou na vivência de seu autor dentro da emissora e em pesquisas bibliográficas. A coleta de dados apontou que jamais foram esclarecidos os motivos que levaram a empresa estudada ao fechamento, o que se tem até então são hipóteses lançadas pela mídia sobre má administração, falta de conhecimento de broadcast, crise econômica mundial e consequente inadimplência no mercado argentino em 2000, levando a empresa a perder clientes e milhões de dólares em assinaturas do canal. Especula-se ainda que foi construída, inclusive, para deixar de existir em curto espaço de tempo para obter benesses fiscais. Considerou-se que tal situação não anula a importância de se divulgar o quão importante foi esse canal para a cobertura esportiva de televisão.

 

Data da defesa: 06/08/2018

Autor: Ana Elisa Ferreira Galdino Monma

Orientador: Profa. Dra. Simone Luci Pereira

Programa: Mestrado em Comunicação

Título: Música pop e sentidos políticos: usos e apropriações das performances de Beyoncé por mulheres ouvintes

Resumo: A presente pesquisa tem como principal objetivo verificar e compreender os usos e apropriações das canções e performances da cantora Beyoncé entre mulheres paulistas que escutam suas músicas. Por ser mulher negra e entoar canções muitas vezes autorais com cunho feminista e de empoderamento da mulher, a apropriação das narrativas midiáticas da cantora (tanto de sua vida pessoal como de seu trabalho) é visível entre seus fãs. O intuito é compreender as formas de apropriação dessas narrativas midiáticas no cotidiano, utilizando como metodologia a análise da performance das músicas e dos videoclipes, além de entrevistas em profundidade com três mulheres negras residentes na cidade de São Paulo, com idade entre 18 e 35 anos, ativistas ligadas à causa negra ou não. Os autores que fundamentam a dissertação são: Stuart Hall, Angela Davis, Chimamanda Gnozi, Karina Bidaseca, Simone Luci Pereira, Thiago Soares, entre outros. A relevância do tema está na contribuição com a reflexão sobre aspectos do afro-feminismo hoje articulados às narrativas midiáticas e aos sentidos políticos presentes nas culturas pop.

 

Data da defesa: 14/08/2018

Autor: Karina Célia Verzola

Orientador: Prof. Dr. Adriano Fonseca de Lima

Programa: Mestrado em Odontologia

Título: Efeito de diferentes coiniciadores de polimerização nas propriedades físico-químicas de resinas experimentais

Resumo: O objetivo do presente estudo foi avaliar a influência do uso de diferentes coiniciadores (difeniliodônio hexafluorfosfato-DPI e hexafluorfosfato de bis 4-metilfeniliodônio-BPI) nas propriedades químicas e mecânicas de resinas experimentais. Para isso, nove resinas experimentais (50% BisGMA e 50% TEGDMA) somadas a 60% em peso de partículas de carga foram formuladas. O sistema iniciador utilizado em todas as resinas foi a canforoquinona 1mol% e etil dimetilamino benzoato (EDAB) 2mol%. Os grupos experimentais foram estabelecidos variando o montante de DPI e BPI (0,25; 0,5; 0,75 e 1mol%). O grupo controle foi uma resina contendo somente CQ-EDAB. O módulo de elasticidade e resistência à flexão dos materiais foram obtidos a partir do teste de flexão de três pontos (25 mm x 2 mm x 2 mm). A polimerização em tempo real dos sistemas adesivos foi avaliada por meio de um espectrômetro infravermelho transformado de Fourier. A contração de polimerização foi avaliada em tempo real por meio da técnica do “vidro aderido”, e a transmissão de luz através da resina durante a polimerização foi analisada utilizando um espectrofotômetro. Os grupos experimentais foram analisados estatisticamente por análise de variância a dois critérios e teste de Tukey. Foram comparados ao grupo controle pelo teste de Dunnet. Aos 10s de ativação, os grupos contendo DPI e BPI apresentaram maior conversão que o grupo controle. No entanto, a conversão final foi semelhante para todos os grupos. A taxa de polimerização, contração e taxa máxima de contração foi superior para os grupos contendo DPI/BPI comparados ao controle. A transmissão de luz nos grupos experimentais é aumentada nos segundos iniciais, mas se mantém semelhante ao controle no final da fotoativação, ou levemente menor para as resinas contendo 0.75 e 1mol% de DPI. Pode-se concluir que BPI e DPI aumentam a reatividade das resinas de forma semelhante. Esse aumento de reatividade ocasiona um aumento na contração da resina e na velocidade com que esta ocorre, assim como influencia a transmissão da luz através da resina durante o processo de polimerização.

