Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu em Comunicação

Comunicação e Gênero: Estudos Sobre Feminismo e Suas Formações Discursivas

Ementa

Estudos da representação do feminino em diversos suportes midiáticos e as formas de resistência na sociedade contemporânea. A organização das mulheres em movimentos sociais (feminismo e pós-feminismo) e suas manifestações discursivas.

Bibliografia

CHARTIER, Roger. Diferenças entre os sexos e dominação simbólica (nota crítica). Cadernos Pagu, n. 4, p. 37-47, 1995. ISSN 1809-4449. Disponível em: <http://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/cadpagu/article/view/1761/1816>.
COSTA, Claudia Lima. O tráfico do gênero. Cadernos Pagu, n. 11, p. 127-140, 1998. Disponível em: <http://www.cppnac.org.br/wp-content/uploads/2013/07/O-Tr%C3%A1fico-do-g%C3%AAnero-Claudia-Costa.pdf>.
HALL, Stuart. Cultura e representação. Rio de Janeiro: Apicuri: PUC Rio, 2016.
LEMOS, Marina Gazire. Ciberfeminismo: Novos discursos do feminino em redes eletrônicas. 2009. Dissertação (Mestrado em Comunicação e Semiótica) – PUC-SP. São Paulo. 2009. Disponível em: <https://sapientia.pucsp.br/bitstream/handle/5260/1/Marina%20Gazire%20Lemos.pdf>.
LISPECTOR, Clarice. Festa de aniversário. Disponível em: <https://www.youtube.com/watch?v=xbzYr5nAmiQ>
 e <http://www.releituras.com/clispector_aniversario.asp>.
PISCITELLI, Adriana. Recriando a (categoria) mulher? In: ALGRANTI, L. (Org.). A prática feminista e o conceito de gênero. Textos Didáticos, n. 48. Campinas: IFCH/Unicamp, 2002, p. 7-42.
RAGO, Margareth. Feminismo e Subjetividade em Tempos Pós-Modernos. Disponível em:  <http://historiacultural.mpbnet.com.br/feminismo/Feminismo_e_subjetividade.pdf>.
RIBEIRO, R., BELIN, L. Guerreiras da Quebrada: O empoderamento da mulher da periferia no programa “Esquenta!”. Revista Comunicação Midiática (on-line), v.11, n.2, p.36-52, mai/ago. 2016. Disponível em: <http://www2.faac.unesp.br/comunicacaomidiatica/index.php/comunicacaomidiatica/article/view/690/352>.
SANTAELLA, Lucia. Mulheres em tempos de modernidade líquida. Comunicação & Cultura, n. 6, 2008, p. 105-113. Disponível em: <http://repositorio.ucp.pt/bitstream/10400.14/10421/1/06_05_Lucia_Santaella.pdf>.
SARTI, Cynthia. O feminismo brasileiro desde os anos 1970: revisitando uma trajetória. Estudos Feministas, v. 12, n. 2, p. 35-50, 2004.
SCLIAR, Moacyr. A mulher que escreveu a Bíblia. São Paulo: Companhia das Letras, 1999.
TORRÃO FILHO, Amílcar. Uma questão de gênero: onde o masculino e o feminino se cruzam. Cadernos Pagu, n.24, p.127-152, janeiro-junho de 2005. Disponível em: <http://www.scielo.br/pdf/cpa/n24/n24a07>.
TOURAINE, Alain. O mundo das mulheres. 3.ed. Petrópolis: Vozes, 2011.

Bibliografia Complementar

ESCOSTEGUY, Ana Carolina; MESSA, Marcia Rejane. Os estudos de gênero na pesquisa em comunicação no Brasil. In: ESCOSTEGUY, Ana Carolina (Org.). Comunicação e gênero: a aventura da pesquisa. Porto Alegre: EDIPUCRS, 2008.