Universidade Paulista http://www.unip.br Últimas notícias pt-br Copyright Unip. Todos os direitos reservados. UNIP - Universidade Paulista http://www2.unip.br/img/layout/logo_unip_rss.gif http://www.unip.br 154 79 <![CDATA[02/08/2019 - Aluna realiza mobilidade internacional e integra projeto de pesquisa promovido pela Fundación ONCE ]]> Por Pós

Aluna do curso de Arquitetura e Urbanismo do campus São José do Rio Preto, Helena Furquim Junqueira está em intercâmbio na Universidad Francisco de Vitoria (UFV, Madrid, Espanha) até janeiro de 2020, integrando projeto promovido pela Fundación ONCE. A aluna enviou um relato das experiências já vivenciadas nesta sua oportunidade de estudo.   

“Acredito que um dos principais pontos que aprendi durante meu primeiro semestre estudando Arquitetura na Universidad Francisco de Vitoria (Espanha) foi a comunicação de ideias; não só na parte acadêmica, considerando que a comunicação é uma pauta importante na área de Arquitetura, mas também no âmbito pessoal e linguístico. O processo de adaptação à outra cultura, em relação às formas de expressar, à comunicação, possibilita um crescimento pessoal sutil e ao mesmo tempo brutal”, relata a estudante.

Nesse sentido, Helena conta que as aulas de projeto foram desafiadoras por ter que exercitar a comunicação em outro idioma e com pessoas desconhecidas. “A princípio, tive que ter jogo de cintura para usar outros meios de comunicação disponíveis na hipótese de o idioma falhar, recorri a desenhos, rabiscos, croquis, maquetes, mímicas, enfim, qualquer forma possível para comunicar de modo eficiente. Essa estratégia, associada à prática de um novo idioma, melhorou minhas habilidades comunicativas e de raciocínio, e trouxe uma troca riquíssima com outras pessoas e com a cultura local.”

Em sua estada, a estudante já realizou uma viagem acadêmica de uma semana para participar de um workshop em Paris, como parte da aula de Proyectos IV, cujo tema era Revisiting Ornament. Tratou-se de uma parceria entre a UFV e a École d’Architecture de la Ville & des Territoires Paris-Est (ENSAVT). Ainda no processo de adaptação à maneira de estudar Arquitetura na Espanha, ela teve a oportunidade de conhecer a mesma abordagem na França. “Foi uma semana intensa, de muitos aprendizados dentro da Universidade e fora também, por apresentar um roteiro arquitetônico riquíssimo que desviou do tradicional em Paris. Trabalhamos conceitos sobre ornamento, algo que a princípio me parecia um pouco raso, mas que traz infinitas possibilidades de reflexão conceitual. A experiência linguística dessa semana também foi importante: eu discutia ideias em espanhol com meus companheiros espanhóis, me comunicava com os franceses em inglês e os escutava conversando em francês. E no meio disso tudo, a minha cabeça pensava em português. Definitivamente, foi uma maneira eficiente de internalizar o inglês e o espanhol.”

Durante os três anos do curso no campus São José do Rio Preto, a estudante trabalhou elaborando projetos em grupos de pelo menos quatro pessoas. Isso foi muito importante para que desenvolvesse suas habilidades de trabalho em equipe, de conciliar ideias e de organizar tarefas. Chegando à UFV, no entanto, Helena trabalhou sozinha em um projeto, podendo defender suas próprias ideias e assumir uma postura própria diante dos problemas. “Conheci muito a mim mesma nesse processo. Outro ponto importante foram as aulas de História da Arquitetura, cujo enfoque era específico no cenário europeu, especialmente espanhol, o que foi muito importante para que eu me conectasse ainda mais com a cultura local”, conta.