 

Data da defesa: 15/08/2018

Autor: Nadia Altobello Abatayguara Adametes

Orientador: Prof. Dr. Kurt Faltin Junior

Programa: Doutorado em Odontologia

Título: Avaliação do ângulo ANB nos diferentes padrões faciais

Resumo: O objetivo deste estudo foi avaliar as variações do ângulo ANB nos diferentes padrões faciais (provertido, neutrovertido e retrovertido) em pacientes adultos em Classe I de Angle (molares e caninos). Material e método: a amostra para este estudo foi de 2.085 radiografias cefalométricas laterais, sendo os fatores de inclusão da amostra: indivíduos leucodermas, de ambos os sexos (1.217 do sexo feminino e 868 do sexo masculino), em Classe I de Angle (molares e caninos), com idade entre 18 a 45 anos. Foi utilizado como critério de exclusão indivíduos portadores de quaisquer tipos de prótese ou implantes dentários, indivíduos com ausência dentária (com exceção dos sisos), indivíduos portadores de síndromes ou deficiências congênitas na face. Foram selecionados 6 fatores cefalométricos para determinação do padrão facial e avaliação do ângulo ANB. O projeto foi previamente aprovado pelo comitê de ética em pesquisa da Plataforma Brasil sob o número 095735/2016. Resultados: por meio de modelos de regressão linear para variáveis categóricas (ANOVA) e teste de correlação de Pearson, foi verificado que existe correlação entre o ângulo ANB e as medidas faciais selecionadas para este trabalho e que estas influenciam diretamente o valor do ângulo ANB. O ângulo Deflexão mostrou-se variar de forma estável e proporcional ao ângulo ANB. Houve diferença estatisticamente significante entre os valores médios do ângulo ANB para o grupo dos neutrovertidos quando comparados aos retrovertidos (p-valor < 0,01) e também para os provertidos quando comparados aos retrovertidos (p-valor = 0,017). Quando comparamos o ângulo ANB do grupo neutrovertidos e provertidos, não há diferença estatística significante, sendo o p-valor de 0,844. É possível observar que o grupo retrovertido apresenta um ANB com média de 4,5°, estando fora de sua norma cefalométrica, enquanto os grupos neutrovertidos e provertidos apresentam valores médios dentro das normas, sendo de 3,1° e 2,8°, respectivamente.

 

Data da defesa: 22/08/2018

Autor: Rosemary Aparecida de Souza

Orientador: Profa. Dra. Elizabeth Cristina Pérez Hurtado

Programa: Mestrado em Patologia Ambiental e Experimental

Título: Prevalência de níveis pressóricos elevados em indivíduos atendidos na Clínica de Enfermagem da Universidade Paulista, campus São José dos Campos

Resumo: As doenças cardiovasculares são consideradas na atualidade a principal causa de morte na população mundial, uma vez que níveis pressóricos elevados são um dos principais sintomas para o desenvolvimento de doenças cardiovasculares. Por isso, o monitoramento de populações em risco por profissionais de enfermagem é de extrema importância para estabelecer novas abordagens para prevenção e tratamento dessas doenças. Assim, o objetivo do presente trabalho foi determinar a prevalência de níveis pressóricos elevados nos indivíduos atendidos na Clínica de Enfermagem da Universidade Paulista, campus São José dos Campos, no período de 2013 a 2017. Trata-se de um estudo de caráter transversal, com abordagem quantitativa e análises de dados populacionais desenvolvidos com indivíduos adultos cadastrados em livros de registros e prontuários. Análises dos dados considerando somente 2.363 indivíduos que receberam atendimento básico no período de 2013 a 2017, mostram que 58% deles correspondem ao gênero feminino, maioria de raça branca, 70,6%. Em relação à pressão arterial, somente 10% dessa população apresentou níveis pressóricos elevados, dos quais 54,9% são do gênero masculino e 45,1% do gênero feminino, com média de idades de 50 e 53 anos, respectivamente. Considerando o índice de massa corporal (IMC) dos indivíduos com níveis pressóricos elevados, 56,5% dos indivíduos apresentaram obesidade ou algum grau de obesidade e 33,9% foram considerados com IMC normal. Em conjunto, os dados obtidos no presente trabalho permitiram caracterizar o perfil dos indivíduos que frequentam a Clínica de Enfermagem, bem como determinar a prevalência e possíveis fatores de risco associados à presença de níveis pressóricos elevados. Além disso, este estudo permitiu também observar a necessidade de ajustes nas coletas e armazenamentos de dados para otimizar o atendimento e implementar novos planos de ação para prevenção e controle de doenças de alta prevalência, como são as doenças cardiovasculares.

