Você está em: Universidade Paulista / Graduação / Cursos Tradicionais / Enfermagem

Enfermagem

Faça sua inscrição!

Curso autorizado pela Resolução CONSUNI 03/95 de 25/5/95 e reconhecido pela Portaria nº 2.445 de 14/11/01, publicada no DOU em 16/11/01.

Objetivos do Curso

  • Preparar profissionais éticos e competentes, capazes de contribuir para o desenvolvimento da região e o bem-estar e qualidade de vida de seus cidadãos;
  • Conscientizar o aluno de sua responsabilidade social, na busca da compreensão das reais necessidades e dos caminhos para a inclusão social desenvolvendo atividades educacionais;
  • Desenvolver ações de prevenção, promoção, proteção e reabilitação da saúde, tanto em nível individual quanto coletivo nas instâncias do sistema de saúde;
  • Estar fundamentado na capacidade de tomar decisões visando o uso apropriado da força de trabalho, de medicamentos, de equipamentos, de procedimentos e de práticas eficazes que priorizam custo/benefício;
  • Manter a confidencialidade das informações a ele confiadas, na interação com outros profissionais de saúde e o público em geral;
  • Estar apto a assumir posições de liderança, sempre tendo em vista o bem estar da comunidade;
  • Estar habilitado a fazer o gerenciamento e a administração da força de trabalho, dos recursos físicos e materiais e da informação, da mesma forma que deve estar apto a ser gestor, empregador e líder nas equipes de saúde;
  • Ser capaz de aprender continuamente, tanto na sua formação, quanto na sua prática profissional.

Atividades Principais

A formação do Enfermeiro deve atender as necessidades sociais da saúde, com ênfase no Sistema Único de Saúde (SUS), assegurando a integralidade da atenção e a qualidade e humanização do atendimento.

A formação do acadêmico tem por objetivo dotar o futuro profissional dos conhecimentos, habilidades e atitudes requeridos para a competência em:

  • Promover estilos de vida saudáveis de seus clientes/pacientes e de sua comunidade, atuando como agente de transformação social;
  • Usar adequadamente novas tecnologias, tanto de informação e comunicação, quanto de ponta para o cuidar de enfermagem;
  • Atuar nos diferentes cenários da prática profissional considerando os pressupostos dos modelos clínico e epidemiológico;
  • Identificar as necessidades individuais e coletivas de saúde da população, seus condicionantes e determinantes;
  • Intervir no processo de saúde-doença responsabilizando-se pela qualidade da assistência/cuidado de enfermagem em seus diferentes níveis de atenção à saúde, com ações de promoção, prevenção, proteção e reabilitação à saúde, na perspectiva da integralidade da assistência;
  • Prestar cuidados de enfermagem compatíveis com as diferentes necessidades apresentadas pelo indivíduo, pela família e pelos diferentes grupos da comunidade;
  • Compatibilizar as características profissionais dos agentes da equipe de enfermagem às diferentes demandas dos usuários;
  • Integrar as ações de enfermagem às ações multiprofissionais;
  • Gerenciar o processo de trabalho em enfermagem com princípios de Ética e de Bioética, com resolutividade tanto em nível individual como coletivo, em todos os âmbitos de atuação profissional;
  • Planejar, implantar, implementar e participar dos programas de formação e qualificação contínua dos trabalhadores de enfermagem e de saúde;
  • Planejar, implantar e implementar programas de educação e promoção à saúde, considerando a especificidade dos diferentes grupos sociais e dos distintos processos de vida, de saúde, trabalho e de adoecimento;
  • Desenvolver, participar e aplicar pesquisas e/ou outras formas de produção de conhecimento que objetivem a qualificação da prática profissional;
  • Respeitar o código ético, os valores políticos e os atos normativos da profissão;
  • Interferir na dinâmica de trabalho institucional, reconhecendo-se como agente desse processo;
  • Utilizar os instrumentos que garantam a qualidade do cuidado de enfermagem e da assistência à saúde;
  • Participar da composição das estruturas consultivas e deliberativas do sistema de saúde;
  • Reconhecer o papel social do enfermeiro para atuar em atividades de política e planejamento em saúde.

Mercado de Trabalho

O enfermeiro pode exercer atividades autônomas, trabalhar em Instituições de Ensino, Pesquisa e Saúde.

A oferta de postos de trabalho no mercado está em expansão, na medida em que a expectativa de vida da população brasileira tem aumentado e as necessidades de assistência à saúde se multiplicado.

Cabe ao enfermeiro um amplo espectro de atuação e de participação na sociedade.

Práticas

  • Unidades Básicas de Saúde
  • Laboratório de Enfermagem
  • Laboratório de Anatomia
  • Evento Acadêmico-Científico
  • Clínicas de Saúde da UNIP
  • Estágio em Instituições de Saúde: Hospitais, Clínicas, Creches, Instituições de longa permanência e outros
  • Estágio em Instituições de Ensino
  • Programa de Monitoria
  • Programa de Iniciação Científica

Duração

4 anos

Coordenadora

Raquel Machado Cavalca Coutinho

© 1999-2014 - Universidade Paulista - Todos os direitos reservados.