A Vice-Reitoria de Pós-Graduação e Pesquisa comunica as defesas de dezembro de 2018

Data da defesa: 30/11/2018

Autor: Jefferson de Souza Silva

Orientador: Profa. Dra. Selene Dall'Acqua Coutinho

Programa: Mestrado em Patologia Ambiental e Experimental

Título: Avaliação do potencial antifúngico de extratos de plantas brasileiras contra Malassezia pachydermatis e Malassezia furfur

Resumo: O gênero Malassezia compreende leveduras potencialmente patogênicas e, entre elas, duas se destacam como causadoras de infecções humanas e animais, M. furfur e M. pachydermatis, respectivamente. Embora, no geral, os antifúngicos utilizados no tratamento sejam eficientes, existem relatos de resistência de espécies de Malassezia aos azóis, justificando a pesquisa de novos fármacos que possam ser empregados nessas micoses. O presente trabalho teve como objetivo avaliar o potencial antifúngico de plantas brasileiras. Dois mil duzentos e quarenta extratos vegetais orgânicos e aquosos, obtidos por maceração, foram testados na concentração de 100 mg/mL, contra M. pachydermatis e M. furfur utilizando os testes de disco-difusão em ágar e microdiluição em caldo. A ação de inibição dos extratos foi avaliada empregando-se anfotericina B como controle positivo. Dos 2.240 extratos testados, 15 mostraram atividade (0,7%), sete (0,3%) contra M. furfur e 11 (0,5%) contra M. pachydermatis. No teste de disco-difusão, três dos extratos mostraram ação contra as duas espécies da levedura e foram provenientes dos frutos de Zygia trunciflora (Leguminosa-Mimosoideae), caule, folhas e frutos de Laureaceae e caule de Himatanthus attenuatus (Apocynaceae). Constatou-se que o extrato com melhor ação de inibição de ambas as espécies foi obtido de H. attenuatus, que demonstrou halos significativamente superiores aos da anfotericina B. Já na microdiluição em caldo, a maior atividade contra ambas as espécies foi verificada com Zygia trunciflora. Os resultados indicam que vários extratos testados apresentaram ação antifúngica contra M. pachydermatis e M. furfur, com potencial de utilização nas clínicas médica-veterinária. Entretanto, os achados experimentais in vitro podem não corresponder à sua atividade in vivo, havendo necessidade de estudos de sua interação e toxicidade com o hospedeiro, antes de se recomendar sua utilização.

 

Data da defesa: 05/12/2018

Autor: Humberto Vieira Frias

Orientador: Profa. Dra. Ivana Barbosa Suffredini 

Programa: Doutorado em Patologia Ambiental e Experimental

Título: Dose subabortiva de buchinha-do-norte prejudica o comportamento e os níveis de dopamina e noradrenalina de ratos Wistar jovens da geração filial

Resumo: Buchinha-do-norte, ou Luffa operculata (L.) Cogn. (Cucurbitaceae), é usada popularmente contra sinusite e é abortiva. O presente trabalho verificou os efeitos da exposição vertical à dose subabortiva do extrato aquoso de buchinha-do-norte (EBN) em ratos Wistar adultos jovens da geração filial. Ratas prenhes foram expostas a 1,0 mg/kg de EBN ou água destilada (1,00 mL/kg), por gavagem, entre os dias GD17 e GD21 da gestação. Os filhotes do grupo de mães que receberam água ou que receberam EBN foram identificados como controle (GC) ou experimental (GE). Em PND2, foi realizada a sexagem e a pesagem dos animais. Em PND60, os ratos da geração filial de GC e GE foram submetidos ou não ao estresse induzido pela técnica do metrô de Nova York (grupos GS ou GCS). Os animais foram submetidos à análise comportamental, realizadas com os aparelhos de campo aberto (CA) e de caixa claro-escuro (CCE). Após eutanásia por decapitação, foram retirados fígado, rins e encéfalo para análise macro e microscópica e para quantificação de neurotransmissores nas regiões do hipotálamo, córtex frontal e estriado. Ratas da geração parental expostas ao EBN e seus descendentes masculinos apresentaram aumento de peso, bem como tiveram mais filhotes fêmeas. Machos da geração filial submetidos ao estresse (GES) apresentaram redução na frequência de locomoção e na frequência de levantar, além de aumento do grooming. Os níveis de ácido vanilmandélico, noradrenalina e dopamina no hipotálamo apresentaram-se reduzidos nos ratos de GES; o ácido dihidroxifenilacético teve seus níveis elevados no estriado, enquanto a quantidade de ácido 5-hidroxi-indolacético aumentou no córtex frontal, no grupo GES. A exposição vertical à dose subabortiva de EBN levou ao aumento do peso de ratas primigestas e sua prole masculina, bem como aumentou a porcentagem de filhotes fêmeas nascidas, prejudicou o comportamento locomotor e alterou a concentração de neurotransmissores em ratos da geração filial, embora não tenha alterado histologicamente fígado, rins e encéfalo.

 

Data da defesa: 05/12/2018

Autor: Luiz Antonio de Lima

Orientador: Prof. Dr. Jair Minoro Abe

Programa: Mestrado em Engenharia de Produção

Título: Sistema especialista AITOD baseado na lógica paraconsistente anotada evidencial Et

Resumo: Este trabalho versa sobre o assunto de mensuração de software, a saber, sobre o método da análise de pontos de função, que consiste em dimensionar funcionalmente o software. A atividade de dimensionamento feito entre especialistas do cliente e fornecedores provoca divergências por envolver múltiplos fatores vagos e difíceis de quantificar. Esta dissertação objetiva desenvolver o sistema de Apoio Inteligente na Tomada de Decisão (AITOD) baseado na lógica paraconsistente anotada evidencial Et. Esse sistema visa contribuir no processo decisório em tomada de decisão por gestores. Em consonância com o desenvolvimento da pesquisa, adere-se à metodologia Design Science Research como norteadora de boas práticas na área de Engenharia de Produção. Tal metodologia tem como preceito a materialização de artefatos oriundos de conceitos. A aderência do AITOD em formato web permite a flexibilidade do uso em dispositivos eletrônicos conectados à Internet. O produto AITOD desenvolvido apresenta melhorias significativas no processo de mitigar recontagem de projetos. Verificou-se pelo sistema de AITOD que 46 projetos resultariam em aprovação de 28.57% dos projetos, 50 projetos resultariam em aprovação de 64.10% dos projetos, 46 projetos resultariam em aprovação de 28.57% dos projetos, 13 projetos resultariam em aprovação de 16.67% dos projetos, 26 projetos resultariam em aprovação de 72.22% dos projetos. Com isso, empresas evitariam gastos desnecessários e retrabalho. No âmbito de projeto inovador, destacam-se os resultados alcançados durante a pesquisa em relação à redução de valores gastos em recontagem de projetos, sendo comprovada a viabilidade do produto Apoio Inteligente na Tomada de Decisão. A pesquisa desenvolvida pretende-se como legado de um conhecimento para novas indagações e aplicação desse conceito.