 

Data da defesa: 27/08/2018

Autor: Vanessa Harumi Kiyan

Orientador: Profa. Dra. Cintia Helena Coury Saraceni

Programa: Doutorado em Odontologia

Título: Efeito do laser de Ti:Safira em regime de femtossegundos na superfície da cerâmica Y-TZP, antes e após envelhecimento

Resumo: Objetivo: avaliar os efeitos da irradiação do laser de pulsos ultracurtos na superfície da zircônia pré-sinterizada Y-TZP por meio de teste de flexão biaxial e transformação de fase, antes e após o envelhecimento (e). Métodos: discos de zircônia Y-TZP (12 mm x 1,1 mm, ± 0,2 mm) foram divididos em 8 grupos (n=32), de acordo com o tratamento e envelhecimento – GC/ GC-e: sem tratamento; GAl / GAl-e: jateamento com Al2O3, 50 m; GL1/ GL1-e e GL2/ GL2-e: irradiações com laser de pulsos ultracurtos de 25 fs, com diferentes parâmetros de varredura e mesma energia de pulso. As superfícies foram avaliadas por meio de perfilometria óptica, microscopia eletrônica de varredura e difração de raios X e o teste de flexão biaxial foi realizado de acordo com normas ISO 6872:2015, seguido de fractografia. Testes estatísticos, análises de Weibull e elementos finitos foram aplicados.

Resultados: houve diferença estatística significante na resistência à flexão para o fator tratamento (p0,001), com valores maiores para GAl e GAl-e. O envelhecimento diminuiu a resistência à flexão para todos os grupos (p=0,001). O módulo de Weibull foi maior para o GL1-e. A rugosidade de superfície foi maior para o GL1. O grupo GAl apresentou maior pico de fase monoclínica. Significância: conclui-se que a maior homogeneidade na distribuição de falhas para os grupos laser sugere este tratamento para a superfície da Y-TZP como uma alternativa ao consagrado jateamento com óxido de alumínio, apesar de este ter apresentado maior resistência mecânica. A rugosidade de superfície e a transformação de fase também apontaram favoravelmente ao grupo laser. Independentemente do tratamento, o envelhecimento promoveu diminuição na resistência para todos os tratamentos.

 

Data da defesa: 31/08/2018

Autor: Thiago Westphal da Silva

Orientador: Prof. Dr. Élcio Magdalena Giovani

Programa: Mestrado em Odontologia

Título: Avaliação clínica da infiltração do hialuronato de sódio de alto peso molecular após artrocentese em pacientes com desarranjos internos da articulação têmporo-mandibular

Resumo: As disfunções têmporo-mandibulares (DTM) da ATM (articulação têmporo-mandibular) ocorrem quando há um relacionamento anormal entre as suas estruturas anatômicas, disco articular, côndilo e a eminência articular. O objetivo deste trabalho foi avaliar a eficácia da técnica e a longevidade dos resultados obtidos pela combinação de procedimento cirúrgico minimamente invasivo de artrocentese da ATM combinado com a infiltração única de hialuronato de sódio (HS) de alto peso molecular, sendo que a unidade experimental foi composta por pacientes (n=14). O estudo foi caracterizado como sendo clínico randomizado. Os fatores em estudo analisados foram o tempo em 5 níveis – baseline, T1(1 semana), T2 (30 dias), T3 (90 dias) e T4 (6 meses), sendo as variáveis de resposta: dor, escala VAS de 0-10 (variável quantitativa); ruído articular presença e ausência (variável qualitativa nominal); e abertura bucal (mm) (variável quantitativa). Foram aplicados os testes não paramétricos de Wilcoxon e de Friedman. Já para a variável “abertura bucal” foi aplicado o teste de análise de variância de medidas repetidas. Para a variável “ruído” foi aplicado o teste de Cochran’s Q. Todos os valores de dores foram significativamente menores quando comparado com o baseline, independentemente do lado avaliado (p<0,05). Para as medidas de abertura bucal (mm), não houve diferença estatística significativa na média de abertura bucal ao longo do tempo (p=0,28). Quanto ao ruído articular, não houve diferença estatística significante (p>0,05). A infiltração única do hialuronato de sódio de alto peso molecular utilizado após a técnica de artrocentese com duas agulhas aponta ser uma eficiente opção de tratamento para os pacientes que não tiveram sucesso no tratamento clínico conservador.

