Tecnologia e Inovação no Sistema Produtivo Brasileiro

Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu em Engenharia de Produção

Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu em Engenharia de Produção da UNIP é nota 5 na CAPES

Ementa

A evolução da produção, a partir do século XVIII, se deu de forma exponencial. Descobertas cientificas, invenções e inovação de equipamentos e máquinas revolucionaram os sistemas de produção capitalista. As mudanças radicais dos processos de produção e gestão vem ocorrendo em periodos cada vez menores. O motor que impulsiona tais mudanças são as tecnologias e as inovações que propiciam a substituição da força e até da inteligência humana com mais agilidade e precisão. Da produção em massa do ´seculo XIX, chegou-se à segunda metade do século XX à produção enxuta e mais limpa, em que foram incorporados, alem de tecnologias e inovações, comportamentos, disputas por mercado e atenção ao cliente. O Brasil, tardiamente industrializado apresenta estrutura complexa de produção. Há setores modernos e competitivos, contando com recusos de alta sofisticação tecnologica convivendo a par de outras ainda embricadas no periodo do teylorismo.

Bibliografia

TIGRE,P.B., Gestão da Inovação: A Economia da Tecnologia no Brasil; Rio de Janeiro, Elsivier, 2006. ISBN 85-352-1785-8.
Correa, H.L. “Gestão de Redes de Suprimento – Integrando Cadeias de Suprimento no Mundo Globalizado”. São Paulo: Editora Atlas, 2010. ISBN 978-85-224-5850-9.
Takahashi, S et al, “Gestão de Inovação de Produtos: Estratégia, processo e conhecimento. Rio de Janeiro, Elsevier – Edit. Campus, 2007.
Pesquisa Industrial – Inovação Tecnológica – IBGE/PINTEC - Pesquisa Industrial Inovação Tecnológica 2008-Departamento de Industria –Rio de Janeiro: IBGE, 2008 - ISBN 85-240-1446-6
Womack, J. P. et al. “A mentalidade enxuta nas empresas”. Rio de Janeiro. Elsivier, 2004. ISBN 85-352-0161-0.
Kim, L et Nelson, R. R; “Tecnologia, aprendizado e inovação: As experiências das economias de industrialização recente’. Campinas: Editora da Unicamp, 2005. ISBN 85-268-0701-3
Mattos, J.R.L. et Guimarães, L. S. “Gestão da Tecnologia e Inovação: Uma abordagem prática”. São Paulo: Saraiva, 2005 – ISBN: 978-85-02-04988-8.
Prohalad, C.K. et al. “Competindo pelo futuro: estratégias inovadoras para obter o controle do seu setor e criar os mercados do amanhã”. Rio de Janeiro; Elsivier-Edit. Campus, 2005.- ISBN 317-317, 2003.
Pereira Mello, C.H.. et al. “Gestão do Processo de Desenvolvimento de Serviços. São Paulo: Editora Atlas, 2010. ISBN 78-85-224-5956-8.
Linsu Kim. “Da imitação à inovação: a dinâmica do aprendizado tecnológico na Coreia”. Campinas (SP): Editora da Unicamp, 2005.
Pacagnella Júnior, Antônio Carlos et al. Obtenção de patentes na indústria do Estado de São Paulo: uma análise utilizando regressão logística. Prod., 2009, vol. 19, no. 2, p. 261-273. ISSN 0103-6513
Medina, Heloisa V. de and Naveiro, Ricardo Manfredi Materiais avançados: novos produtos e novos processos na indústria automobilística. Prod., Jun 1998, vol. 8, no. 1, p. 29-44. ISSN 0103-6513
Skardon1, John. The role of trust in innovation networks. Procedia - Social and Behavioral Sciences 26 ( 2011 ) 85 – 93
Xu Youli, Li Huiwei. Research on Evaluation of Enterprises’ Technology Innovation Performance from the Perspective of Industrial Cluster Networks. Energy Procedia 5 (2011) 1279–1283