 

Data da defesa: 10/12/2018

Autor: Joanilson Rodrigues da Silva

Orientador: Prof. Dr. Roberto Bazanini

Programa: Mestrado em Administração

Título: Empreendedorismo social: redes de relacionamento entre os stakeholders e parcerias para formação de competências pessoais e sociais no Instituto Favela da Paz

Resumo: Nas últimas duas décadas, o empreendedorismo social adquiriu visibilidade e relevância no âmbito da produção acadêmica, para se constituir em uma alternativa viável de combate à pobreza e à exclusão social como forma de educação alternativa. O Instituto Favela da Paz, localizado nos bairros Jardim Ângela e Nakamura, na cidade de São Paulo, constitui caso paradigmático de empreendedorismo social. Com base nos estudos e nos vetores teóricos propostos para a formação e desenvolvimento de competências, este estudo, de natureza empírico-teórica, por meio de pesquisa exploratória e de natureza qualitativa, tem como objetivo central investigar as redes de relacionamentos do Instituto Favela da Paz (IFP) no processo de formação de competências pessoais e sociais para o empoderamento da comunidade. O problema da pesquisa busca encontrar respostas para a questão: Como o empreendedorismo social promove a emancipação pessoal e social dos envolvidos em países emergentes? A base teórica explicativa se apoia nos conceitos de empreendedorismo social em seus aspectos de reciprocidade, empoderamento, gestão do conhecimento em redes e capital social. Os recortes teóricos de empreendedorismo social contemporâneo obtidos se justificam pela capacidade em explicar fenômenos de adaptação interculturais, nos quais existem distinções de contexto, notadamente de recursos humanos e de infraestrutura. A afirmativa orientadora do estudo é que o empreendedorismo social com parcerias, junto a instituições estrangeiras, promove a transferência do conhecimento pela utilização de recursos miméticos que se complementam com recursos sociais locais, em processos de ajustes na formação de capital social. A pesquisa coleta dados de fontes primárias, por meio de entrevistas, e de fontes secundárias, por meio de consulta a jornais, revistas e documentos disponíveis nas organizações. Consonantes com a literatura, os resultados da pesquisa apontam que a formação do empreendedor social está vinculada aos espaços e contextos de aprendizagem, à liderança coletiva e à motivação para o empreendedorismo social, sendo essas categorias permeadas pela gestão do conhecimento, capital social na formação de competências pessoais e sociais, cuja determinação emancipatória ocorre proporcionalmente ao empoderamento dos envolvidos nos projetos sociais, resultando na capacidade de decidir e deliberar da comunidade sobre os seus destinos. Ao combinar a perspectiva da teoria do capital social e a gestão do conhecimento à pesquisa em empreendedorismo social, em parceria com instituições estrangeiras quando se consideram variáveis locais e globais para a formação e desenvolvimento de competências pessoais, este estudo preenche uma lacuna de pesquisa na perspectiva da abordagem social em redes nas respectivas áreas.

 

Data da defesa: 10/12/2018

Autor: Elizangela Maria Menegassi de Lima

Orientador: Prof. Dr. José Benedito Sacomano

Programa: Doutorado em Engenharia de Produção

Título: As dimensões competitivas em arranjos produtivos locais: estudo de casos em clusters paranaenses

Resumo: Os clusters contribuem para o desenvolvimento regional, favorecendo o aumento do ganho de eficiência coletiva entre os atores e o crescimento do desempenho econômico e da vantagem competitiva. O objetivo deste estudo é pesquisar a eficiência das operações produtivas como dimensões competitivas dos clusters do estado do Paraná, Brasil, visando oferecer contribuições à sua eficácia. Como objetivos específicos, buscou-se avaliar os relacionamentos em redes de empresas, visando a ganhos coletivos e vantagens competitivas no cluster leiteiro; estudar e verificar o nível de maturidade do cluster moveleiro, utilizando o modelo de competitividade de clusters de Zacarelli; comparar os fatores relacionados ao estágio de desenvolvimento e o nível de competitividade do cluster moveleiro; analisar as dimensões competitivas, como recursos humanos, inovação, sistemas de informação e dimensão da qualidade no cluster moveleiro; examinar a eficiência das dimensões políticas de suporte e eficiência coletiva no cluster moveleiro; verificar as dimensões competitivas de gestão de pessoas, planejamento, controle da produção e qualidade de redes de suprimentos no cluster moda infantil; e, por fim, descrever a caracterização dos clusters nos Estados Unidos. Para efetivação dessa proposta, optou-se por um estudo de caso com abordagem descritiva e exploratória com procedimentos qualitativos e quantitativos, usando levantamento tipo survey em três clusters. Como instrumentos de coleta de dados, foram utilizados questionários com questões fechadas e direcionadas aos fabricantes pertencentes ao cluster e entrevistas semiestruturadas com as entidades e instituições de apoio responsáveis pelos setores pesquisados. Os resultados obtidos foram tabulados e processados utilizando-se a estatística descritiva, sintetizando as informações referentes à qualidade percebida pelas empresas do cluster, o que permitiu uma visão global da variação das dimensões competitivas. Os dados foram organizados por meio de gráficos e de medidas descritivas, a fim de se produzir uma impressão mais instantânea e legível do fenômeno em estudo. Outra ferramenta utilizada para análise e tratamento dos dados foi a lógica paraconsistente. Foi possível concluir que as aglomerações contribuem de forma expressiva no crescimento do desenvolvimento econômico local e regional e, por consequência, no investimento e na inserção de novas tecnologias, na inovação da qualidade do relacionamento e eficiência coletiva, no sistema de informação, na gestão de pessoas, na qualidade do produto nas redes de suprimentos, bem como nas políticas de apoio. Todos esses avanços contribuíram para um melhor desenvolvimento no sistema operacional da rede, possibilitando, dessa maneira, uma maior competitividade no mercado.

Data: 11/12/2018

Autor: Robson Paschoa Faustino

Orientador: Profa. Dra. Silvia Helena Bonilla

Título: Proposta para implantação de Produção Mais Limpa em empresa de pequeno porte fabricante de tinta

Resumo: A implementação de uma gestão ambiental representa, além de possibilidade de melhoria contínua, uma vantagem competitiva para as empresas, entretanto, pode tornar-se onerosa para micro e pequenas empresas. Em contrapartida, intervenções de Produção Mais Limpa (P+L) podem representar um primeiro passo mais econômico na direção de uma gestão ambiental mais integrada. As micro e pequenas empresas enfrentam barreiras econômicas, administrativas, institucionais e de conhecimento para a implantação de P+L. O presente trabalho propõe identificar oportunidades de intervenção de P+L em uma microempresa fabricante de tintas e organizar as prioridades de acordo com o grau de risco dos impactos ambientais. A pesquisa de campo incluiu visitas à fábrica para conhecer as operações e identificar tanto aspectos ambientais como barreiras internas e análise dos documentos fornecidos. A ferramenta de avaliação de impactos Failure Mode and Effect Analysis (FMEA, método utilizado para prevenir falhas e analisar os riscos de um processo), adaptada para avaliação ambiental, foi empregada para hierarquizar os riscos de impactos. As causas foram analisadas com o diagrama de Ishikawa. A proposta das soluções foi realizada considerando o compromisso entre a superação de barreiras internas e a de investimentos necessários para sua implementação.