 

Data da defesa: 31/08/2018

Autor: Ricardo Salgado de Souza

Orientador: Prof. Dr. Luciano Lauria Dib

Programa: Doutorado em Odontologia

Título: Análise in vitro da adaptação e da infiltração bacteriana na interface implante-conector em dois modelos de implantes extraorais

Resumo: Os objetivos do presente estudo foram comparar a adaptação e a infiltração bacteriana na interface implante-conector entre dois modelos de implante extraoral com diferentes tipos de plataforma de conexão. Foram utilizados dois modelos de implantes, um de plataforma do tipo hexágono externo (HE) e outro do tipo cônico externo (CE). A análise da microfenda (gap) entre o implante e o conector foi avaliada por meio de microscopia eletrônica de varredura (MEV). Cinco conjuntos de cada modelo foram submetidos a MEV, num total de 120 mensurações em diferentes pontos de contato. Para a análise da infiltração bacteriana foi utilizada a bactéria Staphylococcus aureus (Sau) em onze conjuntos implante-conector de cada modelo, sendo que em cada grupo um dos conjuntos foi utilizado como controle. Os conjuntos foram imersos em meio de cultura por 24 horas e, posteriormente, foi colhido material por meio de microbrush em dois locais, um na superfície do hexágono externo e outro na câmara interna do implante. O material coletado foi semeado em placa de petri preenchida com meio Mueller-Hinton Agar e, 24 horas depois, foi realizada a contagem das unidades formadoras de colônias (UFC). Os resultados da análise do MEV demonstraram que as medianas do gap do grupo CE foram estatisticamente menores quando comparadas com o grupo HE segundo teste Mann-Whitney (p<0,0001). Quanto à infiltração bacteriana, a análise estatística revelou diferenças entre as medianas do grupo HE em relação ao grupo CE, o que demonstrou que a quantidade de bactérias contadas foi significativamente maior no grupo HE (p<0,0001). Diante dos resultados, foi possível concluir que o implante extraoral do grupo CE apresenta melhor adaptação e maior selamento, evidenciados pela menor infiltração bacteriana e menor microfenda entre o implante e o conector quando comparado ao grupo HE.

 


 

 

]]>
DATA26/09/2018
<![CDATA[24/09/2018 - Alunos da UNIP visitam Usina Hidrelétrica Binacional de Itaipu ]]> Por Professora Laura Ancona

Em 26 de agosto, os alunos dos cursos de Graduação em Engenharia Elétrica e de Pós-Graduação lato sensu em Sistemas Elétricos de Potência, do campus Paraíso, visitaram a Usina Hidrelétrica Itaipu Binacional, em Foz do Iguaçu, PR. A turma foi acompanhada dos professores Ana Paula Santos, Devanil Borges, Edval Delbone, Luciano Prestes, Pedro Kiszka e Ricardo Tinoco.

 

A Itaipu Binacional é a maior usina do mundo em geração de energia elétrica e pertence ao Brasil e ao Paraguai. As obras de sua construção foram iniciadas em 1975 e, no período de 1984 e 1991, entraram em operação 18 unidades geradoras. Entre 2006 e 2007, passaram a funcionar as duas últimas, totalizando as 20 unidades geradoras de 700 MW, mas com potência instalada para 14.000 MW, sendo 10 unidades na frequência de 50 Hz pertencentes ao Paraguai e 10 na frequência de 60 Hz pertencentes ao Brasil.

 

A usina atende cerca de 15% da demanda brasileira e 75% da demanda paraguaia. A partir de 2003, a Itaipu Binacional ampliou sua missão e passou a gerar energia elétrica de qualidade e com responsabilidade socioambiental, impulsionando o desenvolvimento econômico, turístico, tecnológico e sustentável na região. Ela é considerada uma das sete maravilhas do mundo moderno. A palavra Itaipu é de origem indígena (tupi) e significa “Pedra que Canta”.

