Software na Engenharia de Produção

Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu em Engenharia de Produção

Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu em Engenharia de Produção da UNIP é nota 5 na CAPES

Ementa

Engenharia de Produção e processo de software. Paradigmas da produção de software. Apoio dos sistemas de informação nas fábricas e redes de empresas de software. Desenvolvimento de software orientado a domínios de negócio por meio de objetos, padrões e construção de software com reúso. Gerência de projetos e de configuração de software. Modelos de processo e produto de software. Modelagem de processos de negócio. Qualidade e garantia da qualidade de software (SQA).  Ferramentas para engenharia de software. Métricas de software (produto, projeto e processo).

Bibliografia

BABOK - (Business Analysis Body of Knowledge). acessado do autor: Rildo Santos – eTecnologia – www.slideshare.netwww., 2012.
BPMN (Business Process  Modeling Notation)  -  Padrão desenvolvido pelo Business Process Management Initiative  (BPMI). www.bpmi.org
Carnegie Mellon University – Software Engineering Institute. CMMI Appraisal Results. 2006.
CHEESMAN, J.; DANIELS, J. UML Components: a simple process for specifying component-based software. Addison-Wesley, 2001.
ERL, T. Service-Oriented Architecture: Concepts, Technology and Design. NJ, USA:, Prentice Hall PTR Upper Saddle River, 2005.
FLEMING, Q. M.; KOPPELMAN, J. M. Earned Value Project Management. 3rd edition. Newton Square: Filadélfia: PMI, 2005.
GONÇALVES, Rodrigo Franco; PESSÔA, M. S. P; SPINOLA, Mauro de Mesquita; PRADO, José Pacheco de Almeida. A Importância de Representar Pessoas na Modelagem de Processos de Negócio. In: ENCONTRO NACIONAL DE ENGENHARIA DE PRODUÇÃO, 21. 2005, Porto Alegre. Anais... Porto Alegre: ENEGEP, 2005.
IEEE Computer Society. Guide to the software engineering body of knowledge (SWEBOK). Trial version, IEEE, 2006.
IEEE STD 1517-1999. IEEE Standard for Information Technology – Software Life Cycle Process – Reuse Process. IEEE, June 1999, Reafirmed, March 2004.
IEEE12207. Standard for Information Technology – Software Life Cycle Process. IEEE, March 2008.
JACOBSON, I.; RUMBAUGH, J.; BOOCH,G. The unified software development process. Reading, MA: Addison-Wesley, 1999.
KRONIG, R; COSTA, I; SPÍNOLA, M.M. Uma proposta de um processo prático para apoiar o reúso de software. In: ENCONTRO NACIONAL DE ENGENHARIA DE PRODUÇÃO, 25.,2005, Porto Alegre. Anais... Porto Alegre: ABEPRO/PUCRS, 2005.
MCCLURE, C.  Software Reuse.  A Standards-Based  Guide.  [S.L.]:John  Wiley  Professional,  2001.
ROSENBERG, Doug.; STEPHENS, M.; COLLINS-COPE, M. Agile development with ICONIX process: people, process and pragmatism. Apress, 2004.
SAMETINGER, J. Software Engineering with Reusable Components. NY: Springer-Verlag , 1997.
SOMMERVILLE, I. Engenharia de Software. 6. ed. Addison Wesley, 2007.
TAKEUCHI, H.; NONAKA, I. The New New Product Development Game. Harvard Business Review, 1986.