 

Data da defesa: 11/12/2018

Autor: Marcos de Oliveira Morais

Orientador: Prof. Dr. Pedro Luiz de Oliveira Costa Neto

Programa: Doutorado em Engenharia de Produção

Título: A inovação e o conhecimento como elementos estratégicos nas organizações

Resumo: Esta tese estudou os efeitos da gestão organizacional, bem como suas abordagens gerenciais relacionados à gestão do conhecimento e à inovação. Manter as empresas em condições competitivas tem sido o desafio para todos os envolvidos nos processos produtivos, nos quais integrar as diversas tecnologias e o capital humano em busca de uma maior qualidade e produtividade permite que a organização possa se manter atuante no mercado no qual se insere e desenvolver novas possibilidades de participação. No presente trabalho são apresentados artigos que incluíram uma revisão de literatura e estudos de caso em suas metodologias, tendo sido abordados aspectos gerenciais de empresas metalúrgicas, em que a gestão do conhecimento e a inovação fazem parte da organização. Tornou-se evidente durante as pesquisas que não havia um processo de mensuração da qualidade da inovação desenvolvida nas organizações, lacuna que levou à percepção da necessidade de se elaborar um índice para essa mensuração, possibilitando, assim, realizar possíveis intervenções durante o processo de inovação, uma vez que este processo passa a ser passível de avaliação objetiva. Foram analisados fatores relevantes, tais como: eficiência, eficácia, capital humano, qualidade, tecnologia, adaptabilidade, geração de valor, ambiente, confiabilidade e utilização para a construção dessa medida, possibilitando propor e calcular um índice IQ (Innovation Quality) para a qualidade da inovação. Para tanto, este estudo sugere a implementação do índice desenvolvido juntamente com aspectos da qualidade de serviços e da qualidade de produtos, na busca pela melhoria contínua dos processos produtivos existentes nas organizações, interagindo e integrando o capital intelectual e as novas tecnologias existentes, assim como as que virão a existir, proporcionando o desenvolvimento organizacional.

 

Data da defesa: 11/12/2018

Autor: Alexandre Conte

Orientador: Prof. Dr. Fabiano Ribeiro Cirano

Programa: Doutorado em Odontologia

Título: Impacto do posicionamento da plataforma ao nível ósseo ou supraósseo de implantes na reabilitação dental de diabéticos tipo 2 por meio de sobredentaduras nos parâmetros clínicos, microbiológicos, tomográficos e imunoinflamatórios

Resumo: O diabetes mellitus (DM) é um fator reconhecido que afeta as taxas de complicações do implante, incluindo a peri-implantite. A posição ápico-coronal dos implantes parece interferir nas condições dos tecidos peri-implantares. No entanto, a influência da posição vertical do implante em diabéticos tipo 2 (DM2) não é clara. Este ensaio controlado randomizado de boca dividida avaliou o impacto de implantes colocados no nível da crista ou supracrestalmente em DM2, reabilitados com sobredentaduras retidas por meio desses implantes nos resultados clínicos, microbiológicos, tomográficos e imunoinflamatórios peri-implantares após o carregamento dos mesmos. Utilizando um desenho de boca dividida, foram selecionados 22 DM2 desdentados mandibulares indicados para terapia com implantes para retenção de uma sobredentadura. Dois implantes foram colocados aleatoriamente no nível supracrestal (SL) ou no nível crestal (CL). Os ensaios clínicos, tomográficos, microbiológicos e imunoenzimáticos foram realizados na instalação da prótese e aos 6, aos 12 e aos 24 meses após o carregamento do implante. Maiores PPD e CAL foram observados nos implantes CL quando comparados aos implantes SL em todos os momentos (p <0,05). Os implantes CL demonstraram níveis mais elevados de IL-6, aos 6 meses, e aumentaram as quantidades de IL-21, IL-17 e TNF-α, aos 24 meses, quando comparados ao grupo SL (p <0,05). Os implantes CL mostraram aumento da perda óssea desde o início até 6, 12 e 24 meses, quando comparados ao SL (p <0,05). Implantes instalados supracrestalmente em indivíduos com DM2 reabilitados por meio de sobredentaduras apresentaram menor perda óssea e melhores parâmetros clínicos com modulação vantajosa de mediadores imunoinflamatórios peri-implantares quando comparados a implantes colocados no nível da crista.

Data da defesa: 12/12/2018

Autor: Rodrigo Carlo Toloi

Orientador: Prof. Dr. João Gilberto Mendes dos Reis

Programa: Doutorado em Engenharia de Produção

Título: Análise da cadeia de suprimentos da soja no estado de Mato Grosso

Resumo: O estado de Mato Grosso é o maior produtor de soja no Brasil. No entanto, a competitividade do estado é diminuída ao longo da cadeia de suprimentos entre a fazenda e os portos de carga. O objetivo desta pesquisa é analisar a cadeia de suprimentos da soja brasileira, usando o estado de Mato Grosso, com o foco em três pilares: a tomada de decisões, o relacionamento dos players e a logística. A metodologia utiliza dados obtidos de produtores, empresas e organizações governamentais. A análise é realizada por meio de um conjunto de métodos e modelos estatísticos, tais como Análise de Redes Sociais (SNA), Método de Análise Hierárquica (AHP), Pesquisa Operacional e Análise de Regressão Multilinear. Resultados preliminares possibilitaram conhecer e analisar melhor o mercado da soja em diferentes escalas e ficou evidente na rede da cadeia produtiva da soja a presença das empresas transnacionais e a forte participação de um concentrado grupo de países importadores de soja mato-grossense. Além desses aspectos, a produção de soja contribui positivamente no aumento da emissão de gases de efeito estufa CO2, no acréscimo do valor do Produto Interno Bruto (PIB) e na elevação do Indicador de Desenvolvimento Rural (IDR). Foi observada ainda a existência de um déficit logístico, em que não só o Mato Grosso, mas o Brasil, carece de estruturas logísticas eficientes como áreas de armazenagem, infraestrutura viária e disponibilidade de modais de transporte de grande capacidade, como o transporte ferroviário e o hidroviário. Por fim, embora a competitividade da rede de suprimento da soja de Mato Grosso vem sendo mitigada por fatores logísticos, ainda é observa-se um forte crescimento na produção e exportação da commodity.

Data da defesa: 17/12/2018

Autor: Ericka Patricia da Silva

Orientador: Prof. Dr. Thiago Berti Kirsten

Programa: Mestrado em Patologia Ambiental e Experimental

Título: Camundongo mutante bate-palmas como possível modelo para a síndrome de Kabuki: maior susceptibilidade a infecções e prejuízos na vocalização?

Resumo: O camundongo mutante recessivo bate-palmas (BALB/cbapa, ou bapa), obtido pelo agente químico ENU, apresenta mutação no gene Kmtd2s (Mll2). A síndrome de Kabuki pode ser causada por mutação nesse gene e caracteriza-se também pela maior susceptibilidade às infecções na infância, associadas a prejuízos na fala. Estudamos o bapa em fases de desenvolvimento quanto à susceptibilidade a infecções, comportamento doentio e sua comunicação. Foi administrada uma dose de LPS por camundongo bapa e controles (BALB/c, ou balb) machos e fêmeas, nos dias de vida pós-natal (PND) 30-32 (período pré-púbere). Eles foram avaliados quanto à atividade geral em campo aberto e vocalização ultrassônica (comunicação). Eles foram desafiados com uma dose de LPS nos PND45-47 (puberdade) e avaliados para os mesmos parâmetros. Nos PND30-32: (1) o LPS induziu comportamento doentio (parâmetros comportamentais e expressão astrocitária); (2) os bapa apresentaram maior atividade motora/exploratória; (3) os bapa apresentaram menos comportamento doentio (parâmetros comportamentais e expressão astrocitária); (4) as balb fêmeas foram mais sensíveis ao LPS que os balb machos, porém, os bapa machos foram mais sensíveis ao LPS que as bapa fêmeas. Nos PND45-47: (1) a exposição prévia ao LPS reduziu o comportamento doentio (tolerância); (2) os bapa desafiados com LPS apresentaram maior resposta comportamental doentia (parâmetros comportamentais e expressão astrocitária); (3) os camundongos machos apresentaram maior atividade motora; (4) os balb machos desafiados pelo LPS apresentaram redução do comportamento doentio devido à tolerância ao LPS administrado; (5) os bapa machos não desenvolveram tolerância ao LPS. Foram observadas vocalizações ultrassônicas de 31 kHz somente em fêmeas (balb e bapa) nos PND30-32 não expostas ao LPS. Assim, o LPS induziu comportamento doentio e a exposição prévia pode ter gerado uma resposta de tolerância. Os mutantes bapa apresentaram hiperatividade dopaminérgica, bem como maior resposta comportamental doentia, corroborando nossa hipótese de modelo experimental da síndrome de Kabuki. O estudo das vocalizações ultrassônicas parece ter encontrado um padrão em camundongos ainda não reportado.