]]>
DATA24/09/2018
<![CDATA[24/09/2018 - Campus São José do Rio Preto participa de Encontro de Profissões no Colégio Coopem ]]> Por Caroline Beatriz

Nos dias 27 e 28 de agosto e 10 e 11 de setembro, os coordenadores dos cursos de Administração, Engenharia Civil, Direito, Comunicação Social, Psicologia, Arquitetura & Urbanismo e Nutrição, do campus São José do Rio Preto, participaram como oradores no Encontro de Profissões do Colégio Coopem, em Mirassol, SP.

Iniciando o ciclo de palestras, a coordenadora do curso de Administração, Luciana Nogueira, o coordenador do curso de Engenharia Civil, José Armani, o professor do curso de Direito Éder Raia e a professora do curso de Comunicação Social Lucimar Canteiro, compartilharam informações sobre o mercado de trabalho, as possibilidades de atuação profissional e as disciplinas referentes a seus cursos.

Durante os dois últimos dias, os demais coordenadores, Rosana Garcia (Psicologia), Débora Riva (Arquitetura & Urbanismo) e Sueli Budoia (Nutrição), esclareceram dúvidas sobre seus respectivos cursos aos alunos. O Encontro ofereceu aos jovens conhecimentos relevantes, com o objetivo de auxiliar na fase de escolha profissional.

 

]]>
DATA24/09/2018
<![CDATA[24/09/2018 - Campus Sorocaba participa de Feira de Profissões ]]> Por Coordenador Prof. Richardson

No dia 1º de setembro, o campus Sorocaba esteve presente na Feira de Profissões realizada na ESAMC, na própria cidade Sorocaba, SP.

Durante o evento, os participantes puderam visitar o estande da Instituição e conversar com coordenadores dos cursos de Análise e Desenvolvimento de Sistemas, Automação Industrial, Pedagogia, Letras e Direito, que estiveram presentes no local. O público contou também com palestras de coordenadores de cursos das áreas de Exatas, Humanas e Biológicas, além de atividades práticas para conhecer com mais detalhes a carreira escolhida.

Os cursos de Análise e Desenvolvimento de Sistemas e Automação Industrial demonstraram ainda os trabalhos do Projeto Integrado Multidisciplinar (PIM) desenvolvidos neste ano.

Por fim, foram realizadas inscrições gratuitas para o processo seletivo da UNIP, campus Sorocaba.

]]>
DATA24/09/2018
<![CDATA[23/09/2018 - Jornada de Psicologia no campus Araraquara ]]> Por Profº Oliver Zancul Prado

Entre os dias 27 e 29 de agosto, no campus Araraquara, ocorreu a Jornada de Psicologia. Participaram mais de 400 inscritos entre alunos dos cursos de Psicologia, Pedagogia, Propaganda e Marketing, Estética e Cosmética, além de egressos do curso de Psicologia e membros da comunidade.

O evento é anual e organizado pelos alunos do terceiro e do quarto semestre do curso. Neste ano, a comissão organizadora definiu os seguintes eixos temáticos: corpo, tecnologia e saúde mental.

A abertura da Jornada contou com o grupo de dança Cia Blackout, que fez uma apresentação de street dance, abordando os temas exclusão social e esperança. Ainda no dia 27, data em que se comemora o Dia do Psicólogo, houve duas palestras. A primeira sobre Desenvolvimento infantil e a influência tecnológica da criança com suas vantagens e desvantagens, com a psicóloga, mestra em Análise do Comportamento e doutoranda pela UFSCar Gabriele Gris. A palestrante apresentou um panorama amplo sobre aplicativos e jogos infantis e como os pais e profissionais podem lidar com o assunto.

Após o intervalo, o psicólogo e representante do Conselho Regional de Psicologia de São Paulo, Carlos Renato Nakamura, proferiu a palestra Adoção e papel do(a) psicólogo(a). Nakamura mostrou como o processo de adoção sofreu mudanças desde os tempos do Império e, atualmente, como a tecnologia está inserida no processo com a gestão das filas de adoção.

No dia 28, o evento foi retomado com a mesa-redonda sobre Esporte e Saúde Mental. Participaram a psicóloga Ana Carolina Zeoli Menezes, que falou sobre o auxílio do esporte nos tratamentos de ansiedade e depressão e o preparo físico e mental em paratletas; o nutricionista esportivo Leonardo Itman, que apresentou um panorama sobre os transtornos alimentares no meio esportivo; e a ex-atleta, jogadora da seleção brasileira de basquete e diretora da Fundesport, Roseli do Carmo Gustavo, que fez um relato sobre sua experiência profissional envolvendo sexismo esportivo.

