Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu em Comunicação

Cultura Midiática e Barbárie

Ementa

Reflexão sobre os aportes teóricos que compõem o universo das Ciências da Cultura e da Comunicação para a criação das memórias coletivas e individuais a partir das teses do universo triádico das mediações propostas por Harry Pross e do “materialismo histórico” de Walter Benjamin. A memória e o arquivamento como constituintes dos processos de formação e de dissolução dos vínculos sociais a partir dos meios de comunicação. A sincronização social, as realidades midiatizadas em redes digitais e a produção do esquecimento como estratégia hegemônica de poder para fabricação de consensos nos grupos sociais.

Bibliografia

AUGÉ, Marc. Para onde foi o futuro? Campinas: Papirus, 2012.
ANDERS, Günther. La obsolescencia del hombre. Valencia: Pre-textos, 2011. v I e II.
BAUMAN, Zygmunt. Ensaios sobre o conceito de cultura. Rio de Janeiro: Zahar, 2012.
BENJAMIN, Walter. Imaginación y sociedad. Espanha, Madrid: Taurus ediciones, 1980.
BENJAMIN, Walter. Documentos de cultura, documentos de barbárie. Escritos escolhidos. São Paulo: Cultrix/EDUSP, 1986.
BLUMENBERG, Hans. Tempo della vita e tempo del mondo. Itália, Bologna: Il Mulino, 1986.
HALBWACHS, Maurice. A memória coletiva. São Paulo: Vértice, 1990.
RICOEUR, Paul. A memória, a história, o esquecimento. Campinas: Unicamp, 2007.