 

Data da defesa: 17/12/2018

Autor: Paloma Kelly de Souza Belo

Orientador: Prof. Dr. Paulo Ricardo Dell'Armelina Rocha

Programa: Mestrado em Patologia Ambiental e Experimental

Título: Aplicação de metodologias histoquímicas e imuno-histoquímicas para quantificação do microsporídio Encephalitozoon cuniculi em tecidos de camundongos infectados experimentalmente

 

Resumo: Encephalitozoon cuniculi é um fungo formador de esporos, patógeno intracelular obrigatório, que causa a encefalitozoonose em animais domésticos e selvagens e em humanos imunocomprometidos. O diagnóstico clínico da encefalitozoonose é desafiador, pois a sintomatologia da doença é inespecífica e não exclui outras doenças concomitantes, sendo recomendado o uso de exames laboratoriais para o diagnóstico etiológico. O presente estudo objetivou utilizar as metodologias histoquímicas hematoxilina e eosina (HE), Gram-chromotrope, fluorescência calcoflúor e imuno-histoquímica (IHQ) para E. cuniculi para a identificação e quantificação dos esporos de E. cuniculi no fígado e pulmões de camundongos infectados experimentalmente e imunossuprimidos com ciclofosfamida em diferentes doses. Todas as metodologias histoquímicas e IHQ utilizadas no presente estudo marcaram os esporos de E. cuniculi, entretanto, houve marcação inespecífica de outras estruturas nas metodologias HE, calcoflúor e Gram-chromotrope, impossibilitando a quantificação dos esporos. Por meio da IHQ, foi possível identificar e quantificar os esporos de E. cuniculi no fígado e pulmões dos camundongos infectados e imunossuprimidos. Além disso, foi verificada associação entre um maior número de esporos de E. cuniculi com maiores doses de ciclofosfamida. Os resultados indicam que a IHQ é um método eficaz e recomendado para o diagnóstico etiológico de E. cuniculi e para a quantificação de E. cuniculi em amostras de tecidos com suspeita de encefalitozoonose. Devido à baixa sensibilidade e especificidade, sugerimos que as metodologias histoquímicas HE, calcoflúor e Gram-chromotrope devam ser utilizadas como metodologias complementares ou de triagem para o diagnóstico etiológico da encefalitozoonose em amostras de tecidos com suspeita de encefalitozoonose.

 

Data da defesa: 17/12/2018

Autor: Ataide Pereira Cardoso Junior

Orientador: Prof. Dr. José Benedito Sacomano

Programa: Mestrado em Engenharia de Produção

Título: Avaliação dos elementos de segurança da informação aplicado aos dispositivos de Internet das Coisas na Indústria 4.0

Resumo: A engenharia de produção tem a responsabilidade de incentivar e atuar para promover melhores níveis de qualidade, quantidade e controle. No início deste século, a Indústria 4.0 traz consigo a inovação nas linhas de produção e manufatura, expandindo para outros campos fora da indústria, inovando os questionamentos do planejamento da produção e trazendo consigo novas ferramentas para alcançar suas metas. Este trabalho tem o objetivo de estudar os aspectos de segurança envolvidos na Indústria 4.0, em um dos seus pilares fundamentais, conhecido como IoT, a Internet das Coisas. Embora a segurança da informação tenha originalmente se disseminado na infraestrutura das redes de computadores, é elemento constante na formatação da comunicação e transmissão dos comandos e dos dados entre máquinas e pessoas, trazendo consigo preocupações do passado e prevendo inovações para o futuro. O estudo da formatação e do planejamento de controle de produção junto à Indústria 4.0 cria elementos de controle, associando ferramentas de tomada de decisão autônomas e de ênfase da melhora de performance dos elementos produtivos a fortes tendências da globalização, aliadas a uma crescente onda tecnológica da informática, para criar novos caminhos e executar novas tarefas. A aplicação da segurança da informação em ambientes industriais não difere dos modelos de segurança aplicáveis em redes de computadores tradicionais, as preocupações são compartilhadas, o crescimento de ambientes homem/máquina são a fonte de melhoria contínua da qualidade, performance das linhas de produção e a segurança dos dados. A segurança da informação entra como um elemento que propicia a garantia e a continuidade dos processos produtivos sob o foco da Indústria 4.0.

Data da defesa: 17/12/2018

Autor: Edson Pereira da Silva

Orientador: Prof. Dr. José Benedito Sacomano

Programa: Mestrado em Engenharia de Produção

Título: A transição da manutenção industrial para o modelo do novo paradigma da Indústria 4.0

 

Resumo: A manutenção e a gestão de ativos industriais encontram-se diante de um novo paradigma, a Indústria 4.0. São inúmeras as possibilidades oriundas desse novo paradigma para o setor de manutenção no aumento da qualidade de todo o contexto de suas operações, desde a gestão em suas atividades burocráticas até as atividades técnicas e especialistas. É imprescindível às organizações que pretendem manter-se atuante no mercado, que se apresenta cada vez mais competitivo, entender os efeitos que esse novo modelo propõe. Dessa maneira, este trabalho analisa como a manutenção industrial está reagindo diante das possibilidades da chamada Indústria 4.0 e quais são os elementos que estão norteando tal mudança na manutenção industrial. São dois momentos que compõem esta dissertação: adotou-se a pesquisa documental com investigação dedutiva e a análise qualitativa, sendo esta apoiada pelo Programa para Análise de Dados Qualitativos com Auxílio de Computador, utilizando o software Atlas.ti; e um estudo de caso em uma indústria farmacêutica sobre a implantação de dispositivos, do mobile ao software, de gestão da manutenção, verificando sua potencial relação com o avanço da manutenção industrial para o modelo proposto do novo sistema. Cabem aos objetivos específicos deste trabalho a criação de uma fonte de estudo para pesquisas posteriores. As referências literárias utilizadas são renomadas na área, nas quais conceitos sobre manutenção e sistema de controle foram descritos de forma clara e concisa. Os resultados concluem que a aplicação de dispositivos móveis em extensão ao software de gestão e as aplicações de manutenção preditivas são um ponto de transição da atual geração da manutenção e da gestão de ativos para o modelo proposto na Indústria 4.0.