Em seguida, a fisioterapeuta e mestranda pela UFSCar Danielle Chagas proferiu a palestra As ferramentas e máquinas à disposição dos seres humanos e o auxílio da tecnologia nos tratamentos. A palestrante apresentou as tecnologias que auxiliam no diagnóstico e nos tratamentos na área da Fisioterapia, bem como abordou a importância do tratamento multidisciplinar.

O evento encerrou-se no dia 29, com a última mesa-redonda e palestra. A mesa sobre Tecnologia e Saúde Mental contou com a participação da psicóloga e mestranda em educação sexual pela Unesp Maiara Pereira, da psicóloga e neuropsicóloga Amably Monari e do coordenador do curso de Propaganda e Marketing do campus Araraquara, Carlos Aiello. Os profissionais destacaram pesquisas científicas sobre a romantização e a busca pela vida perfeita, os relacionamentos humanos sob efeito da tecnologia e os fenômenos da adultescência e infantescência.

A palestra de encerramento foi proferida pelo psicólogo e mestrando em educação sexual pela Unesp Michel Douglas Pachiega, que apresentou uma análise psicanalítica da exposição virtual e suas consequências, citando casos envolvendo vazamento de fotos íntimas, jogos virtuais e cyberbullying.

Além dessas atividades, durante toda a Jornada, no período matutino, foram realizados minicursos. A professora Suselaine Mascioli ministrou minicursos sobre o corpo e o brincar e também sobre tecnologia e desenvolvimento infantil. O psicólogo e psicanalista Carlos Eduardo do Carmo e o psicólogo e doutor em educação Marinaldo Fernando de Souza ministraram, por sua vez, minicursos sobre pedofilia.

Importante destacar, ainda, que três dos participantes são egressos do curso de Psicologia do campus Araraquara, Carlos Eduardo do Carmo, Marinaldo Fernando de Souza e Amably Monari. Eles relembraram momentos da formação na unidade, servindo de exemplo e referência para novos estudantes.

]]>
DATA23/09/2018
<![CDATA[22/09/2018 - Curso de Fisioterapia realiza atendimento a peregrinos de São Miguel Arcanjo ]]> Por Divulgação

No dia 22 de setembro, os alunos do curso de Fisioterapia do campus Assis atenderam os peregrinos que saíram da cidade de Assis, SP, em direção ao Santuário de São Miguel Arcanjo, em Bandeirantes, PR.

Após caminharem cerca de 32 km, por volta das 10h, o grupo fez uma pausa no distrito de Santo Antônio do Paranapanema (Porto Almeida), que pertence à comarca de Cândido Mota, em São Paulo.

No ponto de descanso, os peregrinos receberam atendimento dos alunos do curso de Fisioterapia da UNIP, que realizaram massagens relaxantes, alongamentos, bandagens terapêuticas e aplicaram técnicas de crioterapia para aliviar as dores dos participantes devido ao desgaste da caminhada.

A equipe contou com alunos do sexto, sétimo e oitavo semestres, que trabalharam sob a supervisão das fisioterapeutas Fernanda Campana e Adriana Salles Navas, da professora Bethânia de Souza Tangerino e da coordenadora do curso, Cássia Regina Saade Pacheco.

]]>
DATA22/09/2018
<![CDATA[22/09/2018 - Alunos de Engenharia realizam visita técnica à cidade de Barra Bonita ]]> Por Divulgação

Estudantes dos cursos de Engenharia do Ciclo Básico, Civil e Mecânica do campus Assis no mês de setembro, realizaram uma visita técnica à cidade de Barra Bonita, SP, onde fizeram um passeio de eclusa pelo Rio Tietê, em direção à usina hidrelétrica, e conheceram o Museu Histórico Luiz Saffi, entre outras atividades.

Durante o programa, os alunos tiveram a oportunidade de conhecer diversas obras históricas de engenharia hidráulica. Trata-se de obras importantes para as gerações de profissionais das áreas da Engenharia Civil e de Engenharia Mecânica não só pelo tempo de existência de suas construções, mas também pelo estado de conservação e funcionamento em atendimento à população daquela região.

