Planejamento e Gestão da Qualidade, Tecnologia e Inovação

Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu em Engenharia de Produção

Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu em Engenharia de Produção da UNIP é nota 5 na CAPES

Ementa

Conceito de tecnologia e evolução. Estudo das diversas abordagens da tecnologia conforme os escopos: desenvolvimento,competitividade, qualidade, aumento de produção, redução de custos e conhecimento. Análise de formatos e adaptações de empresas para aportes tecnológicos  como  estratégias,  aprendizado,  aquisição  e  difusão.  Estudo  das  organizações  que  operam  em  bases  tecnológicas,  flexíveis  e integradas, na forma de redes produtivas, consórcios modulares e condomínios industriais. Evolução da qualidade. Definições, dimensões e visões.Qualidade e  produtividade.  Competitividade, qualidade  e  gestão: importância  estratégica.  Custos  da  qualidade. Qualidade em  serviços. Aspectos estatísticos da qualidade. Modelos e ferramentas de gestão: TQM, ISO 9000, ISO 14001, OHSAS 18001, ABNT 16001, PNQ, BSC, 6 SIGMA, PFD.

Bibliografia

ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE NORMAS TÉCNICAS. NBR ISO 9001: sistemas de gestão da qualidade – Requisitos. Rio de Janeiro, 2008.
ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE NORMAS TÉCNICAS. NBR ISO 14001: sistemas de gestão ambiental – Requisitos com orientações para uso. Rio de Janeiro, 2004.
ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE NORMAS TÉCNICAS. NBR ISO 16001: responsabilidade social - sistemas de gestão - Requisitos. Rio de Janeiro, 2004.
CARPINETTI, L. C. R. Gestão da Qualidade – Conceitos e Técnicas. São Paulo: Atlas, 2010.
CARVALHO, Marly M.; PALADINI, E. P. (Coordenadores). Gestão da Qualidade – Teoria e Casos. Rio de Janeiro: Campus, 2006.
CORREA, H.L. Gestão de Redes de Suprimento – Integrando Cadeias de Suprimento no Mundo Globalizado. São Paulo: Atlas, 2010.
COSTA NETO, P. L. O. (Org.). Qualidade e Competência nas Decisões. São Paulo: Blucher, 2007.
COSTA NETO, P. L. O. ; CANUTO, S. A. Administração com Qualidade. São Paulo: Blucher, 2010.
FUNDAÇÃO NACIONAL DA QUALIDADE. Critérios de Excelência. São Paulo, 2011.
INSTITUTO BRASILEIRO DE GEOGRAFIA E ESTATÍSTICA – IBGE. Pesquisa de Inovação Tecnológica: 2008. Rio de Janeiro: IBGE/Coordenação de Indústria, 2010.
KIM, L.; NELSON, R. R. Tecnologia aprendizado e inovação: As experiências da economia de industrialização recente. Campinas: Editora da Unicamp, 2005.
PROHALAD, C.K. et al. Competindo pelo futuro: estratégias inovadoras para obter o controle do seu setor e criar os mercados do amanhã. Rio de Janeiro: Elsevier/Campus, 2005.
TAKAHASHI, S. et al Gestão de Inovação de Produtos: Estratégia, processo e conhecimento. Rio de Janeiro: Elsevier /Campus, 2007.
TIGRE, P.B. Gestão da Inovação: A Economia da Tecnologia no Brasil. Rio de Janeiro: Elsevier, 2006.