 

Data da defesa: 18/12/2018

Autor: Aguinaldo Eduardo de Souza

Orientador: Prof. Dr. João Gilberto Mendes dos Reis

Programa: Mestrado em Engenharia de Produção

Título: Panorama das exportações do milho brasileiro via Porto de Santos, SP: um estudo em um terminal logístico de grãos

 

Resumo: O Brasil é um dos principais líderes mundiais na produção e exportação de commodities agrícolas. A cultura do milho tem contribuído para o destaque do agronegócio na economia nacional, visto que o cereal é segundo grão mais cultivado e exportado pelo Brasil. No ranking mundial, no ano de 2017, o Brasil ocupou a terceira posição de maior produtor de milho e o segundo maior exportador. Dado o aumento de produtividade no cultivo do grão, ao longo dos últimos 41 anos, no momento do seu escoamento, observam-se entraves operacionais e uma logística deficitária nos portos brasileiros. O objetivo deste trabalho consistiu em investigar as exportações do milho brasileiro e analisar a capacidade do Porto de Santos de escoar o milho com base em um terminal logístico. Como metodologia, utilizou-se uma abordagem descritiva, exploratória e quantitativa, além de aplicar um modelo de simulação com vista a dimensionar a capacidade operacional do porto. Os resultados observados apresentaram um panorama de contínuo crescimento na produção nacional. A simulação apontou eventuais gargalos na operação no terminal logístico, caso se concretizem o aumento da demanda das exportações do milho.

 

Data da defesa: 18/12/2018

Autor: Celso Affonso Couto

Orientador: Prof. Dr. Oduvaldo Vendrametto

Programa: Doutorado em Engenharia de Produção

Título: Integração entre os Sistemas Balanced Scorecard e Enterprise Resource Planning na indústria atual e na Indústria 4.0

Resumo: A complexidade do setor industrial ganhou impulso na mudança de sistemas de produção empurrada para puxada já na década de 1970. A inserção da automação, digitalização, entre outras, quebrou estruturas hierárquicas rígidas, impostas pela produção em massa, fundamentada principalmente em Taylor e Ford. A contínua redução de pessoal, a exigência de maior produtividade e as novas demandas de mercado geraram conflitos internos, que afetaram a gestão e as tomadas de decisões. Com os avanços da tecnologia da informação, desenvolveram-se poderosas ferramentas de gestão conhecidas como Enterprise Resource Planning (ERP), na década de 1970, e Balanced Scorecard (BSC), na década de 1990. Porém, a eficácia dessas ferramentas, utilizadas na solução de conflitos, gestão e tomada de decisões, depende da integração e sinergia entre elas. Propõe-se aqui mostrar a importância da integração desses sistemas para as organizações; verificar a existência de sinergias e integração entre eles; identificar os benefícios, dificuldades e problemas que o ERP apresenta para atender o BSC, e as consequências para as organizações no contexto em que estão inseridos. Trata-se de uma pesquisa quali-quantitativa, baseada em revisão de literatura, pesquisa de campo, estudo de casos múltiplos e aplicação do método Analytic Hierarchy Process (AHP). Foi possível mostrar, por fim, que ERP e BSC integrados constituem um modelo de gestão eficaz para a indústria atual e para a próxima revolução industrial (Indústria 4.0).

Data da defesa: 18/12/2018

Autor: Lucimar Ferreira de Almeida

Orientador: Prof. Dr. Ernesto Michelangelo Giglio

Programa: Mestrado em Administração

Título: A governança relacional como categoria fundamental nos resultados sociais em redes de cooperativas

 

Resumo: O objetivo deste trabalho foi investigar a proposição de que a governança relacional é a principal categoria na obtenção de resultados sociais de cooperativas. Define-se governança relacional como as negociações, as decisões, os acordos, a implantação, a implementação e o controle de regras que surgem das interações do grupo. Define-se resultado social como a melhoria das condições de vida dos cooperados. Realizada a revisão bibliográfica, verificou-se a escassez de trabalhos sobre o tema de governança relacional e os resultados sociais de redes que têm objetivos sociais, construindo-se a proposição básica de que há uma correspondência entre a presença e natureza de indicadores de governança relacional nas redes e a presença e natureza de indicadores de resultados sociais. A base teórica utiliza as afirmativas da teoria social em redes, cujo princípio afirma que as relações sociais são variáveis importantes no desenvolvimento e resultados da rede. A pesquisa se caracteriza por ser descritiva e explicativa, de natureza qualitativa, com método de estudo de casos múltiplos. Para a coleta de dados, utilizou-se os instrumentos entrevistas com roteiro semiestruturado e dados de fontes secundárias, com documentos e observação nas cooperativas. Os resultados indicaram que nas duas redes investigadas a proposição foi sustentada, com a presença de correspondências entre os indicadores de governança relacional e os resultados sociais. Como novas pesquisas sugere-se a replicação desta pesquisa em redes de cooperativas que não sejam de materiais recicláveis, para verificar se o fenômeno se repete. Sugere-se, também, a aplicação do questionário, a fim de possibilitar maior convergência dos resultados e aumentar a confiabilidade da pesquisa.

 

Data da defesa: 18/12/2018

Autor: Andreza Pereira dos Santos

Orientador: Profa. Dra. Leoni Villano Bonamin

Programa: Doutorado em Patologia Ambiental e Experimental

Título: Homeopatia na oncologia experimental: revisão sistemática

Resumo: De acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), em 2020 o número estimado de novos casos de câncer aumentará para 16 milhões, sendo 10 milhões de mortes esperadas. Em alguns países, como Índia, a homeopatia tem sido utilizada como terapia complementar e alternativa para o tratamento de diferentes tipos de células tumorais. Muitos aspectos ligados à atividade biológica das altas diluições vêm sendo demonstrados por diferentes grupos de pesquisa, mas os efeitos desses medicamentos em células tumorais ainda permanecem pouco elucidados. Objetivos: a meta foi avaliar crítica e sistematicamente os aspectos metodológicos e os resultados obtidos, itens fundamentais na elucidação dos mecanismos de ação das formulações homeopáticas usadas em oncologia. Métodos: foram selecionados 91 artigos originais, publicados entre 2002 e 2018, escritos na língua inglesa e indexados no banco de dados do PubMed. Para a análise sistemática, os critérios de exclusão qualitativos foram aplicados em uma segunda seleção, da qual restaram 22 artigos para análise. Os critérios de seleção foram: 1) artigos de revisão; 2) artigos de avaliação clínica em humanos ou veterinária; 3) artigos que não estivessem na plataforma PubMed, mais antigos que 2002 ou que não estivessem em língua inglesa. A análise crítica dos artigos selecionados seguiu os critérios descritos pelo “PRISMA”. Resultados: na análise sistemática dos trabalhos selecionados, observou-se que a Ásia é o continente com maior número de artigos e autores, com especial foco na Índia, onde a prática clínica é bastante consolidada e institucionalizada. Alguns dos artigos selecionados mostram aspectos inovadores do ponto de vista metodológico e podem ser ponto de partida para novas linhas de pesquisa. Nota-se, em função do tempo, a melhoria progressiva da qualidade e do rigor metodológico dos trabalhos, o que permite discernir quais são os fatores mais e menos importantes para o resultado final. Conclusão: a revisão sistemática dos artigos selecionados, submetidos a critérios de inclusão e exclusão e à análise minuciosa da metodologia, foi uma maneira eficaz de se observar a confiabilidade dos dados disponíveis na literatura, além de revelar aspectos importantes para o aprimoramento de pesquisas futuras na área, sobretudo quanto ao refinamento metodológico e ao impacto dos dados obtidos na orientação de políticas públicas envolvendo o uso da homeopatia como terapia complementar na oncologia.