Em virtude dos bons resultados do intercâmbio, Helena conseguiu renovar por mais um semestre sua estada na Espanha. “Conforme o semestre foi chegando ao fim, senti que ainda poderia aprender ainda mais nessa experiência, e busquei maneiras de que a UNIP concedesse mais um semestre na UFV. Conversei com meus professores aqui e com o diretor do curso de Arquitetura e fui aceita no projeto de pesquisa EDUCA4ALL, promovido pela Fundación ONCE e financiado pelo programa ERASMUS+”, esclarece a aluna. Segundo destaca, “um dos principais objetivos da Fundación ONCE é ‘promover a acessibilidade universal e a aplicação de design para todos os entornos, bens, produtos e serviços que a sociedade oferece aos cidadãos. Por isso, é imprescindível enfocar grande parte do esforço na conscientização e na formação dos profissionais responsáveis pelo design dessas áreas, assim como de futuros profissionais que se encontram no processo de formação na Universidade.’”

 

Desenvolvimento do Projeto

 

Na primeira etapa do projeto, que começou em maio, Helena auxiliou o diretor do curso de Arquitetura da UFV, Felipe Samarán, na sua tese de doutorado intitulada Centralidad de la persona en la Arquitectura actual, que caminha junto com o EDUCA4ALL. De acordo com ela, Felipe defende que, atualmente, as pessoas não são mais os protagonistas da Arquitetura em uma busca formalista e a relação dos usuários com o espaço acaba se perdendo.

“Sob a sua orientação, analisei fotografias de arquitetura atual, especialmente dos projetos vencedores da IX BIAU – Bienal Iberoamericana de la Arquitectura y el Urbanismo: Nuevas Geografías, Contextos Iberoamericanos; da X BIAU – Desplazamientos, Contextos Iberoamericanos; da XII BEAU – Bienal Española de Arquitectura y Urbanismo: Inflexión/Turning Point; da XIII BEAU – Alternativa/es; e dos Prêmios FAD, concedidos anualmente pela associação espanhola ArquinFad, de 1958 até 2008. Foram encontradas evidências de que na fotografia de arquitetura não se prioriza a relação das pessoas com o espaço, as pessoas são evitadas e dão lugar ao protagonismo do vazio. Das fotografias analisadas, 67% estão completamente vazias e 11% apresentam pessoas descontextualizadas, cuja inserção na foto não mostra nada sobre o uso do espaço. Somente 22% das fotos apresentam pessoas em uso coerente com a função da arquitetura retratada. Também foram analisados outras categorias e dados sobre as fotos. As próximas etapas do projeto serão a análise das definições de Arquitetura de teóricos ao longo da humanidade e dos manifestos arquitetônicos mais relevantes até hoje, buscando a identificação das prioridades da Arquitetura que apresentam, com um cuidado especial para identificar quantos teóricos priorizam as pessoas na Arquitetura.”

Concluindo seu relato, para Helena Junqueira tudo isso se trata de uma grande e importante novidade. “Eu nunca havia trabalhado diretamente com dados e estatísticas antes. Estou aprendendo muito neste processo e aguçando o meu olhar crítico sobre as prioridades da Arquitetura atual, assim como da fotografia que a retrata, outro tema que me interessa muito. Sou muito grata por ter sido escolhida pela UNIP para receber essa bolsa de estudos internacional do Santander Universidades. Hoje, valorizo investir em experiências, mais do que em bens materiais, pois ninguém pode tirar de mim as minhas experiências, as situações que eu vivenciei, os lugares em que estive e o autoconhecimento que tudo isso me trouxe”, finalizou a aluna.

 

]]>
DATA02/08/2019
<![CDATA[02/08/2019 - Coordenadora de Letras participa do Vigésimo Segundo Congresso ICLA na China ]]> Por Roseli Gimenes

A coordenadora geral do curso de Letras, Roseli Gimenes, participou do Vigésimo Segundo Congresso Internacional de Literatura Comparada (ICLA), realizado de 20 de julho a 2 de agosto, na Universidade de Macau, China. Literature of the World and the Future of Comparative Literature foi o tema do Congresso, debatido na abertura do evento pelo presidente do ICLA, professor Zhang Longxi.

Na ocasião, a coordenadora Roseli Gimenes apresentou a palestra Cinema, Literature of Science Fiction and Artificial Intelligence, dentro do simpósio Interdisciplinarity in Comparative Literature. Entre outros brasileiros presentes, destacaram-se Márcio Seligmann-Silva, professor da Unicamp, e Rogério da Silva Lima, diretor da ABRALIC 2018-2019.

]]>
DATA02/08/2019