Às margens do Rio Tietê foi possível observar diversos tipos de construção civil, desde o porto para extração de areia e elevadas chaminés de olarias a obras de grande porte e construções de edificações históricas, que o município preserva para o conhecimento da história local e nacional.

Segundo a organizadora da atividade, professora Kátia Cristine Del Massa, a visita foi uma experiência agradável, de conhecimento in loco muito proveitoso e complementar ao conteúdo ministrado em sala de aula. “É emocionante ver o quanto a Engenharia pode viabilizar e contribuir com a vida cotidiana das pessoas que dependem da hidrovia Tietê-Paraná para exercer suas atividades cotidianas”, ressaltou.

 

]]>
DATA22/09/2018
<![CDATA[21/09/2018 - Curso de Ciências Biológicas organiza palestra sobre o Dia da Árvore ]]> Por Divulgação

O curso de Ciências Biológicas do campus Assis realizou, no dia 21 de setembro, uma palestra em comemoração do Dia da Árvore. O engenheiro florestal Fábio Ávila Nossack, que trabalha na Secretaria do Meio Ambiente do município, abordou o tema Arborização urbana na cidade de Assis.

O evento buscou conscientizar sobre a importância do plantio urbano de árvores e debater sobre a legislação relacionada ao assunto. Participaram da palestra alunos e professores do curso de Biologia.

 

]]>
DATA21/09/2018
<![CDATA[21/09/2018 - Alunos de Enfermagem ministram palestra sobre o Setembro Amarelo ]]> Por Divulgação

No dia 21 de setembro, o curso de Enfermagem do campus Assis realizou uma palestra na Estratégia de Saúde da Família (ESF) Bela Vista, localizada no Bairro San Fernando Valey, em Assis.

Auxiliados pela enfermeira supervisora de estágio, Juliara de Souza, alunos do último semestre abordaram o tema Setembro Amarelo, mês referência da campanha de conscientização e prevenção do suicídio.

“É um período de diálogo, que busca criar conversas sobre o assunto, deixar as pessoas que sofrem com pensamento suicidas saberem que elas não estão sozinhas e que a morte não é solução”, alerta Juliara.

O Setembro Amarelo foi criado em 2015 e é uma iniciativa do Centro de Valorização da Vida (CVV), do Conselho Federal de Medicina (CFM) e da Associação Brasileira de Psiquiatria (ABP).

 

]]>
DATA21/09/2018
<![CDATA[19/09/2018 - Campus São José do Rio Preto realiza o Décimo Primeiro UNIPCLIP ]]> Por Danilo Mesquita

O curso de Publicidade e Propaganda do campus São José do Rio Preto promoveu, no dia 12 de setembro, a Décima Primeira Edição do Festival de Videoclipe UNIPCLIP. O evento foi organizado pelo coordenador do curso, Givaldo dos Reis, juntamente com os professores José Ricardo Villani e Silvana Nery e os estudantes do sexto semestre.

O festival contou com a participação de todas as turmas de Comunicação Social, professores e alunos dos demais cursos da unidade. A abertura foi realizada pela diretora do campus, Simone Buchala, e pelo coordenador do curso, Givaldo dos Reis.

Os vídeos foram avaliados por mestres e doutores da área de comunicação, músicos e publicitários da área de produção. Os vencedores, em suas respectivas categorias, foram:

- Melhor Adaptação – Take me or leave me

- Melhor Fotografia – Nó

- Melhor Edição – Believer

- Melhor Produção – Toyriller

- Melhor Videoclipe – Take me or leave me

- Grand Prix – Toyriller

- Ator Revelação – Cauê Augusto Paschoa

- Atriz Revelação – Carol Finimundi (curso de Psicologia)

- Melhor Making Off – Believer

- Melhor Produção Gráfica CARTAZ – Os caça fantasmas

- Tema do Evento – Linha mortal

- Banda Garagem – Em fúria

Os vencedores receberam troféus e ao final do evento foi oferecido um coffee break aos participantes.

O objeivo do UNIPCLIP é incentivar e ampliar a técnica e o potencial criativo dos estudantes, além de promover integração e entretenimento entre todos.

]]>
DATA19/09/2018
<![CDATA[19/09/2018 - Campus São José do Rio Preto promove curso para cuidadores de idosos ]]> Por Caroline Beatriz

No dia 15 de setembro, o campus São José do Rio Preto promoveu o segundo curso Cuidar Bem, para orientação aos cuidadores de idosos. O evento, organizado pelo setor de Fisioterapia Preventiva, ocorreu no teatro da unidade e foi aberto ao público, recebendo cerca de 90 inscrições. Para participar, cada inscrito contribuiu com um pacote de fralda geriátrica, que foram doados para o Asilo de Schmidt.