Data da defesa: 18/12/2018

Autor: Edna Cristiane da Matta

Orientador: Prof. Dr. Paulo Ricardo Dell'Armelina Rocha

Programa: Mestrado em Patologia Ambiental e Experimental

Título: Diagnóstico da peritonite infecciosa felina em gatos na cidade de São Paulo, SP, Brasil

Resumo: A PIF é uma doença severa e imunomediada, sem tratamento até o presente momento e causada pelo coronavírus felino (FIPV). Causa vasculite imunomediada, hepatite, nefrite, meningoencefalite, serosite, uveíte, pericardite, linfoadenite, esplenite e pneumonia. Quando há suspeita de PIF, as amostras de tecidos devem ser colhidas para exame histopatológico. A IHC pode ser utilizada para diagnóstico etiológico post-mortem em amostras de tecido, localizando-se os antígenos do FIPV, associados às lesões inflamatórias. O objetivo deste trabalho foi diagnosticar a PIF em gatos da cidade de São Paulo, Brasil. Foram incluídos no estudo 11 gatos que vieram a óbito. Os animais foram submetidos à necropsia, avaliação histopatológica e IHC para FIPV. Foram observadas lesões anatomopatológicas características de PIF, principalmente nos rins, intestinos (delgado e grosso), fígado, pâncreas, linfonodos, baço, olhos, sistema nervoso central, pulmões e coração. As lesões anatomopatológicas nos animais do presente estudo foram características, o que sugeriu que o animal estivesse com a PIF. Foram observados infiltrados inflamatórios predominantemente linfoplasmocitários multifocais, com intensidade variada, por vezes associados à necrose e fibrina e em diferentes sistemas. A IHC demonstrou associação das lesões microscópicas com a marcação do FIPV. No Brasil, o diagnóstico da PIF tem sido negligenciado, portanto, estudos que identifiquem a doença são fundamentais para a qualidade do serviço médico veterinário no país.

Data da defesa: 19/12/2018

Autor: Lia da Graça

Orientador: Prof. Dr. Arnaldo Luiz Ryngelblum

Programa: Mestrado em Administração

Título: Influência dos atores na definição das lógicas institucionais: a configuração das despesas na saúde suplementar brasileira

Resumo: As despesas das seguradoras e operadoras do setor de saúde privada do Brasil tiveram elevado crescimento, fenômeno para o qual seus participantes apresentam várias explicações, configurando diferentes pontos de vista. Sabendo-se que os recursos financeiros destinados aos tratamentos das doenças são finitos, coloca-se como problema conhecer as causas desse aumento com as despesas assistenciais. Por meio da abordagem institucional, este projeto pesquisou como os atores do campo da saúde suplementar influenciam na configuração das despesas assistenciais, quais variáveis interferem nela e que modelo do institucionalismo melhor define suas participações dentro do campo. A pesquisa é do tipo descritivo-explicativa, focada nas discussões pertinentes ao campo. A coleta de dados foi feita por meio de pesquisa documental, banco de dados da agência de saúde suplementar e associações correlatas, revisão bibliográfica do campo de saúde, material de fóruns e seminários, bem como entrevistas com roteiro semiestruturado. Os resultados mostraram que os participantes do campo desconhecem o detalhamento das despesas por tipos de procedimentos. Todos apresentaram críticas distintas sobre o excesso de exames e procedimentos provocados pelo modelo de remuneração vigente. Tendo examinado a estrutura do campo, analisado os resultados e comparado os modelos de resolução de competição de lógicas competitivas, entendemos que o campo se define, principalmente, pela coexistência alternada. O modelo de constelações de lógicas explica os protagonismos pontuais dos atores, conforme seu raio de atuação dentro do campo. A contribuição teórica é esclarecer até que ponto e por qual forma os participantes influem na determinação das despesas de saúde e apontar o modelo que melhor explica a dinâmica interna do campo dentro da óptica institucionalista. A pesquisa também trouxe à tona os principais fatores de aumento de despesas assistenciais, apontando o diagnóstico do problema para uma potencial resolução. Partindo dos resultados e das limitações verificadas, segue uma proposição de temas pertinentes e correlacionados a esta pesquisa.

Data da defesa: 19/12/2018

Autor: Débora de Oliveira Mares Silvestro

Orientador: Profa. Dra. Elizabeth Cristina Pérez Hurtado

Programa: Mestrado em Patologia Ambiental e Experimental

Título: Caracterização morfológica e funcional dos macrófagos raw 264.7 após interações com células de adenocarcinoma mamário 4t1 (estudo in vitro)

 

Resumo: Na maioria dos tumores, os macrófagos representam a maior população de células do sistema imunológico presentes no microambiente tumoral. Na dependência do estímulo que eles recebem, os macrófagos podem polarizar-se em dois grupos funcionais distintos: M1 (pró-inflamatório) ou M2 (imunossupressor). Os macrófagos associados ao tumor (TAMs) compartilham características fenotípicas do perfil M2 favorecendo a progressão tumoral e a formação de metástases. Entretanto, ainda não estão completamente elucidados os mecanismos pelos quais células tumorais influenciam o padrão de polarização dos macrófagos no microambiente tumoral. Assim, o intuito do presente estudo foi avaliar in vitro a influência das células de adenocarcinoma mamário no perfil de ativação e capacidade funcional dos macrófagos, seja por fatores solúveis, seja por interações físicas. Para isso, macrófagos foram cultivados sozinhos, ou com células de adenocarcinoma mamário 4T1, ou com o sobrenadante de cultura de células tumorais por 48 horas, para caracterização fenotípica por citometria de fluxo e análises morfológicas por microscopia óptica, eletrônica de varredura e confocal. Para avaliação da capacidade funcional dos macrófagos após interações físicas ou mediados por fatores solúveis, macrófagos após culturas foram purificados por cell sorter e, em seguida, submetidos a ensaios in vitro de fagocitose com leveduras de Saccharomyces cerevisiae. Sobrenadantes de cultura foram coletados para dosagens de óxido nítrico (NO), peróxido de hidrogênio (H2O2), citocinas do padrão Th1/Th2/Th17 e quantificação de metaloproteases 2 e 9. Resultados obtidos nesses ensaios, apresentados no presente trabalho em formato de artigo, sugerem que tanto interações físicas com células de adenocarcinoma mamário, quanto exposição aos fatores solúveis produzidos por elas, modularam o perfil de ativação e capacidade funcional dos macrófagos.

Data da defesa: 19/12/2018 

Autor: Michelly Gonçalves Barboza

Orientador: Prof. Dr. José Guilherme Xavier

Programa: Mestrado em Patologia Ambiental e Experimental

Título: A cariometria como ferramenta no diagnóstico diferencial de tumores neuroendócrinos pancreáticos em furões (Mustela putorius furo)

 

Resumo: Os tumores neuroendócrinos constituem um grupo heterogêneo de neoplasias raras derivadas de células do sistema neuroendócrino podendo ter comportamento benigno ou maligno. Os tumores neuroendócrinos do pâncreas (pNETs) estão entre os mais comuns e, apesar dos avanços científicos e tecnológicos, ainda são diagnosticados tardiamente, fato que impossibilita uma abordagem terapêutica mais eficaz, determinando uma alta taxa de mortalidade relacionada aos pNETs. Em contraposição ao relatado em outras espécies, tais neoplasias são frequentes em furões gonadectomizados, situando-os como um potencial modelo em patologia comparada, potencialmente útil para a compreensão da biologia dessas condições. No presente estudo, foi avaliada a relação entre a classificação histopatológica e o padrão nuclear das células neoplásicas, considerando-se adenomas e carcinomas de pâncreas endócrino. Para tanto, nove pNETs foram classificados histopatologicamente, sendo três benignos e seis malignos. Imagens digitalizadas dos cortes foram obtidas com o uso do fotomicroscópio OPTICAM® a partir de quatro campos de grande aumento (40x) por formação. Em cada formação foram mensuradas 200 células, a partir da delimitação manual de seu núcleo, com o auxílio do cursor. Com o emprego do software Metamorph®, procedeu-se à avaliação morfométrica considerando-se as medidas de área e perímetro nucleares. Em média, os núcleos de células carcinomatosas apresentaram valores superiores quando comparados aos de células adenomatosas (p<0,0001, teste T de Student, não pareado). Tais achados indicam a adequação do uso de parâmetros morfológicos na classificação de pNETs em furões e evidenciam uma analogia com a condição em humanos, na qual a cariometria também é útil na distinção entre as lesões benignas e malignas.

Data da defesa: 19/12/2018

Autor: Renata Semighini Gaspar

Orientador: Prof. Dr. José Guilherme Xavier

Programa: Mestrado em Patologia Ambiental e Experimental

Título: Perfil imuno-histoquímico de tumores neuroendócrinos pancreáticos de furões (Mustela putorius furo) a partir da expressão de insulina, KI-67 e citoceratina 19

Resumo: Os tumores neuroendócrinos do pâncreas (pNETs) constituem um grupo heterogêneo de neoplasias derivadas de células do sistema neuroendócrino que apresentam baixa incidência na espécie humana e ainda parcialmente compreendidos, sendo de interesse a identificação de modelos animais para o estudo dessa condição. Furões gonadectomizados desenvolvem tumores endócrinos com frequência, entre eles, os pNETs, com incidência estimada de 21 a 25% das neoplasias diagnosticadas na espécie. No sentido de incrementar o conhecimento acerca dessas condições em furões e traçar um paralelo com os pNETs em humanos, neste projeto investigou-se, com o emprego de método imuno-histoquímica, a expressão de insulina Ki-67 e ceratina 19 em adenomas e carcinomas neuroendócrinos pancreáticos de furões, buscando informações acerca de sua histogênese, atividade proliferativa e evolução. No total, foram avaliadas 9 formações pancreáticas, provenientes de 5 machos e 4 fêmeas, com o predomínio de animais entre 4 e 5 anos de idade, compreendendo 3 adenomas e 6 carcinomas. Todas exibiram positividade para insulina, sugerindo sua derivação de células beta das ilhotas, corroborando a frequente designação de insulinoma, e a funcionalidade tumoral, responsável pelos sinais clínicos apresentados pelos animais portadores de pNETs, diferindo do usual quadro silencioso presente em humanos, nos quais predominam os tumores assintomáticos. Ao contrário do observado em pNETs humanos, nos quais a atividade proliferativa é o parâmetro central para a distinção entre adenomas e carcinomas, não houve diferença significante quanto à atividade proliferativa nos pNETs de furões amostrados. Em complemento, nestes, as células neoplásicas não expressaram ceratina 19, ficando a imunopositividade restrita ao componente ductal glandular. Nesse sentido, a usual preservação da atividade endócrina presente na lesão dos mustelídeos associada à baixa atividade proliferativa e negatividade para a ceratina 19 pode estar relacionada a um perfil tumoral mais indolente, visto que a expressão de ceratina 19 em pNETs em humanos é referida em tumores mais agressivos.

Data da defesa: 20/12/2018

Autor: Thiago Albuquerque Viração

Orientador: Profa. Dra. Elizabeth Cristina Pérez Hurtado

Programa: Mestrado em Patologia Ambiental e Experimental

 

Título: Avaliação in vivo do efeito da ciclofosfamida no desenvolvimento do melanoma murino

 

Resumo: A ciclofosfamida (CPA) é um quimioterápico antineoplásico que apresenta efeitos secundários em componentes do sistema imunológico. Devido à sua ação imunomoduladora, capaz de influenciar respostas de imunidade humoral e imunidade mediada por células, esse fármaco é também prescrito para tratamento de doenças autoimunes. Sua utilização por longos períodos de tempo no tratamento dessas doenças já foi correlacionado com o aumento de risco para desenvolvimento de câncer de pele não melanoma, porém, este aumento ainda não foi associado ao melanoma. A capacidade de modular a resposta imunológica pode também favorecer ou inibir o desenvolvimento de tumores. No melanoma, estudos demonstraram que a CPA pode favorecer uma resposta antitumoral, no entanto, não há relatos sobre a influência desse fármaco na progressão da doença quando utilizada anterior ao seu desenvolvimento. Considerando os efeitos controversos da CPA no desenvolvimento de tumores, o intuito deste trabalho foi avaliar os efeitos do pré-tratamento com CPA sob o crescimento e progressão do melanoma murino, abordando tanto os mecanismos celulares como os moleculares. Para isso, camundongos C57BL/6 foram pré-tratados com CPA e, posteriormente, inoculados com células B16F10 na região subcutânea do dorso. Resultados obtidos no presente estudo e apresentados em formato de artigo que será submetido à revista Journal of Immunology Research, sugerem que tratamento com CPA reduz população de neutrófilos e macrófagos no microambiente tumoral, o que pode ser um dos mecanismos pelos quais o tratamento com CPA reduz MMP-9 e, consequentemente, reduz o crescimento e progressão do melanoma, melhorando a sobrevida desses animais.

 

Data da defesa: 20/12/2018

Autor: William Alves dos Santos

Orientador: Profa. Dra. Leoni Villano Bonamin

Programa: Mestrado em Patologia Ambiental e Experimental

 

Título: Efeitos de altas diluições de Phytolacca decandra na viabilidade e expressão do fator HER-2 em adenocarcinoma mamário murino (4T1) in vitro

Resumo: Em estudo anterior, experimental, in vivo, observou-se que o tratamento de camundongos inoculados com células 4T1 com Phytolacca decandra em diferentes diluições homeopáticas apresentava mudanças no crescimento tumoral e na expressão de HER-2. HER-2 (receptor de fator de crescimento epidermal, com atividade tirosina-quinase) é superexpressa em cerca de 30% dos carcinomas ductais invasivos humanos e, por isso, é alvo de tratamentos específicos. O objetivo deste estudo foi avaliar o efeito de diferentes diluições homeopáticas de Phytolacca decandra, preparadas segundo a Farmacopeia Homeopática Brasileira, na apoptose, morfologia e expressão de HER-2 em células 4T1 in vitro. Células 4T1 tratadas no momento do cultivo foram analisadas após 24 horas quanto à positividade para anexina V pelo método Countess® para a avaliação da apoptose. A expressão de HER-2 foi avaliada pelo método da imunocitoquímica e a morfologia das células foi avaliada pelas colorações hematoxilina-eosina e Giemsa, a partir de esfregaços obtidos das células em suspensão. Células tratadas com Phytolacca decandra 200cH mostraram aumento no número de células positivas à anexina V (células em apoptose) e ocorrência de células bi ou multinucleadas. A expressão de HER-2 na superfície celular foi irregular nessas células, bem como nas células tratadas com a diluição 12cH, sugerindo infrarregulação desse receptor. Em suma, os resultados mostram alterações fenotípicas significativas em células 4T1 tratadas com Phytolacca decandra 200cH, as quais merecem estudos mais aprofundados.