Durante o curso, foram ministradas as seguintes palestras:

- Importância de manter o idoso ativo, com a fisioterapeuta e professora Lillian Marques;

- Cuidados respiratórios com o paciente idoso, com a fisioterapeuta Janaína Aparecida Soares;

- Adaptação do ambiente para idoso: dicas para o dia a dia, com a terapeuta ocupacional Marina Zainden;

- Higiene e cuidados com ferimentos, com a enfermeira Danyara Garcia;

- Mudança de decúbito: transferência e posicionamento (teoria e prática), com a fisioterapeuta Vanessa Moitinho;

- Dicas de nutrição: receitas fáceis e orientação nutricional ao idoso, com a nutricionista Eleide Lima;

- Recuperação após fratura de fêmur, com a fisioterapeuta e professora Cristiane Bonvicine;

- Cuidando do cuidador, com a fisioterapeuta e professora Cristiane Bonvicine.

O objetivo foi proporcionar aos participantes o conhecimento necessário para prestar assistência e identificar as necessidades específicas de cada idoso, ampliando, assim, suas habilidades e capacidade de um bom relacionamento em suas ocupações diárias.

]]>
DATA19/09/2018
<![CDATA[19/09/2018 - Curso de Fisioterapia promove campanha de incentivo à doação de leite materno ]]> Por Caroline Beatriz

O curso de Fisioterapia do campus São José do Rio Preto promoveu, de 27 de agosto a 5 de setembro, uma campanha de arrecadação de potes vidros para armazenar leite materno.

A ação foi aberta para todos os cursos e destinou o material ao Hospital Santa Casa de Misericórdia de São José do Rio Preto. Os potes serão esterilizados pelo banco de leite materno e encaminhados às mães doadoras, que irão utilizá-los para um armazenamento seguro. O leite humano só pode ser acondicionado em recipientes de vidro, por ser inerte e biologicamente inativo, o que evita contaminações e conserva os nutrientes e o sabor do alimento. Um litro de leite materno doado em potes de vidro pode alimentar até 10 bebês.

O objetivo da campanha, que arrecadou 363 potes de vidros, foi também estimular a doação de leite humano. Considerado o mais completo alimento para os recém-nascidos, o leite materno garante o desenvolvimento saudável e a proteção imunológica dos bebês até 2 anos de idade.

 

]]>
DATA19/09/2018
<![CDATA[19/09/2018 - Jornada Jurídica 2018 no campus Assis ]]> Por Divulgação

Entre os dias 17 e 19 de setembro, o curso de Direito do campus Assis organizou a Décima Primeira Jornada Jurídica sobre o tema Três décadas de democracia. Durante o evento, que contou com a presença dos alunos da UNIP, professores e convidados especiais, foram realizadas diversas palestras e sorteio de livros concedidos pelos palestrantes.

No dia 17, no período noturno, os participantes prestigiaram a presença do doutorando pela Faculdade de Direito de São Paulo e professor Gerson Faustino Rosa, que abordou o conteúdo Novo Direito Penal das Famílias. Já no dia 18, pela manhã, o mestrando em Teoria do Direito e professor Bruno Baldinoti ministrou o tema Recuperação judicial e os benefícios da empresa em crise no Brasil. À noite, o professor do campus Assis, Paulo Cezar Dias proferiu a palestra Ferramentas da mediação e a comunicação não violenta.

Para encerrar as atividades, no dia 19, a advogada da Prefeitura Municipal de Assis e professora do campus, Marina Perini Antunes Ribeiro, trouxe à discussão o tema Que Brasil é esse? E no período noturno, o professor de Direito Processual Penal e supervisor de estágio do campus Assis, José Domingos Filho, discorreu sobre o tema Segurança no trânsito – direito fundamental de proteção à vida.

A Jornada teve ainda um cunho social: para se inscrever, os participantes realizaram doação de 1 kg de alimento não perecível. Os donativos foram destinados a entidades carentes do município de Assis.

A coordenadora do curso de Direito da unidade, Maria Aparecida Domingos, destacou que a participação de todos os alunos, palestrantes e convidados contribuiu para o sucesso do evento.

]]>
DATA19/09/2018