 

Data da defesa: 20/12/2018

Autor: Ruth Ydania Andia Merlin

Orientador: Prof. Dr. Elcio Magdalena Giovani

Programa: Doutorado em Odontologia

Título: Estudo da microestrutura do processo alveolar e da densidade mineral óssea mandibular em pacientes HIV/AIDS que recebem a terapia antirretroviral altamente potente (HAART)

Resumo: Esta pesquisa visa examinar a microestrutura do trabeculado ósseo do processo alveolar dos maxilares, por meio de microscopia de luz, histoquímica e imuno-histoquímica, correlacionando com parâmetros de densidade óssea na mandíbula obtidos a partir de radiografias panorâmicas e de tomografia computadorizada por feixe cônico (TCFC), em indivíduos em HIV/AIDS, que recebem terapia antirretroviral altamente potente (HAART), em comparação com indivíduos HIV-. Vinte pacientes foram divididos em Grupo I (10 pacientes HIV+) e Grupo II (10 pacientes HIV-). Para mensuração da densidade mineral óssea (DMO) nas mandíbulas, foram utilizadas imagens 2D de radiografias panorâmicas e 3D com TCFC. Fragmentos de osso do processo alveolar em locais onde seriam feitos o tratamento com implantes foram processados para observação dos processos de remodelação óssea por meio de histoquímica para fosfatase ácida resistente ao tartarato (TRAP) e imuno-histoquímica para a proteína osteopontina (OPN). Foram detectados sinais de remodelação óssea nos indivíduos infetados com HIV, independentemente do tempo em HIV/AIDS e do tratamento com HAART, os quais foram similares aos observados no grupo controle. Os exames de imagem revelaram perda de massa óssea na região basal e cortical mandibular. O presente estudo concluiu que pacientes em HIV/AIDS que recebem HAART têm a DMO na região do osso basal levemente menor que os parâmetros normais. A análise microscópica mostrou escassas áreas onde o osso estava sendo reabsorvido. A OPN esteve presente em linhas cimentantes e em pequenas áreas de osso primário, demonstrando que ocorreu remodelação óssea no trabeculado do processo alveolar.

 

Data da defesa: 20/12/2018

Autor: Paula da Silva Rodrigues

Orientador: Profa. Dra. Maria Martha Bernardi

Programa: Mestrado em Patologia Ambiental e Experimental

Título: Influência do estro e da experiência sexual na vocalização ultrassônica e latência para a primeira a monta de ratos tratados com ivermectina

Resumo: A ivermectina (IVM) é um dos medicamentos antiparasitários mais utilizados no mundo. Investigações anteriores mostraram que a IVM reduziu a motivação sexual devido ao aumento da incoordenação motora durante o desempenho sexual em ratos. Assim, para verificar se apenas a incoordenação motora é responsável pela diminuição da motivação sexual após a administração da IVM, foi avaliada a vocalização ultrassônica (USV) dos ratos e a latência para a primeira monta a fim de dissociar a motivação da função motora. Devido à influência da experiência sexual do macho e da receptividade da fêmea na avaliação, parâmetros como o reflexo de lordose em estro fisiológico e farmacológico e análise das USVs de machos inexperientes e experientes sexualmente foram analisadas. Os ratos foram divididos em três grupos: machos inexperientes, machos experientes sexualmente expostos a uma fêmea no estro fisiológico e machos inexperientes expostos a fêmeas no estro farmacológico. Nossos resultados mostraram que a latência para a primeira monta e as USVs de ratos experientes expostos a fêmea no estro fisiológico foram reduzidas quando comparadas com ratos inexperientes, diferença atribuída ao processo de aprendizagem. Quanto à administração de IVM em ratos experientes expostos as fêmeas no estro fisiológico, notou-se um aumento no número de USVs e a latência para a primeira monta, o que apoia a hipótese de que a IVM não prejudica a motivação sexual e o prejuízo causado no comportamento sexual se deve à incoordenação motora. Porém, em ratos inexperientes tratados com IVM expostos a fêmea no estro farmacológico, apenas a frequência da USV aumentou sem alterações na latência para a primeira monta, apesar da marcação de tirosina hidroxilase no estriado estar aumentada neste grupo. O comportamento de fêmeas em estro fisiológico ou farmacológico não foi diferente entre os grupos. Portanto, sugere-se que nos efeitos da IVM relacionados à motivação sexual é mais importante na experiência dos ratos do que a própria ação da IVM.

Data da defesa: 21/12/2018

Autor: Carolina Vieira Cardoso

Orientador: Prof. Dr. Eduardo Fernandes Bondan

Programa: Mestrado em Patologia Ambiental e Experimental

Título: Chemobrain em ratos: estudo dos efeitos morfológicos, oxidativos, inflamatórios e comportamentais da administração do quimioterápico doxorrubicina

Resumo: A doxorrubicina (DOX), um agente interativo da topoisomerase, é comumente utilizada no tratamento de vários tipos de câncer. Essa droga é conhecida por causar prejuízos cognitivos em indivíduos submetidos à quimioterapia de longo prazo (déficits também chamados de chemobrain). O presente estudo investigou se alterações morfológicas, oxidativas, inflamatórias e comportamentais poderiam ser induzidas por DOX. Ratos Wistar machos foram injetados com DOX (2,5 mg/kg, uma vez por semana, durante 28 dias, via intraperitoneal – IP) ou solução fisiológica a 0,9% (mesmo volume, IP). Durante o período experimental, foram realizados estudos comportamentais, incluindo o teste de campo aberto, o de labirinto em cruz elevada e os testes de preferência social e de reconhecimento de novo objeto (NORT). Os encéfalos foram coletados e analisados por técnicas de coloração com hematoxilina-eosina e luxol fast blue, bem como por imuno-histoquímica (GFAP – expressão de glial fibrilary acidic protein em astrócitos) em diferentes áreas (córtex frontal, estriado, hipocampo, hipotálamo, camadas granular e molecular do cerebelo). Os parâmetros oxidativos também foram avaliados, tais como substâncias reativas ao ácido tiobarbitúrico (TBARS), catalase (CAT), superóxido dismutase (SOD), glutationa peroxidase (GPx), glutationa redutase (GR), óxido nítrico (NO), ferro e ferritina encefálicos, assim como glutationa em seus estados reduzido (GSH) e oxidado (GSSG). Os níveis séricos e encefálicos de TNF-α, IL-1β, IL-6, IL-8, IL-10 e CXCL1 foram determinados por ELISA. A análise morfométrica mostrou que os ratos injetados com DOX apresentaram maior expressão de GFAP em todas as áreas analisadas. A administração de DOX também aumentou os níveis dos indicadores oxidativos TBARS, NO e GR, mas diminuiu os níveis encefálicos de GSSG e de ferritina, além de causar prejuízos de memória de reconhecimento, como visto no NORT. Não foram encontrados sinais de desmielinização e/ou perda neuronal. Níveis séricos e encefálicos aumentados de IL-6, IL-8 e CXCL1 foram observados no grupo DOX, embora a IL-10 tenha diminuído. Os resultados sugerem que a astrogliose e o estresse oxidativo induzidos pela DOX podem estar associados aos déficits de memória induzidos pela quimioterapia. Como a DOX apresenta uma pobre penetração através da barreira hematoencefálica, propõe-se que a entrada de citocinas séricas inflamatórias no encéfalo possa causar as mudanças encontradas em nosso estudo.